Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós... Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Página Eucarística

A Eucaristia é a vida da Igreja

Eucaristia, um dado de fé

Por mais rica e bonita que seja uma igreja ou uma capela, o mais valioso que existe lá dentro, está no sacrário, Nosso Senhor Jesus Cristo!

Que Nosso Senhor Jesus Cristo nos faça compreender o Seu valor, a Sua sacralidade, e que Ele nos dê a Sua graça, por meio da fé, para que melhor possamos compreendê-Lo. Ou compreendemos a Eucaristia pela fé ou nunca a compreenderemos, pois a presença de Jesus, na Eucaristia, é um dado de fé.

Lendo o Evangelho de São Mateus (26,20-29) para compreenderemos melhor, sobre Jesus ser o maior tesouro da Igreja. Mais do que intelectualmente, é preciso compreendê-Lo pela fé; mais que simbolismo, passa a ser o próprio Senhor, e a Eucaristia é o próprio Senhor, corpo, alma e divindade. Quando estamos em adoração, estamos a adorar o próprio Senhor Jesus Cristo. Quando vamos comungar, estamos a comungar o próprio Senhor, e  aqui entra a dimensão muito grande, que é a celebração da Santa Missa; e no sacrário está a Eucaristia, e temos também o sacerdote, pois sem ele não temos o Corpo de Cristo! Por isso a importância de rezarmos pelos padres, pois sem eles não há Eucaristia, e sem a Eucaristia não há Igreja.

Sem padre não há Eucaristia

Esta é a importância também da vocação sacerdotal na Igreja, para que ela possa existir, e, o mais importante, que um padre possa fazer a celebração da Santa Missa, pois é graça de Deus, e a Igreja permanece de pé, pois ela tem a eucaristia que a sustenta.

No Evangelho de Mateus 26,28 diz: “Eu estarei convosco até ao fim dos tempos”. Esta promessa realiza-se, cada dia, pois Ele está na Eucaristia, Ele é eterno, desde sempre, e Ele entrou no templo para nos tornar eternos. Jesus fez-se homem para que nós nos tornemos filhos de Deus. Dizer que sou filho de Deus é dizer que sou herdeiro do céu.

Quando eu vou à Missa, mesmo que, diariamente, ela é sempre a mesma, ela é única, só há uma Missa. Ela é uma actualização do sacrifício de nosso Senhor Jesus Cristo na Cruz, com isso, é o sacrifício de Nosso Senhor em forma de ceia. A Missa é o acontecimento único que ressoa até o Senhor voltar! A Missa é a antecipação do céu, da eternidade, pois é por meio da Eucaristia que eu me uno a Nosso Senhor de corpo e alma, é a união mais perfeita que alguém pode ter com Deus, porque o próprio Cristo fica dentro de nós, e nós nos tornamos outro cristo. ”Nós tornamo-nos aquilo que comungamos”, diz Santo Agostinho.

Eucaristia, remédio para as nossas enfermidades

É preciso que todos compreendam o valor infinito que é a Eucaristia. O pão é o corpo de Cristo; o vinho, é o sangue e simboliza a vida de Cristo, que se entregou de corpo e alma, entregando a sua vida por nós. No que eu comungo, eu celebro uma passagem da libertação do pecado, para a graça de Deus. Quando comungo, Deus renova a Sua aliança de amor para connosco, uma passagem da graça ao amor.

Alimentarmo-nos do Corpo e Sangue de Cristo é alimentarmo-nos da eternidade, alimentarmo-nos do céu. São muitas as graças que o Senhor nos dá por meio da Eucaristia, e uma delas pode ser comparado como um remédio, para curar o nosso coração. A eucaristia combate a desordem do nosso coração, cura as feridas da nossa alma, e muitas vezes até o nosso físico. A eucaristia é remédio para as nossas enfermidades. Quanto mais vezes eu comungo, mais santo eu me torno. Não há Santo que não tenha comungado e vivido da Eucaristia.

Não tenho outra opção senão viver na graça de Deus, viver em comunhão com Nosso Senhor Jesus Cristo, através da santa Eucaristia. Que todas as vezes que comungares, possas morrer de amor pela Eucaristia, morrer de amor pela Igreja, pois a eucaristia é o tesouro da nossa vida.

Regressar