Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Artigos

Dia 16

Hoje queremos por diante de nós o grande anúncio do Baptismo cristão, que ressoou na Vigília Pascal. O que é ser baptizado? Ouçamos a voz e o testemunho de Paulo:

Leitura da Carta de S. Paulo aos Romanos (Rom. 6, 3–11)
Todos nós, que fomos baptizados em Cristo Jesus, fomos baptizados na sua morte? Pelo Baptismo fomos, pois, sepultados com Ele na morte, para que, tal como Cristo foi ressuscitado de entre os mortos pela glória do Pai, também nós caminhemos numa vida nova. De facto, se estamos integrados nele por uma morte idêntica à sua, também o estaremos pela sua ressurreição. É isto o que devemos saber: o homem velho que havia em nós foi crucificado com Ele, para que fosse destruído o corpo pertencente ao pecado; e assim não somos mais escravos do pecado. É que quem está morto está justificado do pecado. Mas, se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos. Sabemos que Cristo, ressuscitado de entre os mortos, já não morrerá; a morte não tem mais domínio sobre Ele. Pois, na morte que teve, morreu para o pecado de uma vez para sempre; e, na vida que tem, vive para Deus. Assim vós também: considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.

1º mistério; A ANUNCIAÇÃO DO ANJO A NOSSA SENHORA
“Todos nós, que fomos baptizados em Cristo Jesus, fomos baptizados na sua morte”. O baptismo é o grande sacramento da Páscoa. Ser baptizado não é só receber uma bênção, nem apenas pertencer a determina-do grupo social ou comunidade. É antes de tudo isso e primeiramente entrar numa comunhão de vida com o Senhor Jesus. Pelo baptismo, somos, na linguagem à letra de S. Paulo, com-crucificados com-sepultados, com-ressuscitados e co-herdeiros com Cristo!”como diz Paulo, nesta mesma carta aos romanos, nada nos poderá separar do amor de Cristo porque Ele é a nossa vida.

2º mistério: A VISITAÇÃO
“Para que, tal como Cristo foi ressuscitado de entre os mortos pela glória do Pai, também nós caminhe-mos numa vida nova”. Recebemos, no baptismo, uma vida nova, a vida dos filhos de Deus. Essa vida é nova não apenas no tempo cronológico, mas é nova e última na sua qualidade e no seu ser mais profundo que nos leva a ver todas as coisas do dia-a-dia, desde a mais pequena alegria até às grandes preocupações, a luz da novidade última da ressurreição de Jesus. Com Ele, somos gente ressuscitada, já, no aqui e no agora, das nossas vidas.

3º mistério: O NASCIMENTO DE JESUS
“Se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos”. Ser baptizado é renunciar ao homem velho, feito de egoísmo e de solidão, de inveja e de pecado para revestir-nos do Homem novo a imagem de Jesus, homem de humildade, mansidão, paciência e paz. É esforço nosso, em cada gesto e palavra do dia-a-dia procurar essa perfeição.

4º mistério: A APRESENTAÇÃO DE JESUS NO TEMPLO
“Sabemos que Cristo, ressuscitado de entre os mortos, já não morrerá; a morte não tem mais domínio sobre Ele”. A morte aparece, nas primeiras páginas da Bíblia, como consequência do pecado das origens. Ela relembra-nos a nossa fragilidade e a caducidade das nossas escolhas. Dizer que a morte já não tem domínio sobre Cristo e, por isso, sobre nós, significa afirmar que a morte não é a ultima palavra de Deus acerca da amizade e comunhão que vamos construindo com Deus no nosso dia-a-dia. É dizer-nos que Deus nos criou para O conhecermos e sermos felizes, na sua presença, para sempre.

5º mistério: PERDA E ENCONTRO DE JESUS
“Considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus”. É na certeza da vitória de Jesus sobre o mal, o pecado e a morte que Paulo e o nosso baptismo nos desafiam a viver o dia-a-dia das nossas vidas. Ser cristãos é ser testemunha da vida nova de Deus em nós, é anunciar que o reino já está entre nós como semente, é construir por palavras e gestos o mundo novo que todos nós desejamos e esperamos.

ORAÇÃO FINAL: 18
 
 
 

Regressar