Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Espiritualidade

Por que é que Deus não me ajuda?

Por que é que Deus não me ajuda?    

É uma boa pergunta: “Por que é que Deus, então, não me socorre? Por que é que Ele não faz alguma coisa por mim? Por que é que não resolve a minha situação?” Compreende isto: Deus fez, está a fazer e vai fazer. Se há uma falha, ela está em nós. E qual é a falha? Nós fomos vítimas do sistema deste mundo. As finanças vão mal e há muito desemprego por causa do sistema em que vivemos, que é individualista, baseado no egoísmo, na ambição. Um sistema sem Deus, portanto, sem amor.

Enquanto permanecermos ligados ao sistema, seremos influenciados por ele, e não nos será possível entrar no sistema de Deus. Ele é radicalmente oposto. É preciso fazer uma escolha: ou estamos no esquema do mundo ou no de Deus. É uma lógica: para sermos auxiliados pelo Senhor, precisamos de estar no sistema d’Ele. Se continuarmos no mundo, seremos tratados por ele. Para deixarmos de ser vítimas deste sistema, temos de deixá-lo e colocar-nos próximos de Deus.

Não falo de um “evangelho da prosperidade”, que diz que, se eu for à Igreja e fizer isto e mais aquilo, se ajudar esta e aquela obra, se der uma boa contribuição para tal igreja ou tal obra, Deus vai-me dar como recompensa a prosperidade ou um emprego. Não é assim! Não podemos comprar Deus! Porque “os homens vêem as aparências, mas Deus vê o coração” (cf. 1Sm 16, 7b). Não adianta eu fazer belos discursos ou oferecer grandes ajudas se o meu coração não estiver em Deus.

E por que é que Deus não me ajuda?

Há dois sistemas e que são opostos. De um lado, o de César, do mundo, do príncipe deste mundo. De outro lado, o sistema de Deus, do Evangelho. Não dá para servir a Deus e a este mundo. Não é possível ser de Jesus e Seu inimigo. É preciso decidir entre os dois sistemas. Não é questão de palavras, de aparências, mas sim de coração; e Deus vê o coração.

Na hora em que eu me decido a deixar o sistema do mundo, que é baseado em egoísmo, ganância, mentira, falsidade, corrupção e na busca pelo dinheiro; no momento em que eu me decido deixar de enganar e prejudicar os outros; quando sinceramente eu me decidir sair do sistema do mundo e entrar no sistema de Deus, a Sua Palavra torna-se realidade na minha vida: “Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus” (Rm 8, 28).

É difícil? Sim, mas é o único modo! Todo o resto é engano! Não é possível esperar que o mundo se transforme. A grande sabedoria é compreender que a mudança começa em cada um: de modo sofrido? Sim. Com muitas lutas? Sim. Mas tem a certeza: nós arrastamo-nos na situação, porque, infelizmente, o nosso coração ainda não deixou as coisas do mundo. Na hora em que estivermos junto de Deus, tudo se vai resolver, também a nossa questão económica.

Reze comigo: “Senhor, é uma questão de mudança de oração. Tudo concorre para aqueles que amam, adoram e mergulham em Ti. Assim, tudo se resolve, tudo se descomplica. Eis-me aqui, Senhor, muda o meu coração! Hoje, decido-me a deixar o egoísmo, a ganância, o orgulho, a vaidade e a hipocrisia. Decido-me, sinceramente, a viver no Teu sistema”.

Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao Vosso!

Regressar