Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

Casamento e sexualidade são santos

O casamento e a sexualidade no casal são santos!  

Sara perdeu os seus maridos (cf. Tobias 6, 10-13a. 14-15ss). Hoje, muitas “Saras” e muitos “Tobits” perdem os seus cônjuges. O objectivo do demónio não é apenas separar casais, é muito mais do que isso! É destruir-te e toda a tua família, porque ele sabe que o teu lar é a arca da aliança para a tua salvação.

Por esta razão, não é tempo de pensar que basta ir à Santa Missa ou simplesmente rezar de vez em quando. É preciso estar com Deus constantemente! A oração e a Celebração Eucarística são como âncoras para te salvar e toda a tua família. Se te casaste e não tinhas Deus, agora já O podes ter. Ele mesmo te chama. A Palavra de Deus é muito clara:

“(...) são os que se casam, banindo Deus do seu coração e do seu pensamento, e se entregam à sua paixão como o cavalo e o burro, que não têm entendimento: sobre estes o demónio tem poder...” (Tobias 6, 16).

A intenção do inimigo é justamente fazer com que homens e mulheres busquem o casamento somente por paixão, pelo prazer sexual.

O casamento é santo! A sexualidade no casal é santa! Porém, o inimigo, astuto, quer a desordem, incutindo nos homens, desde a infância, brincadeiras maliciosas. O Senhor transforma todos aqueles que O tinham banido da sua mente, do seu coração, e derrama sobre eles o Espírito Santo, realizando o que nos parecia impossível. Deus quer transformar-te, refazer tudo na tua vida. Muitas mulheres também foram atingidas pelas novelas que apresentam “baixaria vivida com fineza”. E assim estas são apanhadas pelo lado afectivo, romântico, sensível... Mas o Senhor quer mudar todo este conceito. A sexualidade feminina é uma maravilha que o inimigo quer atirar para a lama.

O plano de Deus é reabilitar a dignidade da sexualidade humana: a beleza de ser mãe, conceber, gerar, dar à luz, educar os filhos para este mundo e para o Alto, para o Senhor! Se tu és uma Sara, sobre quem Asmodeu tem poder, volta para Deus! Expulsa da tua vida toda e qualquer mentalidade mundana. Segura-te em Deus. Sê dócil ao Espírito Santo e tudo vai mudar, como aconteceu com Sara. Deus investe em ti e na arca da aliança, que é a tua casa.

O remédio de Deus Pai é o derramamento do Espírito Santo. “Poderia alguém impedir de baptizar com água estas pessoas que, tanto como nós, receberam o Espírito Santo” (Actos dos Apóstolos 10, 47). Acredita, a transformação acontecerá!
 

A Autoridade Espiritual da Mãe

Alguns meses atrás pensei na educação do meu filho mais velho, que hoje tem 5 anos. Em casa ele era muito agitado. Estava numa fase difícil: respondia, desobedecia, enfrentava a minha autoridade e a do pai. O garoto é um líder; inteligente, de temperamento forte e opinião própria, e, com 5 anos, parece um adulto em miniatura. Eu não sabia como lidar com a situação, colocar limites sem perder a paciência, sem estourar com ele, pelo seu atrevimento.Buscava em Deus sabedoria para lidar com ele, mas, certo dia, estava muito desanimada, e fui à missa. Por providência de Deus, na homilia, o sacerdote falou no Nome de Jesus, dizendo mesmo: “Neste Nome há Poder”.E o Senhor foi colocando no meu coração: O segredo está no meu Nome! Chama pelo Meu Nome! Na educação do teu filho, chama pelo meu Nome! Invoca-me.Eu já tinha tentado tudo; já tinha corrigido, deixado de castigo, conversado, até umas palmadas foram necessárias. Mas, nada disto resolveu. E o Senhor veio sugerir-me: Chama pelo Meu Nome!Foi assim, que, no Nome de Jesus, retomei a educação do meu filho mais velho, e de todos os meus filhos. Só pude obter realmente, resultado, quando usei da autoridade espiritual que me foi dada, como mãe, em Nome de Jesus! As coisas começaram a mudar e estar sob controle, pelo Nome de Jesus!Então, embora sendo uma pessoa cristã, eu precisava de me lembrar de usar a autoridade que Deus me deu como mãe, também no campo espiritual. Precisava de usar os meios naturais de educar, pondo limites e disciplina com amor; mas, não poderia esquecer-me dos meios sobrenaturais, ou, espirituais.O meu filho já melhorou muito! A minha forma de ver as coisas e lidar com ele, a minha forma de colocar limites, Deus tem modificado, dando o discernimento e a sabedoria necessária. A graça aconteceu naquela situação e acontece cada dia, no nosso relacionamento mãe e filho, por causa do Nome de Jesus!A nossa luta, como mãe, na educação dos nossos filhos, é constante! Mas, não podemos desanimar diante dos desafios e dificuldades. Usemos os meios naturais que estão ao nosso alcance para os formar como pessoas de bem, de carácter, como cristãos; e, apoiemo-nos neste Nome Santo, o Nome de Jesus; Ele nos dará a vitória! Tu mãe, terás a vitória, no poder do Nome de Jesus!Tu mãe, não só podes, mas deves usar da autoridade espiritual que Deus te deu, para que, na oração, leves os teus filhos a Deus!Clama pelo Nome de Jesus! Neste Nome há poder! Nele está a sabedoria que tu precisas para educar os teus filhos! 

