Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

São João de Brito

Imagem vazia padrãoSão João de Brito,
nasceu em Lisboa em 1647 e era filho de Salvador de Brito Pereira, o qual chegou a ser governador do Rio de Janeiro.
De nobre família, João era, desde pequeno, muito doente, porém isto não impediu que o jovem, aplicado aos estudos e inteligente, conseguisse corresponder ao chamamento de Deus para o Sacerdócio.

O seu grande sonho era o de seguir o exemplo de S. Francisco Xavier, indo para as terras de missão. Quando o revelou à sua mãe, esta opôs-se por todos os meios, mas inutilmente.

João de Brito entrou na Companhia de Jesus; estudou em Coimbra e só terminou a sua formação nas missões da Índia, para onde partiu quando tinha apenas vinte e seis anos, e se tornou aí um missionário de espantosa actividade. Na Índia, aprendeu a língua e os costumes locais, para melhor poder espalhar a Boa Nova do Evangelho.
Foi sempre muito penitente, tanto assim que vestia roupas pobres, dormia no chão; e já depois de ordenado sacerdote, suportava o inchaço dos pés nas longas caminhadas.

São João de Brito era alegre, educado e pobre; levava consigo apenas a Bíblia, o breviário e um livro de evangelização. Desta maneira partia com santidade para anunciar o Evangelho de maneira encarnada na realidade e na língua do povo hindu. Foram muitas as conversões, entre as quais a do príncipe. Este sucesso custou-lhe a vida: durante um trágico levantamento contra os cristãos foi preso, torturado e degolado a 4 de Fevereiro de 1693.

S. João de Brito viajou para Portugal, a fim de tratar das missões da Índia e, quando voltou encontrou igrejas queimadas, casas de cristãos saqueadas... tudo isto devido a uma rebelião de religiosos hindus que não queriam saber do Deus Verdadeiro.
Por consequência da sede pela salvação das almas, São João de Brito, em 1693, foi preso, levado para uma colina, onde depois de rezar, se entregou sorridente nas mãos dos loucos, cruéis, que lhe cortaram a cabeça, mutilaram as suas mãos, os seus pés e colocaram o corpo do mártir num poste como alimento para as aves.

"A Linguagem da cruz é loucura para os que se perdem, mas para aqueles que se salvam, para nós, é poder de Deus" (1Cor 1,18)

São João de Brito (1647 - 1693), sempre foi venerado com especial fervor pelo povo português.
O Papa Pio XII estendeu o seu culto à Igreja Universal, canonizando-o em 1947.

São João de Brito, rogai por nós!

 

 

Regressar