Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Pensamentos de J.L. Martin Descalzo

- A verdadeira fraternidade que une os homens e Deus é a dor.

- Para estar bem despertos, é preciso estar bem dormidos.

- Para o cristão amar é fazer obras de amor.

- A minha mediocridade, porém, por grande que seja, é sempre muitíssimo mais pequena que a misericórdia e a alegria de DEUS.

- Toda a verdade é o centro de um círculo, e para chegar a esse centro há tantos caminhos como raios.

- O sofrimento humano leva os homens a opções radicais e, com frequência, oposta. Pode libertar as almas, mas também pode revoltá-las.

- Habitualmente a dor fecha-nos a alma. Quem sofre acaba por se convencer de que só ele é que sofre. Torna-se incapaz de compreender toda a dor alheia.

- O que importa é fitar os olhos no sol, no nosso dever, na nossa tarefa de amanhã.

- E que é um projecto de vida? É a soma de quatro factores:
+ a realidade da nossa natureza,
+ as circunstâncias pessoais e sociais em que vivemos,
+ a luz da meta ideal que nos propusermos,
+ o esforço constante para o conseguir.
Se faltar qualquer destas parcelas, a nossa vida será sempre escrava e incompleta.

- É a liberdade que nos faz homens.

- Quando se entende uma dor já ela se reduz a metade.

- O que importa saber não é se o nosso amor nos traz consolação, mas se o mundo melhorou um pouco graças ao nosso amor.

- Um homem deve porém arriscar a ser diferente, se isso for necessário para ser fiel à sua alma.

- A vontade de Deus não é alguma coisa que o crente tem de suportar, mas alguma coisa que ele aceita gozosa, embora por vezes doloridamente.

- Ser exigente para consigo mesmo.

- Aprende a ser constante e teimoso na vida, mas não confundas a constância com a cabeça dura.

- A voz da consciência é a voz que reconhece os nossos direitos, mas muito mais os nossos deveres.

- A verdadeira dor vem de dentro.

- Só aquele que ama será amado por Deus.

- Ó Cristo deixa que ponha a minha cruz a teu lado. Deixa-me ser o terceiro ladrão.

- Mas de ti recebi apenas uma interminável cadeia de gestos de carinho. A minha última doença é um deles.

- O tempo que perdemos na vida, tem que ser lenha de carvalho para o purgatório.

- Olha, filho, quando eu partir, não chores por me perderes. Mas sim, dá graças a Deus por nos ter permitido viver juntos estes trinta e cinco anos.

- Que belo ofício de consolar e alegrar os outros.

- O importante do monge é o facto de “servir a Deus”.

- O melhor tempo que um homem pode investir é o que dedica a agradecer e fazer felizes os pais.

- O verdadeiro amor é sempre gratuito e sem esperar compensações.

- Quando alguém tem coragem de sair de si mesmo e contemplar as dores dos outros, depressa descobre que as suas são pequenas.

- Não parar diante das dificuldades. Elas existirão sempre.

- Uma educação sexual teria de começar por despertar nos adolescentes e nos jovens quatro gigantes valores: a estima pelo seu próprio corpo; a estima pelo corpo da que será a sua companhia; a valorização da importância que o acto sexual tem na relação amorosa das pessoas; a valorização do fruto que desse acto sexual sairá: o filho.

- Em todo o homem (e em toda a mulher), por desastrada e vazia que tivesse sido a sua vida, sempre terão ficado parcelas intactas, da sua verdade, partes positivas da sua fé ou dos seus valores. É sobre elas que se deve reconstruir.

- Um homem pode ser feliz amando apaixonadamente tudo o que faz.

- A presumível liberdade sexual que agora se pratica essa sim está cheia de doentes no consultório de psiquiatria.

- É necessário uma boa dose de tolerância mútua para que a amizade ou o amor funcionem.

- Deus está precisamente para nos ajudar a vencer as tendências más e fecundar as boas. Concretamente Cristo veio ao mundo para nos trazer a salvação: essa grande notícia que Deus nos ama e que existe para nos ajudar.

- O mundo não estava melhor quando Cristo veio resgatá-lo. E Ele não desanimou por isso. Seguiram-nO na hora da cruz três ou quatro pessoas, e nem por isso Ele renunciou subir a ela.

- Só Deus e as mães sabem consolar. Deus porque é o autor de todo o consolo. As mães porque participam muito especialmente nisto do divino. Deus disse no Livro de Isaías: “Quero consolá-los como consola uma mãe”.