 

A família perfeitaA restauração da minha família depende de mim 

A família perfeita é aquela que não desiste de caminhar, de construir e restaurar o seu lar. A família é igual a uma casa em reformas, é o maior transtorno, às vezes, poeira, entulho, tudo que uma construção pode trazer. Penso que você consiga imaginar. Mas esse retrato de uma casa em construção demonstra que ninguém está parado em si ou acha que já esteja pronto; apesar dos incómodos está em construção, em reforma, em restauração. E ninguém restaura um bem se ele não for muito precioso, e isso é um sinal muito positivo. Quem já não leu este aviso em construções públicas: “Desculpe o transtorno. Estamos em construção para atendê-lo melhor”. A primeira coisa que precisamos notar é que em casa ninguém é igual, e estamos em níveis de maturidade diferentes. Os pais têm mais experiência, mas entre eles há diferenças. Os filhos estão crescendo, sendo construídos em todos os sentidos: no físico, no psicológico e no espiritual. Aqui entra em acção o material para construir cada um, que se chama respeito e paciência com o processo do outro. Por isso, a família precisa ser o ambiente propício para as mudanças, para o crescimento e até para as crises. Ninguém deve ter vergonha de ser o que é e de estar como está em casa. Em minha opinião, existem alguns pontos primordiais para construir e restaurar a família:

1º Restaurar o relacionamento com Deus: a base do sacramento do matrimónio é o amor, sem fazer a experiência de Deus é impossível amar de verdade. O amor real, muitas vezes, passa pela experiência da morte, do aniquilamento, do esquecer-se de si mesmo; e tudo isso, sem Deus, é impossível superar. Mas é preciso respeitar a experiência religiosa de cada um, saber que ela também é individual, mas que dá para fazer um caminho para Deus, JUNTOS!

2º Fazer da minha casa um ninho de amor: na minha casa eu decido amar primeiro, o processo começa em mim, por essa razão, eu não posso cobrar aquilo que ainda não consigo dar. Procurar defeitos nos outros, culpados, não resolver as situações de tensão ou dificuldades vividas em casa, faz dela um inferno e não um pedaço do céu. Eu preciso sentir o desejo de voltar para casa, ela precisa ser o meu refúgio, meu oásis no meio do deserto. Minha casa e minha família precisam me atrair, significam porto seguro, lugar onde não importa a minha condição: EU SEI QUE SOU AMADO.

3º Partilha e diálogo: isso quer dizer onde todos crescem no conhecimento de si e dos outros. A falta de diálogo e partilha deixa crescer dentro dos membros da família os venenos que podem destrui-la, gerando os ressentimentos e as mágoas, a falta de perdão e o medo de se revelar. Dentro de casa precisa se promover um clima de confiança e aceitação do outro, eu preciso me sentir acolhido para partilhar a minha verdade. Outro dia ouvi a experiência de um movimento que se chama Equipes de Nossa Senhora, o qual trabalha com casais. Eles têm uma prática que se chama “direito de sentar-se”. Sentar-se à cadeira, sentar-se à mesa, para falar e ouvir tudo que o outro precisa dizer. ISSO É CARIDADE. Nós não podemos esquecer que cada um tem a sua parte essencial e importante na construção da família; os pais têm seu papel de pilar de sustentação e construção da casa, mas os filhos dão sentido, vigor e alegria aos progenitores. E assim vamos construindo famílias restauradas.  

Oração Pai santo, Pai amado, a restauração da minha família depende da minha participação activa e consciente. Do meu amor e compreensão, respeito e paciência com o processo dos meus pais e irmãos, por isso, que eu não sonegue amor e verdade, perdão e misericórdia para com os meus, que esse processo comece em mim primeiro. Eu decido amar primeiro em minha família e colaborar com a restauração do santuário da vida, que é minha casa. Amém.   

Mandamentos para a Paz na Família 

1 - Tenha fé e viva a Palavra de Deus. Ame o próximo como a si mesmo.2 - Ame-se, confie em si, na sua família e ajude a criar um ambiente de amor e paz.3 - Brinque e divirta-se com a sua família. A criança aprende brincando e a diversão aproxima as pessoas.4 - Eduque o seu filho através da conversa, do carinho e do apoio.5 - Participe, com a sua família, da vida da comunidade, evitando situações que incentivam à violência.6 - Procure resolver os problemas com calma. Aprenda com as situações difíceis.7 - Partilhe sentimentos com sinceridade, dizendo o que pensa e ouvindo o que os outros têm a dizer.8 - Respeite as pessoas que pensam diferente de si. As diferenças são riquezas.9 - Dê bons exemplos, pois a melhor palavra é o nosso jeito de ser.10 - Peça desculpa e perdoe de coração. O perdão é o maior gesto de amor que podemos demonstrar.

Regressar