Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

O jovem de 15 anos martirizado porque não deitou fora o escapulário

Francisco García León - Diócesis de Córdoba (Espanha).

O jovem de 15 anos martirizado por não deitar fora o escapulário: este é o resumo do brutal e covarde assassinato de Francisco García, o “caçula” dentre os 127 mártires beatificados no último 16 de Outubro, na diocese espanhola de Córdoba.

Francisco foi morto selvaticamente pela facção militante marxista que, durante a Guerra Civil Espanhola (1936 a 1939), promoveu uma das mais sangrentas perseguições anticatólicas da história.

Segundo a diocese de Córdoba, Francisco alimentava “especial piedade” e destacava-se pela “disponibilidade para colaborar com a Igreja e praticar a caridade com os idosos e os mais necessitados”.

Quando a guerra civil explodiu em 1936, ele foi “um dos poucos jovens da cidade” a continuar a frequentar a Missa diária e a receber a Sagrada Comunhão. A família fazia o mesmo. Em 20 de Julho de 1936, militantes comunistas chegaram à casa dos García para prender o pai. Pouco depois, voltaram para levar também o tio.

Foi quando notaram o escapulário de Nossa Senhora do Carmo que Francisco usava. Os rebeldes ameaçaram prender o jovem se ele não lançasse fora o escapulário. Francisco afirmou que preferia ser preso. E foi.

Dois dias depois, outro bando de milicianos comunistas invadiu a prisão com machados e armas de fogo e assassinou covarde e selvaticamente todos os detidos. Foi o culminar do testemunho de fé de Francisco García, o jovem de 15 anos martirizado por não deitar fora o seu escapulário.

Regressar