Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Como vencer as tentações da carne?

 Como vencer as tentações da carne?

“Eu vos exorto: deixai-vos sempre guiar pelo Espírito, e nunca satisfaçais o que deseja a vida carnal. Pois o que a carne deseja é contra o Espírito e o que o Espírito deseja é contra a carne.” (Gl 5,16-17)

São Paulo, escrevendo aos gálatas fala da vida carnal, referindo-se à impureza, devassidão, imoralidade sexual, libertinagem, inveja, discórdia, bebedeira, ciúme, ira e outras coisas semelhantes. (Gl 5, 19-21)

Dando sequência aos versículos, ele ressalta: “todos os que vivem desta maneira não herdarão o reino de Deus.”

Já tiveste a horrível sensação de ser vencido(a) pelas tentações da carne?

Se a resposta for sim, não te assustes! Todos nós, se não nos cuidarmos ou não nos disciplinarmos, seremos vencidos sempre. O inimigo de Deus está constantemente a rodear-nos, pronto a devorar-nos, por isso, é preciso vigilância e muita oração.

Geralmente somos tentados na nossa maior fraqueza. Qual é teu ponto fraco? A tua sexualidade, o teu temperamento, a gula, a inveja, o ciúme, a discórdia?

“O que fazer nesses momentos, onde me sinto impotente diante das tentações e o que fazer para vencê-las?”

Primeiro: fugir das ocasiões de queda e não procurá-las. Porque se deixarmos para fugir quando ela já nos envolve, será muito difícil resistir. Além de fugir, não podemos ser ocasião de pecado para as pessoas que convivem connosco.

Segundo: Só com o espírito fortalecido será possível dominar os impulsos da carne. Venceremos e dominaremos a nossa carne com a oração e a intimidade com Deus, buscando os frutos do Espírito que são: alegria, amor, paz, paciência, amabilidade, mansidão, domínio próprio; com muito esforço conseguimos, e fazendo mortificações, ou seja, renúncia daquilo que gostamos muito: guloseimas, etc.

Por que é que isto é importante? Porque quem não domina a boca, geralmente tem grande dificuldade para controlar os seus impulsos sexuais, disse um mestre em teologia moral.

“Sem disciplina não há santidade”

A nossa vida espiritual deve ser regrada e planeada. Por isso, não podemos deixar a oração como última tarefa.

Logo pela manhã consagremos ao Senhor tudo o que vamos viver no nosso dia, os nossos pensamentos, o nosso desejo de viver a castidade, as pessoas com quem nos relacionaremos e lembrar: precisamos de fugir das ocasiões de pecado e não ser ocasião de queda para os outros.

Que todo o nosso dia seja uma oração traduzida em acções. Não adianta orarmos e não pôr em prática aquilo que Deus nos pede.

É Ele quem tudo vê! Não queiras provar nada a ninguém.

Mensalmente, ou quando for possível, procura ser orientado por um sacerdote ou director espiritual da tua confiança. Faz mortificações que te ajudarão e te levarão a um amadurecimento, a um controle e a um equilíbrio afectivo-sexual.

Isto é possível e com o auxílio do Espírito Santo poderás vencer as fraquezas da carne.
E um dia darás a Deus a vitória da tua afectividade e da tua sexualidade. É difícil, mas é possível.

Queres vencer?
Começa agora com uma boa confissão, sem medo.
O Senhor está contigo!
Muita oração e muita disciplina! E A VITÓRIA SERÁ TUA!

 

 

Regressar