Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Santo Expedito

Santo Expedito foi comandante-chefe da XII Legião Romana, cognominada "Fulminante" - nome dado em memória de uma façanha que se tornou célebre - e aquartelada no distrito de Melitene, na Capadócia, sede de uma das províncias romanas da Arménia, no final do século III. Hoje é uma pequena localidade chamada Melatia.

A legião era formanda na sua maioria por soldados cristãos, sendo a sua função primordial defender as fronteiras orientais contra os ataques dos bárbaros asiáticos.

Santo Expedito destacou-se no comando desta legião pelas suas virtudes de cristão e de chefe ligado à sua religião, ao seu dever, à ordem e à disciplina.

Antes da sua conversão ao Cristianismo, tinha uma vida devassa e, quando prestes a converter-se, apareceu-lhe um espírito do mal, na forma de um corvo, grasnando "cras" - que em latim significa "amanhã" - mas este grande santo calcou aos pés o corvo, bradando "hodie", que significa "hoje", confirmando a sua urgente conversão.

Mudança de Vida

Convertido, ele e toda a sua tropa, foi vítima da ira do Imperador Diocleciano. A importância do seu posto fazia dele um alvo especial do ódio do imperador.

Foi flagelado até sangrar e depois decapitado com espada, em 19 de Abril de 303 d.c.

Devoção

A devoção à memória de Santo Expedito começou na sua pátria, tomando proporção maior e atingindo o Oriente, depois o Ocidente, especialmente a Alemanha. O seu nome espalhou-se pela Itália, Espanha, França e Bélgica. Em 1894, teve um altar dedicado a ele na Capela das Religiosas Mínimas com sua estátua.

Crê-se que Santo Expedito ajuda pessoas com problemas urgentes e de difícil solução. É também protector dos militares, estudantes, jovens e viajantes.

A Imagem

As imagens de Santo Expedito apresentam-no com traje de legionário, vestido de túnica curta e de manto posto militarmente atrás das espáduas com postura marcial. Numa mão sustenta uma palma e na outra uma cruz que ostenta em letras visíveis a palavra "Hodie", em referência ao episódio do espírito do mal, que surge para adiar a sua conversão. Calca com o pé vitorioso um corvo que se consome lançando o seu grito habitual "Cras".

Dentre as porções de insígnias simbólicas que a Idade Média adoptou à estátua, o Santo, ainda hoje, calca com o seu pé um corvo que se consome a lançar seu grito habitual: "Crás" (palavra latina que significa "Amanhã"). Mas "Crás" denota a dilatação, o deixar para o dia seguinte ou mais tarde, tudo o que se deve cumprir imediatamente.

Assim, Santo Expedito, esmagando a ave fatalmente, responde-lhe com a cruz que segura na mão direita e que tem uma única palavra: "Hodie!" (que significa: "Hoje"), exprimindo, assim, a sua vontade de não aceitar qualquer retardamento ou hesitação no cumprimento da tentação, que como sugere, adiar para o dia seguinte.

A piedade popular vê neste símbolo, a prontidão com que Santo Expedito quer acolher as preces dos fiéis que recorrem à sua intercessão, daí ser patrono das "Causas Urgentes".

Regressar