Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Jovem famoso pelo cartaz na JMJ converte-se ao cristianismo

 

Jovem famoso pelo seu cartaz na JMJ converte-se ao catolicismo

 

O ex-evangélico Eduardo Campos recebeu o Batismo e a Primeira Comunhão

Eduardo tem 19 anos e ficou conhecido em Julho de 2013, quando apareceu na televisão com um cartaz que dizia: “Santo Padre, sou evangélico, mas eu amo-te!  Ore por mim e pelo Brasil! Tu és Pedro”.

Depois dos intensos dias da JMJ, na qual mais de três milhões de jovens acompanharam o Santo Padre no Rio de Janeiro, Eduardo iniciou o seu processo de conversão e tomou a decisão de converter-se à fé católica.

Quase um ano depois, o jovem recebeu o Batismo e a Primeira Comunhão, acompanhado dos seus familiares e amigos.

Sobre a sua conversão, Eduardo conta que, durante a JMJ, “O sentimento de felicidade me contagiou! A unidade da Igreja nos revela a sua missão, de onde Ela vem e para onde Ela vai e quem Ela é”.

Após comentar que a renúncia de Bento XVI o questionou fortemente, meses antes da JMJ do Rio, o jovem contou que pede a Deus “que Ele me ilumine e mostre a minha vocação, seja qual for. Eis-me aqui Senhor, fazei de mim segundo a vossa vontade! Sou um humilde e simples operário na vinha do Senhor”.

Eduardo incentiva os católicos a estudar o Catecismo da Igreja, que “é fundada numa rocha inabalável. Cristo, o Seu fundador permanece com Ela até hoje e permanecerá com Ela para sempre!”

Estou a economizar dinheiro para ir à próxima JMJ, em Cracóvia (Polónia) em 2016, e convido os jovens a continuarem “firmes e fortes na Fé Católica. Estudem sempre sobre a nossa Igreja. Conheçam a vida dos Santos e Santas, dos mártires, dos doutores da Igreja. Conheçam mais sobre a Cristandade, sobre as Sagradas Escrituras, sobre a Sagrada Tradição, sobre a Santa Missa. Façam o ide de Jesus que é de ‘fazer discípulos em todas as nações”.

Regressar