Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Temas de Formação

Dia dos Avós

Ser avô, é uma graça de Deus

No dia 26 de Julho, em que a Igreja celebra Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus, comemora-se o Dia dos Avós.
Decorridos mais de dois mil anos, a presença da família nunca foi tão importante como nos nossos tempos.
A educação promovida no seio familiar é a grande responsável pela construção de relacionamentos sólidos, não somente entre os membros duma família, mas com cada um daqueles que dela se aproxima. Lembrar os avós de Jesus, o exemplo de família dado por eles e por Maria e José, ajuda-nos a perceber os valores, os conhecimentos, as experiências a serem seguidas, transmitidas e vividas por nós e pelas gerações futuras.
Num momento em que a sociedade se depara com modelos familiares tão diferentes do proposto por Deus, podemos encontrar, na relação entre netos e avós, subsídios para garantir a existência do ser humano como filhos do céu e não simplesmente como alguma coisa vinda de um tubo de ensaio.
Ouvindo alguns avós, percebemos a importância do testemunho de vida de quem viu, sofreu, viveu e convive com a evolução social, tecnológica, com as transformações morais e com as mudanças dos rumos da história do mundo. A preocupação deles em dar bom exemplo, de serem espelhos para os seus netos, motiva-os a participarem da vida deles de forma discreta, porém marcante. Com uma convivência amorosa, muito diálogo e o equilíbrio nas concessões, eles promovem uma relação profunda com os netos. Recheada dos valores do Evangelho e pela experiência dos muitos anos já vividos, eles ajudam a escrever nas páginas em branco do livro da vida dos netos a história, as tradições e os caminhos que serão percorridos por eles.
As diferenças de idades e comportamento são, muitas vezes, promotoras de distanciamento entre as gerações. A agilidade de um e a lentidão de outro só podem conviver harmonicamente se forem envolvidas pelo amor e pelo respeito. Ser avô e avó é uma bênção, dizem alguns avós, que não têm medo do envelhecimento. Tudo acontece sob a permissão e graça de Deus, então que este tempo maravilhoso seja intensamente vivido e desfrutado.
O tempo não pára e mesmo entre os conflitos de gerações, o amor vence todas as barreiras e quem já experimentou sabe quanto é bom um colinho da avó, o sorriso do avô e os gestos de carinho que só eles sabem dar.
Feliz dia dos Avós!


Avós, são verdadeiros tesouros na nossa vida
O tesouro de ver o mundo com os olhos do coração

O Dia dos Avós é um dia de reflexão e agradecimento àqueles que tanto contribuem para a formação dos netos, sendo a sua companhia cada vez mais constante e necessária no cenário actual, visto que os pais precisam de trabalhar fora.
Os nossos avós – e todos os idosos, de modo geral – são as pessoas que mais devem ser valorizadas como símbolos de experiência e sabedoria. Eles trazem consigo o testemunho de décadas, de gerações de avanços, modernidade e mudanças de comportamento. Hoje, muitos deles consideram que o tempo não tem a mesma importância de outrora, tanto que o relógio de pulso é usado apenas como acessório.
Se hoje eles têm a pele flácida, o corpo mais sensível e a visão enfraquecida, devemo-nos lembrar de que nem sempre foi assim. Afinal, já batalharam muito e dedicaram as suas vidas ao cuidado da família. São tão dignos de carinho e respeito como os nossos pais. Por isso, jamais nos devemos esquecer do verdadeiro valor deles.
Ser avô e avó, fazer parte da terceira ou quarta idade, não pode ser relacionado à invalidez, à inoperância ou à inutilidade. Grande parte ainda contribui com a mesma sociedade que os descarta, basta ver o elevado número de idosos responsáveis financeiramente pelos seus lares, cuidando de filhos e netos.
É muito triste constatar que em muitas famílias os idosos são tratados como objectos antigos. Há pessoas que costumam tecer comentários desrespeitosos a respeito dos mais velhos da casa, reclamando que só dão trabalho, que são doentes... Quanta injustiça! A sua presença ensina aos mais novos o tesouro de ver o mundo com os olhos do coração.
Quem souber aproveitar o convívio com estas figuras que acumulam sabedoria de duas gerações, certamente terá muito a aprender com seus conselhos. Os nossos avós possuem o conhecimento e a sabedoria que não são aprendidos nos livros e estão sempre dispostos a partilhar. São verdadeiros tesouros na nossa vida.

Regressar