Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Espiritualidade

O que o cristão deve levar na sua mochila

O que o cristão deve levar na sua mochila

Estamos neste mundo de passagem: a vida é passageira, por isso, buscai as coisas do alto. São João Maria Vianney dizia: “O dia é como uma moeda de ouro que Deus nos dá para comprar a eternidade”. Não teremos outra vida para concertar o que fizemos de errado ou para fazer o que deveríamos ter feito ou que não deixaste Deus fazer ou que não fizeram por ti. Esta moeda são as minhas escolhas, atitudes, a minha consciência. Para abraçar aquilo que Jesus já conquistou para mim. São Paulo tem um conselho extraordinário: Se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, onde Cristo está entronizado à direita de Deus; cuidai das coisas do alto, não do que é da terra. Pois morrestes, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus (Cl 3, 1-3).

Juntai tesouros para o céu. Nós somos peregrinos aqui e na nossa mochila carregamos a nossa missão e o verdadeiro sentido do que buscamos. A felicidade plena, a realização total, a plenitude do seu ser não está aqui, não se realizará aqui na terra. Nós não ouvimos, nem vemos o que Deus tem preparado para aqueles que Ele ama. Esta é a nossa esperança: eu vou ressuscitar e vamos viver a eternidade. Agora a escolha do que eu serei na eternidade faz-se no tempo presente, aqui e agora. Nós estamos a peregrinar na face da terra, e a nossa vida não pode ser de qualquer jeito e nesta peregrinação Deus deu-nos uma mochila, que nos dá todas as condições para viver neste mundo e para viver a eternidade:  Mas, como está escrito, “o que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu” (cf. 1Cor 2,9).

Primeiro item que o cristão leva:O DOM CARISMÁTICO DA FÉ não é a cruz como alguns pensaram que seria a cruz, mas a cruz sem fé não tem sentido. – Quem crer e for baptizado será salvo. Quem não crer será condenado. (São Marcos 16,16);

“A fim de que todo o que nele crer tenha a vida eterna”. (São João 3,15);

A fé é a certeza daquilo que ainda se espera a demonstração de realidades que não se vêem. Ora, sem a fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima deve crer que ele existe e recompensa os que o procuram. (Cf. Hb 11,1. 6).

Segunda coisa que se leva na mochila:A CRUZ: Chamou, então, a multidão, juntamente com os discípulos, e disse-lhes: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”! (São Marcos 8,34).

E quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. (São Mateus 10,38).

Quem não carrega sua cruz e não caminha após mim, não pode ser meu discípulo. (São Lucas 14,27)

Carregando a sua cruz, ele saiu para o lugar chamado Calvário (em hebraico: Gólgota). (São João 19,17).

Terceiro item de necessidades básicas:A PALAVRA DE DEUS – Aquele, porém, que guarda a sua palavra, nele o amor de Deus é verdadeiramente perfeito. É assim que conhecemos se estamos nele: (I São João 2,5);

A lâmpada para os meus passos é a tua palavra e luz no meu caminho. (Salmos 119,105).

Quarto item indispensável: OS SACRAMENTOS, entre eles os principais a Eucaristia e a Confissão:

Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão, que eu hei-de dar, é a minha carne para a salvação do mundo. Então Jesus disse-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida. (Jo 6, 51. 53-56).

Confissão, como um sacramento de cura e libertação: Então, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, ficarão retidos”. (São João 20,22-23).

Quinto item:O LOUVOR e a acção de graças deve ser a linguagem do cristão que caminha para a santidade. O louvor abre as portas do sobrenatural: Todas as manhãs devem apresentar-se para cantar graças e louvores ao SENHOR, e da mesma forma à tarde, (I Crónicas 23,30);

Entoaram um hino de louvor e gratidão ao SENHOR, cantando: “Sim, ele é bom, eterno é seu amor para com Israel”. E todo o povo manifestava em altas vozes a sua alegria, louvando o SENHOR, porque estavam a ser colocados os fundamentos da Casa do SENHOR. (Esdras 3,11);

Aleluia! Louvai a Deus no seu santuário, louvai-o no firmamento do seu poder. Louvai-o pelas suas grandes obras, louvai-o pela sua imensa grandeza. Louvai-o tocando trombetas, louvai-o com harpa e cítara; louvai-o com tímpanos e danças, louvai-o nas cordas e nas flautas. Louvai-o com címbalos sonoros, louvai-o com címbalos retumbantes; todo ser vivo louve o SENHOR. Aleluia! (Sl 150).

Sexto item: A INTIMIDADE COM MARIA, relacionamento de filho. Isto será bem representado pela oração do Terço, meditando os mistérios de Nossa Salvação; “Sua mãe guardava todas estas coisas no coração” (Lucas 2,19.51).

Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, eis o teu filho!” Depois disse ao discípulo: “Eis a tua mãe!” A partir daquela hora, o discípulo a acolheu no que era seu. (cf. Jo 19,26-27).

Sétimo item no caminho da perfeição:VIDA INTERIOR, oração pessoal, direcção espiritual, onde vamos adquirindo sensibilidade para escutar a Deus e principalmente para responder-Lhe com o testemunho de vida. Leia o Livro de Santa Tereza de Jesus: Castelo Interior ou Moradas.

Regressar