Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós... Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Espiritualidade

NO COLO DE JESUS

 Jesus pediu que Santa Faustina o pegasse ao colo e ensinou-lhe algo importantíssimo

Santa Faustina é bem conhecida pela sua visão de Jesus, quando ele aparece na imagem da “Divina Misericórdia”, que mostra Jesus ressuscitado com os braços estendidos e raios de sangue e água a sair do seu lado.

No entanto, ela também teve várias visões do Menino Jesus e tinha uma forte devoção a Jesus na sua idade infantil. Estas visões ensinaram-lhe a virtude da infância espiritual, ajudando a manter o seu coração puro e simples aos olhos de Deus.

Ela regista no seu diário que o Menino Jesus lhe apareceu e lhe pediu que pegasse nele e o segurasse com força:

 Ele parecia ter cerca de um ano e pediu-me para o levar nos meus braços. Quando peguei nele nos meus braços, ele aconchegou-se junto do meu peito e disse: “É bom para mim estar perto do teu coração. … Porque eu quero-te ensinar a infância espiritual. Quero que tu sejas muito pequena, porque quando tu és pequena, eu a levo-te junto do Meu Coração, assim como tu me estás a segurar junto do teu coração agora.

Podes imaginar esta cena na tua vida?

Faz uma pausa por alguns momentos e fecha os olhos. Vê Jesus ao teu lado, estendendo os braços na tua direcção, de uma maneira que Ele te peça para o abraçares. Agora, abraça Jesus junto do teu coração e deixa-o descansar por um tempo.

Jesus disse aos seus discípulos: “Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos Céus” (Mateus 18, 3).

O que Jesus está a dizer é que precisamos de nos tornar “pequenos” e inocentes, como uma criança. Além disso, as crianças naturalmente confiam em seus pais e também precisamos de confiar em Deus de maneira semelhante.

Jesus tem muito para nos ensinar sobre o verdadeiro discipulado. Aconchega-o junto do teu coração para que ele, por sua vez, te mantenha perto do coração dele.


Regressar