Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Ciúme doentio

Ciúme doentio: eu vivo isto?  

O ciúme doentio é um problema patológico que destrói os relacionamentos

Um dos primeiros sentimentos que o amor traz, quando vivido de forma sadia, é a liberdade, o sentimento de partilhar, o sentimento de alegria e cumplicidade, mas não de aprisionamento. Com este pensamento podemos pensar: o que é saudável nos relacionamentos?

No senso comum, encontramos diversas frases que favorecem uma visão do ciúme como um tempero no amor; mas que tempero é este que nos coloca numa situação de pensamentos de traição, engano, mentira, posse, obsessão quase (ou sempre) doentia pelo outro?

O amor que supostamente vemos, neste ciúme patológico, trata-se, sim, de um sentimento que, em vez da liberdade, conduz ao aprisionamento: o ciumento e a pessoa desejada enredam-se num relacionamento nada saudável; buscam provas e situações, um não se vê fazendo nada sem o outro, não há liberdade para outros relacionamentos de amizade ou relações sociais fora do namoro, há um controle excessivo.

Aquela relação que, aparentemente, sugere algo carinhoso e dedicado, confundida com zelo e carinho, torna-se exagerada e sufocante.

E como saber se o que sinto vai além da normalidade?

Um dos sentimentos que primeiro aparece é o de ser enganado e traído sempre. Assim, a pessoa sente necessidade de controlar o outro a todo custo, controlar onde e com quem está, o que faz, ou seja, viver praticamente numa paranóia, o que é bastante triste para quem sofre com estes sentimentos, mas também doloroso para quem é alvo destes sentimentos, pois nunca há entre os dois, um sentimento de confiança.

Se tu:

pensas frequentemente na possibilidade de infidelidade;

procuras “provas” que justifiquem esta suspeita de infidelidade;

tiveste reações agressivas motivadas por ciúme;

evitas situações onde a pessoa com quem te relacionas tenha contato com pessoas do sexo oposto, deixando de ir a festas, comemorações diversas e outros eventos sociais;

já tiveste desejo de espionar a vida da pessoa com quem te relacionas; é importante que possas rever as tuas atitudes, pois, é bem possível que estejas a sofrer com o ciúme patológico e com reações que não permitam com que tu vivas de forma saudável um relacionamento afetivo.

Muitas vezes, esta situação repete-se em vários relacionamentos. Sendo assim, não deixes de procurar ajuda para rever tais comportamentos para uma vida melhor.

Regressar