Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Alguns Santos

São Valentim

  
Para explicarmos esta tradição do “Dia dos namorados” temos que recuar ao século III.
São Valentim desafiou as ordens do imperador Cláudio II – conhecido como o Gótico – que proibiu os casamentos dos jovens mancebos, para que não se distraíssem do esforço da guerra. Quando o imperador descobriu mandou-o matar, precisamente no dia 14 de Fevereiro do ano 269. No ano 350 construiu-se uma basílica em sua honra, em Roma.

O Dia de São Valentim, tem a sua origem na segunda metade do século III na cidade de Terni, a 75 km de Roma.

Diz-se que o imperador Cláudio pretendia reunir um grande exército para expandir o Império Romano.
Para isso, queria que os homens se alistassem como voluntários, mas a verdade é que eles estavam fartos de guerras e tinham de pensar nas famílias que deixavam para trás...
Se eles morressem em combate, quem é que as sustentaria?
Cláudio ficou furioso e considerou isto uma traição. Então teve uma ideia: se os homens não fossem casados, nada os impediria de ir para a guerra. Assim, decidiu que não seriam consentidos mais casamentos.

Os jovens acharam que esta era uma lei injusta e cruel. Por sua vez, o sacerdote Valentim, que discordava completamente da lei de Cláudio, decidiu realizar casamentos às escondidas.
A cerimónia era um acto perigoso, pois enquanto os noivos se casavam numa sala mal iluminada, tinham que ficar à escuta para tentar perceber se haveria soldados por perto.
Uma noite, durante um desses casamentos secretos, ouviram-se passos. O casal que no momento estava a celebrar o seu casamento conseguiu escapar, mas o sacerdote Valentim foi capturado e preso.

Foi executado em 14 de Fevereiro do ano de 269 e, em 498, o Papa Gelasius canonizou-o, sendo grande exemplo de amor e fidelidade a Cristo.

As festividades em honra deste santo foram, pouco a pouco, substituindo as Lupercais, festa pagã da fertilidade que se realizava em meados de Fevereiro.

O seu exemplo leva-nos ao verdadeiro Amor, o amor a Cristo e ao próximo, ao ponto de dar a própria vida. São Valentim não se poupou diante da situação daquele povo...

São Valentim, rogai por nós!

ORAÇÃO
Glorioso São Valentim, nosso amado protector, que triunfaste contra o demónio, continua a tua vitoriosa obra, livrando-nos das tentações infernais e salvando as nossas almas. Fortifica-nos e guia-nos nas batalhas espirituais, obtendo do Senhor a graça de que sejamos semelhantes a ti, que sempre estiveste disposto a sofrer qualquer afronta e qualquer tormento a perder uma só das tuas virtudes cristãs. Amém.


Regressar