Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Página Mariana

Até Deus Pai confiou em Maria!

São João Paulo II, na Redemptoris Mater (A Mãe do Redentor), afirmou: “Antes de mais ninguém, foi o próprio Deus, o Pai Eterno, que se entregou à Virgem de Nazaré, dando-lhe o seu próprio Filho no mistério de a Encarnação”.

E por que é que as orações dela são poderosas? As orações de Maria são poderosas porque estão sempre em sintonia com os desejos de Deus.

Antes da encarnação do Filho de Deus, e antes da efusão do Espírito Santo, a sua oração coopera de maneira única com o desígnio de bondade amorosa do Pai: na Anunciação, pela concepção de Cristo; no Pentecostes, para a formação da Igreja, seu Corpo. Na fé de sua humilde serva, o Dom de Deus encontrou a aceitação que esperava desde o início dos tempos (CIC, 2617).

As orações mais famosas de Maria registadas nas Escrituras são o seu Fiat e o Magnificat. Do fiat, o Catecismo escreve:

Aquela a quem o Todo-Poderoso tornou “cheia de graça”, responde oferecendo todo o seu ser: “Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra.” “Fiat:” esta é a oração cristã: ser totalmente de Deus, porque ele é totalmente nosso (CIC, 2617).

As orações de Maria são eficazes, porque Ela conhece intimamente a vida da Trindade como filha do Pai, mãe do Filho e esposa do Espírito Santo.

Começando com a cooperação única de Maria com a operação do Espírito Santo, a Igreja desenvolveu a Ave Maria. Em incontáveis hinos e antífonas que expressam esta oração, dois movimentos geralmente se alternam: o primeiro “engrandece” o Senhor pelas “grandes coisas” que ele fez pela sua serva humilde e, por meio dela, por todos os seres humanos; a segunda confia à Mãe de Jesus as súplicas e os louvores dos filhos de Deus, porque ela já conhece a humanidade que, nela, o Filho de Deus desposou. Este duplo movimento de oração a Maria encontrou uma expressão privilegiada na Ave Maria (CIC, 2675-2676).

São Luís de Montfort, outro santo devoto de Maria, ensinou sabiamente: “A salvação do mundo inteiro começou com a Ave Maria. Portanto, a salvação de cada pessoa também está ligada a esta oração”.

Regressar