Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Dia 30

Nesta véspera de Pentecostes, ouçamos *Paulo a falar-nos da vida segundo o Espirito que é o grande dom do Ressuscitado a todos os membros da sua Igreja.

Da carta de S, Paulo aos Gálatas (gal. 5, 13-14.16-25)
Irmãos, foi para a liberdade que vós fostes chamados. Só que não deveis deixar que essa liberdade se torne numa ocasião para os vossos apetites carnais. Pelo contrário: pelo amor, fazei-vos servos uns dos outros. É que toda a Lei se cumpre plenamente nesta única palavra:
Ama o teu próximo como a ti mesmo.
Mas eu digo-vos: caminhai no Espírito, e não realizareis os apetites carnais. Porque a carne deseja o que é contrário ao Espírito, e o Espírito, o que é contrário à carne; são, de facto, realidades que estão em conflito uma com a outra, de tal modo que aquilo que quereis, não o fazeis. Ora, se sois conduzidos pelo Espírito, não estais sob o domínio da Lei. Mas as obras da carne estão à vista. São estas: fornicação, impureza, devassidão, idolatria, feitiçaria, inimizades, contenda, ciúme, fúrias, ambições, discórdias, partidarismos, invejas, bebedeiras, orgias e coisas semelhantes a estas. Sobre elas vos previno, como já preveni: os que praticarem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. Por seu lado, é este o fruto do Espírito: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, auto-domínio. Contra tais coisas não há lei. Mas os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e desejos. Se vivemos no Espírito, sigamos também o Espírito.

1º mistério; A ANUNCIAÇÃO DO ANJO A NOSSA SENHORA
«Irmãos, foi para a liberdade que vós fostes chamados.» A nossa salvação faz de nós homens livres em Jesus Cristo, segundo o sentido bíblico de liberdade. A liberdade, na Bíblia, é a força que faz vencer todo e qualquer obstáculo que nos prende ao mal e nos afasta de Deus, fonte da vida e de todos os bens.

2º mistério: A VISITAÇÃO
«Não deveis deixar que essa liberdade se torne numa ocasião para os vossos apetites carnais.» Paulo recorda-nos que não devemos fazer da nossa liberdade um pretexto para viver na libertinagem. A nossa liberdade não é um valor supremo: ela é limitada pelo amor mútuo que é a plenitude da lei. A nossa liberdade é uma forte exigência de esforço e de generosidade. Esta é uma exigência que nasce do nosso interior e não deriva de regra imposta.

3º mistério: O NASCIMENTO DE JESUS
«Caminhai no Espírito, e não realizareis os apetites carnais.» Só é verdadeiramente livre aquele que, em todo o momento, pode oferecer a sua liberdade por amor. Para Paulo, a liberdade realiza-se no amor porque, como ele próprio disse, “ainda que eu tenha fé ao ponto de mover montanhas, sem caridade, nada sou!”. Caminhar no espírito é entrar neste dinamismo que me leva a compreender que a minha liberdade não deve apenas respeitar os direitos dos outros mas deve levar-me a fazer das necessidades dos outros as minhas próprias necessidades.

4º mistério: A APRESENTAÇÃO DE JESUS NO TEMPLO
«A carne deseja o que é contrário ao Espírito, e o Espírito, o que é contrário à carne.» O Espírito é a força que nos torna capazes de utilizar a nossa liberdade para o amor. A oposição entre as obras da carne e as obras do espírito não é nova na Bíblia. Basta lembrar-nos do Salmo 1 que nos apresenta os dois caminhos: o caminho do justo e o caminho do ímpio. A oposição não é retórica: nas obras que Paulo nos apresenta, vemos gestos e sentimentos muito concretos. As obras da carne têm o seu acento de egoísmo pessoal. As obras do espírito mostram a importância do outro na nossa vida e abrem-nos à caridade.,

5º mistério: PERDA E ENCONTRO DE JESUS
«Se vivemos no Espírito, sigamos também o Espírito.» Quando Paulo, neste texto, nos fala da vida do Espírito, diz-nos que “o seu fruto é amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, auto-domínio.” Cada uma das qualidades apresentadas são faceta da mesma realidade que é o Amor. Nessa lista, a alegria ocupa lugar de destaque. Nós que, tantas vezes, temos de Paulo a imagem de um apóstolo exigente e severo, somos convidados por ele a descobrir que a alegria é uma das qualidades mais importantes do cristão. Celebremos a festa do Pentecostes com verdadeira alegria que nasce da certeza de sabermo-nos amados por Deus.

ORAÇÃO FINAL: 31
 
 
 

Regressar