Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Página Eucarística

Coloquemos aos pés de Jesus as nossas enfermidades

“Com efeito, Jesus tinha curado muitas pessoas, e todos os que sofriam de algum mal lançavam-se sobre ele para tocá-lo” (Marcos 3,10).

Precisamos de permitir que Jesus cuide de nós, permitir que Ele nos cure.

As pessoas iam ao encontro de Jesus para serem curadas e “lançarem” sobre Ele os seus males, as suas doenças, enfermidades, dores e sofrimentos. As pessoas tocavam em Jesus e eram tocadas pelo poder d’Ele.

Jesus continua a tocar-nos, a curar-nos, a libertar-nos, restaurando-nos e agindo no meio de nós. Mas é preciso permitir que a graça d’Ele actue em nós, é preciso permitir que a graça d’Ele cure a enfermidade de cada um de nós.

É verdade que, primeiro, precisamos de admitir que estamos doentes, enfermos… E nós pecamos e erramos aqui, porque as pessoas deixam para reconhecer as suas doenças e enfermidades só quando elas são graves, mas toda e qualquer enfermidade é um agravamento, causam um tormento na alma, no espírito e no coração. Não ignoremos!

É preciso permitir que a graça d’Ele cure a enfermidade de cada um de nós

Assim como não devo ignorar nenhuma dor no meu corpo, devo procurar saber o motivo por que sinto esta dor, o porquê que de estar a passar por isso, também não posso ignorar o que se passa no meu coração, nas minhas emoções, nos meus sentimentos, pois isso me perturba tanto, me incomoda tanto. Ou se não me perturba é porque ignoro o que se passa e pesa sobre mim.

Coloquemos aos pés de Jesus, coloquemos no coração d’Ele o que nos oprime, porque pode ser uma opressão emocional forte. De tanto acumularmos tensões, vem um momento que a cabeça fica pesada, o coração fica demasiadamente sobrecarregado.

Coloquemos aos pés de Jesus o que nos inquieta, porque se não entregamos as nossas inquietações a Jesus, tornam-se perturbações e crescem e geram verdadeiros desequilíbrios emocionais em mim. E daqui a pouco estou aquela pessoa estafada, traumatizada e deprimida, porque não entrego a Jesus o que me preocupa e me inquieta.

Nenhum de nós pode ser super-homem. Tu não podes ser uma supermulher. Temos que ser fortes, levar a nossa batalha de cada dia, mas despojando-nos humildemente de toda esta carcaça da fortaleza, coloquemos as nossas misérias aos pés de Jesus porque Ele quer cuidar de nós.

Regressar