Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Página Eucarística

Participar na Santa Missa

Participar na Santa Missa

Devemos julgar-nos muito felizes sempre que se nos oferece a possibilidade de participar numa SANTA MISSA!

Pensemos em Santa Maria Goretti que, para ir à Santa Missa aos domingos, tinha que andar a pé 24 quilómetros para ir e voltar! Pensemos em São Maximiliano Maria Kolbe, que celebrava a Santa Missa, mesmo quando se achava em condições tão precárias de saúde, que um seu coirmão tinha que sustentá-lo no Altar para que não caísse. E, quantas vezes o Pe. Pio de Pietrelcina, estando febril e sangrando, celebrou a Missa?

Com maior razão devemos preferir a Santa Missa aos divertimentos nos quais se gasta o tempo sem nenhuma vantagem para a alma. São Luís IX, Rei da França, participava em várias Santas Missas cada dia. Um dos seus ministros queixou-se disso, dizendo que o rei podia ocupar aquele tempo nos trabalhos do reino. Mas o santo rei disse-lhe: “Se eu empregasse o dobro do tempo que levo para participar das Santas Missas, nos divertimentos, ou na caça, ninguém iria dizer nada!”

Quando chegarmos a compreender que a Santa Missa tem um valor infinito, já não nos causarão admiração o amor e o cuidado dos Santos em procurar nela participar cada dia e o mais que pudessem.

O Pe. Pio de Pietrelcina disse um dia a um penitente: “Se os homens compreendessem o valor da SANTA MISSA, para cada Missa seria necessário chamar os carabineiros, a fim de manterem em ordem as multidões de gente nas Igrejas”.

Sejamos generosos, e procuremos fazer todo o esforço possível até mesmo algum sacrifício deboa vontadepara não perdermos um bem tão grande - especialmente nos dias de preceito (domingos e festas) e, portanto, quem deixa de ir comete pecado grave.

Santo Agostinho dizia aos cristãos do seu tempo: “Todos os passos que alguém dá para participar na Santa Missa são contados por um Anjo e por eles Deus lhe concederá um prémio muito grande nesta vida e na eternidade”. E o Santo Cura d’Ars acrescenta: “Como fica feliz o Anjo da Guarda, quando acompanha uma alma que vai à Santa Missa!”.

 

Regressar