- Crer em Deus, por um lado, tranquiliza-me, mas por outro lado, põe-me mais problemas, porque então descubro que a minha vida é sagrada e que tenho de vivê-la muito mais atinadamente.

- A mentira mancha quem a recebe e quem a pronuncia.

- É tão importante o modo como se diz a verdade como a própria verdade.

- Quem não conhece momentos em que parece que o mundo se abate sobre as nossas cabeças? E quantas vezes os nossos nervos não fazem, nesses momentos, senão multiplicar as feridas e acumular o vinagre? Se aplicássemos o passo a passo, palavras, silêncio, paciência e espera tranquila, tínhamos a caminho metade das soluções.

- Os santos, os grandes auxiliares da humanidade foram os que souberam conviver com a amargura, sem se deixarem amargurar, viver na dor sem que a sua alma deixasse de apontar como uma flecha para a Luz. Isso foi o que fez em última análise Cristo.

- A felicidade não é algo que alguém nos mete, um dia, pela janela da nossa casa, mas algo que construímos todas as manhãs e todas as tardes com o sorriso e o esforço diários.

- O mal produz a tristeza e o bem a alegria.

- Os prazeres materiais, uma vez experimentados, mostram longamente o vazio que escondem. Enquanto as realidades espirituais, uma vez vividas, mostram-se inesgotáveis.

- Temos que viver para algo. Temos que servir alguém. É melhor que esse Alguém se escreva com maiúscula.

- A bondade é o resultado livre do esforço de quem, podendo ser mau, não o é.

- Um dos grandes pecados do homem é o desalento, lançar fora as nossas esperanças ao primeiro ou terceiro encontrão.

- A constância e a tenacidade são os principais apoios para um homem que quer triunfar.

- Na vida não há caminhos bons e caminhos maus; o que há são bons e maus caminhantes.

- Para vencer a Solidão há que formular outra pergunta: a quantos amo eu?

- A ajuda que damos ao próximo, não vale pela utilidade que tem, mas pelo amor que colocamos ao fazê-lo.

- Se a terra foi digna de albergar um homem como Jesus Cristo, se um homem como Jesus pôde viver aqui, então também para nós a vida vale a pena ser vivida.

- Se Deus se fez homem, ser homem é a maior coisa que se pode ser.

- Quando se tem a alma alegre ninguém duvida de nada.

- Só se acende a luz a quem sempre a procurou com afã.

- O silêncio é a mais eloquente das palavras.

- Uma grande obra é um pensamento infantil realizado na idade madura.

- Jesus não veio empobrecer o homem, mas substituir uma riqueza passageira, pela grande riqueza de Deus.

- Jesus sabe que o maior pecado do homem é não confiar em Deus.

- Jesus reconhece que este mundo, tal como está, não pode ser o lugar do Reino (1 Cor. 15, 20) e terá que sofrer uma mudança a partir dos fundamentos. Mas acrescenta que o que salva é o amor, e a chave está no próprio coração de cada pessoa. Porque todas as coisas más deste mundo saem do coração: “Do coração do homem saem as obras más: fornicações, roubos, homicídios, adultérios, invejas, cobiças, fraudes, impurezas, blasfémias, orgulho e a insensatez” (Ma. 7, 21-23).

- Jesus referindo-se aos fariseus: “pagam o imposto da hortelã e do cominho e descuidam o mais importante da lei: a Justiça, a misericórdia e a fidelidade” (Mt. 23, 23).

- Ao pobre ama-se libertando-o da sua miséria, e ao rico ama-se forçando-o a reconhecer em que perigo o põe a sua riqueza.

- Outro eixo do pensamento de Cristo: a sua mensagem de igualdade e fraternidade. Se Deus é Pai, é-o de todos. Se o é de todos, todos somos verdadeiramente irmãos.

- A porta do céu é estreita. O problema não será o que nos falta, mas o muito que levamos a mais.

- Jesus não menospreza a necessidade de reformas estruturais no mundo, mas põe o acento na conversão individual, não menospreza a necessidade da politica, mas põe os olhos no Reino de Deus.

- A religião não é assunto de Estado. O Estado não pode nem dirigi-la, nem controlá-la, nem utilizá-la, nem apresentar-se com legitimidade por ela.

- À grande conversão não se chega com sonhos, mas com a mudança conseguida na luta de cada dia.



Regressar