Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Namorar

Não sou virgem

Não sou virgem, mas quero um namoro santo  

É possível namorar sem sexo, mesmo não sendo virgem.

O Evangelho tem uma força libertadora. Jesus provoca uma revolução na vida daqueles que se deixam atingir pelo Seu amor. Quem tem um encontro pessoal com Deus muda os conceitos, a mentalidade, muda a vivência, porque sente e experimenta como é ser amado e valorizado no coração do Altíssimo.

O ideal seria que todos conhecêssemos a grandiosidade do amor divino nos primeiros anos da nossa vida. Mas a maioria de nós só se deixará envolver pelo amor de Deus depois de adultos ou após a vida nos ter marcado negativamente em algum aspecto. Por isso, vemos muitas pessoas que, primeiramente, vivem a sexualidade do mundo e não como pede o Senhor. Mas quando se deparam com o amor de Deus, resolvem viver a castidade. Que bom que Deus os alcançou! No entanto, a virgindade, que caracteriza a não iniciação da pessoa na vida sexual, tanto no sentido do corpo como a sua experiência psíquica, já não existe.

Daí, muitos pensam: “Já não sou virgem, mas quero um namoro santo. Só que, agora, eu conheço o sexo e as carícias. Será que vou aguentar?” Ou: “Será que mereço isso?”. Até há aqueles que se perguntam: “Nesta minha condição, será que alguém vai querer namorar comigo?”

Sim, tu podes viver castamente! É possível namorar sem sexo, mesmo que isso se tenha tornado uma espécie de dependência para ti. Mais ainda: tu mereces namorar santamente e encontrarás quem te aceite como és e com o que já viveste.

Tu só precisas de ter em mente que será um desafio; afinal, foi inserido no contexto sexual e o tens registado na tua memória, de forma muito maior do que antes da perda da virgindade.

Cuidado! Foge das oportunidades de pecado sempre que elas estiverem à espreita. Toda a vez que um pequeno gesto começar a enfraquecer a tua decisão, não o deixes acontecer.

Apesar das marcas que tu podes ter em ti, sabe que para Deus o que importa é a pureza de coração. “O que o homem vê não é o que importa: o homem vê o que está diante dos olhos, mas o Senhor vê o coração” (I Sm 16,7).

Se, no teu coração, desejas atingir essa pureza, tens tudo para o conseguir. Ela é possível em qualquer estágio da vida. Diz o Catecismo da Igreja Católica que a Boa Nova de Cristo restaura constantemente a vida por dentro (interior do coração), restaura as qualidades do espírito e os dotes da pessoa (cf. CIC art. nº2527). Ou seja, a luta pela castidade fará de ti uma pessoa pura no corpo e na intenção.

Não importa o teu passado. Deus perdoa sempre. Se tu te arrependeste, e se te confessaste, Ele perdoou-te. “Vai e não tornes a pecar” (Jo 8, 11).

Se Deus te perdoa, quem são os homens para te condenar? Não importa o teu passado, porque tu és portador de um dom, e “o dom e o convite de Deus são irrevogáveis” (Rm 11, 29). Isto significa que o Senhor não tira as dádivas e as qualidades que Ele mesmo imprimiu nas criaturas, mesmo que elas errem.

Tu és uma bênção do Senhor, neste mundo, por tudo aquilo que o Altíssimo depositou na tua essência. Tu mereces alguém que valorize as belezas que existem em ti. Assume-te assim!

Talvez, seja difícil adquirir a pureza e libertares-te das marcas negativas de uma sexualidade mal vivida; portanto, tem paciência contigo mesmo. Se, por acaso, por infelicidade tua, tornares a errar, não desistas, procura a confissão e recomeça.

Se o acto sexual ou a masturbação se tornaram um vício, procura ajuda com um director espiritual, com um sacerdote. Tem sempre um confessor apenas, um sacerdote em que tu encontres misericórdia e confiança. Conta-lhe as tuas fraquezas para que ele entenda melhor o teu processo e identifique, na queda, as possíveis circunstâncias. Assim, ele te orientará melhor. Não desistas de ti, nunca pares de lutar!

A castidade parte de uma decisão em corresponder ao amor de Deus. Jesus entregou não somente o Seu corpo, mas esgotou-se, esvaziou-se de tudo o que Ele é, até de ser Deus, por causa de ti, para que tu também ames da forma correcta. Então, é olhando para Jesus, principalmente nas horas mais difíceis, que encontraremos força para não cair no pecado.

Para Deus actuar em nós basta a nossa decisão de deixá-Lo entrar na nossa vida. Tu queres mesmo ser casto? Então, toma com afinco esta decisão.

Sempre é possível recomeçar!

Regressar