Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Página Eucarística

Eucaristia: O Coração de Jesus

O Coração de Jesus vive na Eucaristia, uma vez que o seu Corpo ai está vivo.

É verdade que este Coração divino não é visível, mas acontece o mesmo em toda a criatura.
O coração, princípio de vida, precisa de permanecer misterioso e oculto, porque descobri-lo ocasiona a morte.
Verifica-se a sua existência pelos efeitos que produz.
O homem não pede ao amigo para ver o seu coração; contenta-se com uma palavra para lhe conhecer a amizade.
E o que faz o Coração de Jesus? Manifesta-se a nós pelos sentimentos que nos inspira, e isto nos deve bastar. Quem poderia, aliás, contemplar a beleza e a bondade deste Divino Coração? Quem seria capaz de suportar o brilho da sua glória e as chamas consumidoras, devoradoras deste foco de amor? Quem ousaria fitar esta Arca divina em que está escrito em letras de fogo o seu Evangelho de amor, onde estão glorificadas todas as suas virtudes, onde se eleva um trono ao seu amor e se encerram todos os tesouros da sua bondade? Quem poderia penetrar no próprio santuário da Divindade?
Ah! O Coração de Jesus! É o Céu dos céus, habitado por Deus, que ai encontra as suas delícias! É verdade que não vemos o Coração Eucarístico de Jesus, mas possuímo-l’O; é nosso!
(São Pedro Julião Eymard)

Vamos Adorar a Deus!
Deus Pai, “que procura adoradores em espírito e em verdade” (Jo 3,23).

O que diz a Igreja:

2558. O QUE É A ORAÇÃO?
2559.
“Para mim, a oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado ao céu, um grito de reconhecimento e amor no meio da provação ou no meio da alegria”.
(Santa Teresinha do Menino Jesus)

A oração como dom de Deus

A oração quer saibamos ou não, é o encontro entre a sede de Deus e a nossa. Deus tem sede de que nós tenhamos sede dele.

A bênção e a adoração
1.
A bênção exprime o movimento de fundo da oração; é o encontro de Deus e do homem; nela o dom de Deus e a acolhida do homem chamam-se e unem-se. A oração de bênção é a resposta do homem aos dons de Deus: uma vez que Deus abençoa, o coração do homem pode bendizer Aquele que é a fonte de toda a bênção.
2. Duas formas fundamentais exprimem o movimento da bênção: ora sobe, levada no Espírito Santo por Cristo ao Pai (nós o bendizemos por nos ter abençoado); ora implora a graça do Espírito Santo, que, por Cristo, desce de junto do Pai (é Ele que nos abençoa).
3.A adoração é a primeira atitude do homem que se reconhece criatura diante do seu Criador. Exalta a grandeza do Senhor que nos fez e a omnipotência do Salvador que nos liberta do mal. É prosternação do Espírito diante do “Rei da glória” e o silêncio respeitoso diante do Deus “sempre maior”. A adoração do Deus três vezes santo e sumamente amável enche-nos de humildade e dá garantia às nossas súplicas.
“Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores hão-de adorar o Pai em espírito e verdade, e são esses adoradores que o Pai deseja”. (Cf. Jo 4,23)

Oração ao Santíssimo Sacramento:
Creio, meu Jesus,
que estais realmente presente aqui
no Santíssimo Sacramento do Altar.
Amo-Vos sobre todas as coisas
e desejo receber-Vos na minha alma.
Mas como agora não Vos posso receber sacramentalmente,
vinde, pelo menos espiritualmente, ao meu coração.
Como se já Vos tivesse recebido,
abraço-Vos e me uno todo a Vós.
Não permitais, Senhor,
que eu nunca me separe de Vós. Amem.

Eucaristia: O Coração de Jesus

O Coração de Jesus vive na Eucaristia, uma vez que o seu Corpo ai está vivo.
É verdade que este Coração divino não é visível, mas acontece o mesmo em toda a criatura. O coração princípio de vida, precisa de permanecer misterioso e oculto, porque descobri-lo ocasiona a morte. Verifica-se a sua existência pelos efeitos que produz.
O homem não pede ao amigo para ver o seu coração; contenta-se com uma palavra para lhe conhecer a amizade.
E o que faz o Coração de Jesus? Manifesta-se-nos pelos sentimentos que nos inspira, e isto nos deve bastar. Quem poderia, aliás, contemplar a beleza e a bondade deste Divino Coração? Quem seria capaz de suportar o brilho da sua glória e as chamas consumidoras, devoradoras deste foco de amor? Quem ousaria fitar esta Arca divina em que está escrito em letras de fogo o seu Evangelho de amor, onde estão glorificadas todas as suas virtudes, onde se eleva um trono ao seu amor e se encerram todos os tesouros da sua bondade? Quem poderia penetrar no próprio santuário da Divindade?
Ah! O Coração de Jesus! É o Céu dos céus, habitado por Deus, que ai encontra as suas delícias! É verdade que não vemos o Coração Eucarístico de Jesus, mas possuímo-Lo; é nosso!

(São Pedro Julião Eymard)

 

 


Regressar