Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Ano Sacerdotal

Grandeza do Sacerdócio

GRANDEZA DO SACERDÓCIO
 
            O Compêndio do Catecismo da Igreja Católica ensina que “a unção do Espírito Santo marca o presbítero... com um carácter espiritual indelével, configura-o a Cristo sacerdote e torna-o capaz de agir em nome de Cristo Cabeça. Sendo cooperador da Ordem episcopal, ele é consagrado para pregar o Evangelho, para celebrar o culto divino, sobretudo a Eucaristia... e para ser o pastor dos fiéis” (n. 328).
 
Uma voz do século V
 
           S. João Crisóstomo, nascido provavelmente em 349, em Antioquia da Síria, viveu vida monástica dentro de casa nos anos da sua juventude. Depois, quando morreu a mãe, retirou-se para o deserto e ali permaneceu seis anos. Ordenado diácono, dedicou cinco anos a preparar-se para o sacerdócio e o ministério da pregação. Foi ordenado sacerdote em 386; em 398 foi ordenado bispo, tornando-se patriarca de Constantinopla. Foi famoso pregador, daí o nome que lhe deram após a sua morte: Crisóstomo, isto é, boca de ouro.
            Dos numerosos escritos deste santo, um dos mais conhecidos é um pequeno volume intitulado Sobre o Sacerdócio, obra-prima da espiritualidade sacerdotal.
 
 
            Sacerdote: obra do Espírito Santo.

É certo que o sacerdócio se exerce na terra, mas podemos contá-lo entre as coisas celestiais. E com muita razão. De facto, não foi um homem, nem um Anjo ou Arcanjo, nem qualquer outro poder criado que ordenou este mistério e fez com que homens ainda revestidos de carne pudessem exercer o ministério dos Anjos, mas o próprio Espírito Santo. Por isso, aquele que foi revestido do sacerdócio deve ser tão puro como se estivesse nos Céus, no meio dos poderes angélicos...
            Queres ver a excelência deste rito sagrado? Lembra-te de Elias, à frente de uma grande multidão, e da vítima colocada sobre o altar; o resto dos assistentes estava em silêncio absoluto. O Profeta começou a rezar sozinho; depois, o fogo desceu de repente sobre a vítima. Tudo isto é admirável e nos enche de respeito.
Contempla a seguir o que se realiza agora e verás que estas coisas são não somente admiráveis, mas também ultrapassam toda a impressão de assombro. De facto, aqui o sacerdote está de pé, não para fazer baixar fogo, mas o Espírito Santo, e prolonga durante largo tempo a sua oração, não para que uma chama vinda do alto consuma as oferendas, mas para que desça a graça sob a vítima, inflame por seu intermédio as almas de todos e as torne mais brilhantes do que a prata purificada...

            Sacerdote: administrador dos tesouros do céu.

Se pudéssemos imaginar a grandeza do homem ainda envolto em carne e sangue, ao qual é dado aproximar-se desta natureza bem-aventurada e imortal, veríamos claramente a honra que a graça do Espírito Santo concedeu aos sacerdotes. Na verdade, pelas mãos do sacerdote não apenas se realizam estes mistérios, mas também outros que em nada lhes são inferiores... Com efeito, pessoas que ainda vivem na terra são encarregadas de administrar os tesouros do céu, e receberam um poder que Deus nunca concedeu aos Anjos e aos Arcanjos: Tudo o que ligardes na terra será ligado nos Céus, e tudo o que desligardes na terra será desligado nos Céus (Mt 18,18). (...) Aquilo que os sacerdotes fazem aqui em baixo, Deus o ratifica lá em cima, e o julgamento dos servos é confirmado pelo Senhor...
            Além das obras, o ministério sacerdotal não conhece outro método para curar que não seja o ensino da Palavra. Só a Palavra lhe serve de instrumento, de alimento, de ar sadio. A Palavra é o remédio que o sacerdote administra, o fogo de que ele se serve para queimar, a espada com que corta, e não dispõe de mais nenhuma... Se este meio não surtir efeito, tudo o mais será em vão... Por isso, é muito importante cuidar para que a palavra de Cristo habite em nós com abundância.

            Sacerdote: embaixador de Deus.

O que é um sacerdote? Um homem a quem Deus fez seu embaixador junto do povo, junto do mundo inteiro, e que pede ao Todo-Poderoso que tenha piedade dos pecadores, tanto vivos como mortos... Encarregado dos interesses de toda a gente, pai de todos, o sacerdote aproxima-se de Deus para Lhe pedir o fim das guerras que destroem a terra, o restabelecimento da ordem, a paz, a prosperidade, o desaparecimento de todos os males... Dado que ele ora por todos os homens, deve distinguir-se deles pelos seus méritos... Se pensarmos que o sacerdote é o que invoca o Espírito Santo, que celebra o tremendo sacrifício, que continuamente toca a Deus com as suas mãos e que tem as chaves do Céu, diz-me onde poderemos colocar este homem?:... Imagina como devem ser as mãos que tocam as coisas santas, como deve ser a língua que pronuncia tais palavras, e que alma pode haver mais pura e mais santa do que a que há-de receber tal Espírito? Os Anjos rodeiam o sacerdote; todo o santuário e o espaço que envolve o altar estão cheios de exércitos celestes, em honra daquele que está sobre o altar...

Regressar