Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós... Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Temas de Formação

Tenho a autoestima baixa. E agora?

 Você considera-se uma pessoa agradável? A sua personalidade é cativante? E o seu corpo, modo de pensar, de falar e agir, agradam-lhe?

Se fosse possível, mudaria algo em si? Faço estas perguntas com o propósito de ajudá-lo a reflectir um pouco sobre a maneira com que você se vê, pois a autoestima baixa pode ser um factor destrutivo para a pessoa que não tem consciência das consequências que ela causa.

A autoestima é aceitar-se, ou seja, um processo necessário para sentir-se melhor

Afinal, o que é autoestima? O psicólogo norte-americano, Edward Whitmont, explica que “a autoestima se ocupa de imagens, palavras e olhares que exprimem os juízos de valores que a pessoa faz sobre si mesma”. Ou seja, para uma pessoa ter uma autoestima elevada, necessita de ter uma imagem saudável de si mesma. Por isso, se você não gosta da imagem reflectida todos os dias no espelho, é sinal de que algo no seu interior está em conflito.

Caso o seu relacionamento consigo seja inseguro e rígido, possivelmente, a sua autoestima é baixa. Sendo assim, convido-o a aceitar o desafio de mudar a sua perspectiva em relação a si. Sim! Viver uma conversão de mentalidade.

Passos para mudar a situação

O primeiro passo para elevar a autoestima é ter consciência de que esta insegurança existe. Após a conscientização, é essencial dar passos rumo à meta, que é tornar-se uma pessoa estável e com uma emoção saudável. Procure ajuda com um bom psicólogo católico, com um director espiritual e faça uma oração de cura interior. Para ter uma autoestima elevada é fundamental mudar a sua autoimagem.

É importante estabelecer uma relação equilibrada e estável com o seu corpo, emoção e intelecto. Seja gentil, compreensível, flexível e amoroso consigo mesmo. Amar-se é fundamental para conseguir viver a ordem que Jesus dá no Evangelho de São Mateus: “Ama o teu próximo como a ti mesmo”.


Regressar