Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Jovens com Valor

Eu sou diferente, não indiferente!

Temos que ser diferentes e não ter medo de viver a radicalidade da fé

Vou apresentar a experiência de dois jovens da Bíblia, que não tiveram medo de ser e foram diferentes dos outros: Daniel e David.

David era pequeno, ninguém acreditava nele, mas, Deus escolheu-o entre tantos outros. Mesmo sendo pequeno e fraco, Ele escolheu-o para que fizesse a diferença entre aquele povo que lutava.

Deus pode me escolher e te escolher, para fazer a diferença.

Será que temos noção de que podemos fazer a diferença neste mundo?

Às vezes, o orgulho, de maneira subtil, leva-nos a uma prepotência de achar que sabemos tudo.

Não podemos deixar que, o orgulho, faça com que endureçamos o nosso coração, porque, sempre temos algo para entregar ao Paráclito, para que Ele transforme.

Somos seres limitados e precisamos de deixar o Senhor agir dentro de nós para que, assim, se rompam as barreiras que bloqueiam o nosso coração.

O poder da oração

David derrotou o gigante Golias com uma fisga. Então, imagina o que tu podes fazer com o joelho dobrado diante de Jesus. Sabemos o poder da oração, o de transformar a todos.

Tu tens uma arma! A mesma que David possuía: Deus!

O encontro pessoal com Deus, precisa de ser renovado diariamente, caso contrário, o nosso coração vai-se tornando indiferente ao agir do Pai.

Precisamos de ser jovens de oração!

Vamos parar de perder tempo, não usando tanto os meios de comunicação sociais, para termos tempo para rezar. O primeiro efeito de uma pessoa orante é a oração que leva à mudança de vida. Os jovens cristãos, precisam de promover a paz e não a guerra, precisam fazer a diferença.

A transformação depende de nós

Outra história é a de Daniel, este jovem destacou-se entre os jovens da época dele.

O rei daqueles tempos, ficou encantado pela fidelidade e justiça daquele jovem. Entretanto, outros governantes ficaram cheios de ciúme. E, assim, criaram uma lei que o levaria à morte, lei que consistia em fazer orações dedicadas ao rei, mas, ele não obedeceu, pois, as suas orações eram todas para Deus.

Ao ser apanhado a rezar a Deus, Daniel foi atirado à cova dos leões, e, mesmo assim, no meio dos leões, Daniel orou ao Senhor e, ao ver que o jovem não morrera, o rei converteu-se.

Deus quer fazer em mim e em ti uma obra nova, mas, Deus só agirá com a nossa permissão.

Regressar