Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

As duas dimensões da família

As duas dimensões da família

O casal que reza junto não se separa diante das dificuldades

São Paulo diz que os maridos devem amar as suas esposas. Tu estás disposto a amar a tua esposa a ponto de te entregar por ela?
É dogma de fé que a Igreja é santa, nunca podemos dizer que a instituição criada por Cristo tem pecado, pois os pecados são dos filhos dela [Igreja], os pecados são nossos. E por que é que a Igreja é santa? Porque Cristo Se entregou por ela na cruz, para que ela fosse sem mácula.
Pela mentira o demónio quer destruir os casamentos, quando se mente ao marido ou à esposa, estás a dar ocasião ao maligno.
A porta por onde o demónio entra tem nome, chama-se pecado, por isso o casal não pode pecar.
Quando o casal está unido no amor de Deus, ninguém o separa. O amor é que une o casal. São Paulo diz que o amor é paciente, é bondoso, não busca os próprios interesses, não acaba nunca, só o amor faz com que perdoemos uns aos outros até mesmo quando um errou com o outro.
É preciso que nos alimentemos do amor de Deus. Onde? Na Igreja, na Eucaristia, na oração, pois o casal que reza junto não se separa diante das dificuldades, pois tem forças para superar todos os problemas.
A família tem duas dimensões: a primeira dimensão é o “casal” e a segunda, são os “filhos”. A família é sagrada, ela não foi instituída por homem, por um papa, mas por Deus. Deus Pai quis dar uma ajuda adequada ao homem, por isso, deu-lhe a mulher como vemos no livro do Génesis. A mulher foi a última criação do Senhor, foi o ápice da criação.
O Todo-poderoso quis que, na raiz da família, houvesse uma aliança e por esta razão os casais hoje trazem uma aliança em suas mãos. O Papa João Paulo II pedia: “casais cristãos sejam para o mundo um sinal do amor de Deus”, de forma que – quando os demais os [casais] virem superando os problemas existentes no mundo – possam ver o amor de Deus.
O Criador deseja que, através do sacramento do matrimónio, homem e mulher sejam uma só carne, que sejam um só coração, uma só alma, um só espírito. Infelizmente, há pessoas que estão casadas há anos, porém, ainda não parecem estar casadas.
Falo também aos jovens: se tu brincas com o teu namoro, já estás a destruir o teu casamento, pois ele [namoro] é o alicerce para um casamento, é a preparação, a parte mais demorada, mais difícil. Jovens, aceitai o desafio de viver em castidade, pois um casal só se pode se unir e ter uma relação sexual após o casamento, que é o tempo propício para isso.
Jovens cristãos, está na hora de dar uma lição ao mundo. Na África, onde a AIDS mais acontece, em Uganda eles conseguiram baixar [a AIDS] de 26% para 5% a contaminação da população do país, pois o presidente católico fez uma campanha para que vivessem o sexo somente no casamento, tantos os jovens como os casais já casados.
Hoje colocam máquinas de camisinha nas escolas para que os jovens as usem; porém, eu digo: ensina o teu filho a não fazer isso, pois eles devem aprender que os seus corpos são um templo santo e não podem viver como o mundo ensina.
O remédio não é empurrar os jovens para o sexo fácil, mas sim, viver a castidade!

Regressar