Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

A Voz do Papa

11 Mensagens de Bento XVI aos jovens

11 Mensagens de Bento XVI aos jovens

Bento XVI dirigiu-se muitas vezes aos jovens. Não só nas Jornadas Mundiais da Juventude, mas também nas suas viagens pastorais por todo o mundo
Em todos estes encontros repete a mesma ideia: "Não se começa a ser cristão por uma decisão ética ou uma grande ideia, mas com o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa, que dá um novo horizonte à vida e, com isso, uma orientação decisiva. " (Bento XVI, Deus caritas est, 1).
Podes encontrar aqui alguns textos para te preparares para a JMJ, que podes ver na íntegra nos links correspondentes.
1. A vossa própria idade é uma grande riqueza
Os anos que viveis são os anos que preparam o vosso futuro. O "amanhã" depende muito de como estais vivendo o "hoje" da juventude. Meus queridos jovens, tendes uma vida pela frente, que desejamos seja longa; mas é uma só, é única: não a deixeis passar em vão, não a desperdiceis.
Texto completo: Viagem de Bento XVI ao Brasil. Encontro com os jovens. Maio 2007
2.       Deus não tira nada
A felicidade que buscais tem um nome: Jesus de Nazaré. Repito-vos o que disse no início do meu pontificado: "Quem deixa entrar Cristo na sua vida não perde nada, nada, absolutamente nada do que faz a vida livre, bela e grande. Só com esta amizade se abrem realmente as grandes potencialidades da condição humana. Só com esta amizade experimentamos o que é belo e o que nos torna livres ".
Texto completo: Discurso de Bento XVI na Festa de Acolhimento dos Jovens em Colónia, Agosto 2005
3.       Cristo só deseja que sejais realmente felizes

Ide ao seu encontro na sagrada Eucaristia, ide adorá-Lo nas igrejas e permanecei ajoelhados diante do Sacrário: Jesus encher-vos-á do Seu amor e vos manifestará os sentimentos de seu coração. Se vos pondes em atitude de escuta, experimentareis de modo cada vez mais profundo a alegria de formar parte da Igreja, que é a família dos seus discípulos reunidos pelo vínculo da unidade e do amor.
Texto completo: Mensagem aos jovens da Holanda, Novembro 2005

4.       É necessário que tenhais Jesus como um dos vossos amigos mais queridos, mais ainda, o primeiro
É necessário que tenhais Jesus como um dos vossos amigos mais queridos, mais ainda, o primeiro. Vereis assim que a amizade com Ele vos levará a abrir-vos aos outros, que considerais irmãos, mantendo com cada um uma amizade sincera. De facto, Jesus é precisamente "o amor de Deus encarnado".
Texto completo: Discurso de Bento XVI aos participantes do Congresso UNIV, Abril 2006

5. Compromisso com o próximo
"Porque mesmo sendo muitos somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão", diz S. Paulo (1 Cor 10, 17). Por isto ele quer dizer: uma vez que recebemos o mesmo Senhor e Ele nos acolhe e nos atrai para si, sejamos também uma só coisa entre nós. Isto deve manifestar-se na vida. Deve mostrar-se na capacidade de perdoar. Deve manifestar-se na sensibilidade para as necessidades dos outros. Deve manifestar-se na disponibilidade para partilhar. Deve manifestar-se no compromisso com o próximo, tanto para com o que está perto como o que está muito longe, que, no entanto, temos sempre perto.
Texto completo: Homilia Bento XVI. Jornada Mundial da Juventude de Colónia,  Agosto 2005
6.      Na grande família da Igreja encontramo-nos com toda a classe de pessoas
No fundo, consola saber que há joio na Igreja. Assim, apesar de todos os nossos defeitos, podemos esperar estar entre os que seguem Jesus, que veio chamar precisamente os pecadores. A Igreja é como uma família humana, mas é ao mesmo tempo, a grande família de Deus, através da qual Ele estabelece um espaço de comunhão e unidade em todos os continentes, culturas e nações.
Texto completo: Vigília com os jovens. Jornada Mundial da Juventude de Colónia, Agosto 2005


7.      “Não desanimeis”
Cristo está plenamente consciente de tudo o que pode arruinar a felicidade do homem. Por isso, não vos deveis surpreender que surjam contradições. Não desanimeis por causa delas. Ter construído sobre a rocha significa ter a certeza que nos momentos difíceis há uma força segura na qual se pode confiar.
Texto completo: Viagem apostólica à Polónia. Encontro com os jovens, Maio 2006

8.  O amor satisfaz as nossas necessidades mais profundas
O amor autêntico é, evidentemente, algo bom. Sem ele, dificilmente valeria a pena viver. O amor satisfaz as nossas necessidades mais profundas e, quando amamos, somos plenamente nós mesmos, mais plenamente humanos.
Texto completo: Jornada Mundial da Juventude de Sidney. Encontro com os jovens, 2008.
9.   Deixai-vos surpreender por Cristo
Abri o vosso coração para Deus. Deixai-vos surpreender por Cristo. Dai-lhe o direito de vos falar. Apresentai-lhe as vossas alegrias e as vossas tristezas, deixando que Ele ilumine com a Sua luz as vossas mentes e toque o vosso coração com sua graça.
Texto completo: Discurso de Bento XVI na Festa de Acolhimento dos Jovens em Colónia, Agosto 2005
10.   Cristo bate à porta da vossa liberdade e pede que o acolhais como amigo
O Senhor vem ao encontro de cada um de vós. Bate à porta da vossa liberdade e pede que O acolhais como amigo. Deseja fazer-vos felizes, encher-vos de humanidade e dignidade. A fé cristã é isto: o encontro com Cristo, Pessoa viva que dá à vida um novo horizonte e, desse modo, um rumo decisivo. Quando o coração de um jovem se abre aos projectos divinos, não lhe custa reconhecer e seguir a sua voz.
Texto completo: Viagem apostólica de Bento XVI à República Checa. Encontro com os jovens, Setembro 2009
11. Ânimo! Atrevei-vos a tomar decisões definitivas
Na verdade, essas são as únicas que não destroem a liberdade, mas que permitem a orientação correcta, permitindo avançar e alcançar algo de grande na vida. Sem dúvida, a vida tem valor se tiverdes a ousadia da aventura, a confiança que o Senhor nunca vos deixará sós.
Texto completo: Viagem Apostólica de Bento XVI aos Camarões e a Angola. Encontro com os jovens. Março 2009

Regressar