Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Alguns Santos

São Jorge

Imagem ActivaSão Jorge: O guerreiro de Deus!

Há na Igreja Católica muitos santos estigmatizados pela cultura, pelo misticismo religioso. Um destes grandes santos da nossa Igreja é São Jorge, o guerreiro de Deus.

A Igreja não só o reconhece, mas até guarda a sua memória litúrgica no dia 23 de Abril, celebrando-se o martírio deste soldado fiel.

Fica aqui um pouco sobre a vida de São Jorge, o guerreiro de Deus.

“A festa deste santo renova a alegria pascal e, como pedra preciosa, faz brilhar com a beleza do próprio esplendor o ouro em que se engasta. Jorge foi transferido de uma milícia para outra, porque deixou o cargo de oficial de um exército terreno para se dedicar à milícia cristã. Nesta, como valente soldado, começou por se libertar dos bens terrenos, distribuindo-os aos pobres; assim, livre e desembaraçado, revestido com a couraça da fé, lançou-se na linha de frente do combate como valoroso guerreiro de Cristo. Inflamado pelo fogo do Espírito Santo e invencivelmente protegido pelo estandarte da cruz, São Jorge combateu de tal modo contra o rei iníquo que, vencendo este enviado de Satanás, derrotou o chefe de toda iniquidade e estimulou os soldados de Cristo a lutarem com valentia”. (São Pedro Damião, bispo).

Por isso, ele usava como auxiliar o seu companheiro de batalha, o seu cavalo branco, pois ele era da cavalaria, agora da cavalaria de Cristo. Esta manifesta-se como uma grande resistência à sua imagem. O dragão simboliza as forças do mal, que São Jorge guerreava com tanto fervor. Já no século IV era venerado na Palestina, onde foi construída uma igreja em sua honra. O seu culto propagou-se pelo Oriente e Ocidente desde a Antiguidade.

A LENDA DO DRAGÃO

O dragão era um animal terrível que vivia num lago perto de Silena, na Líbia. Exércitos inteiros foram enviados contra ele, mas não conseguiram exterminá-lo. De vez em quando deixava o lago e, vomitando fogo, aniquilava tudo o que encontrava. Para o apaziguarem, levavam-lhe todos os dias duas ovelhas. Quando estas faltavam, levavam-lhe raparigas. Quando chegou a vez de entregar a filha do rei, passou por essa região Jorge, tribuno militar. Para salvar a jovem, partiu a cavalo em direcção ao dragão e atravessou-o com uma lança. O rei e todos os súbditos converteram-se à religião de Jorge, tornaram-se cristãos. O rei deu-lhe uma grande quantia em dinheiro, que ele repartiu pelos pobres.

Em Portugal é muito antigo o culto a S. Jorge. Os portugueses em luta gritavam “S. Jorge” e a ele agradeciam as vitórias alcançadas.

Oração a São Jorge:

Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge. Para que os meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me enxerguem, nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem ao meu corpo chegar, cordas e correntes se quebrem sem ao meu corpo, amarrar.

São Jorge, cavaleiro corajoso, intrépido e vencedor; abre os meus caminhos. Ajuda-me a conseguir um bom emprego; faz com que eu seja bem quisto por todos: superiores, colegas e subordinados. Que a paz, o amor e a harmonia estejam sempre presentes no meu coração, no meu lar e no meu serviço; vela por mim e pelos meus, protegendo-nos sempre, abrindo e iluminando os nossos caminhos, ajudando-nos também a transmitirmos paz, amor e harmonia a todos os que nos cercam. Amém.

(Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai)

Oração da Igreja:

Ó Deus, celebrando o vosso poder, nós Vos pedimos que São Jorge seja tão pronto em socorrer-nos, como o foi em imitar a paixão do Senhor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

 

Regressar