Ave Maria Imaculada... Rezai o Terço todos os dias... Mãe da Eucaristia, rogai por nós...Rainha da JAM, rogai por nós... Vinde, Espirito Santo... Jesus, Maria, eu amo-Vos, salvai almas!

Curiosidades

A oração ajuda a identificar o cristão

Oração ajuda a encontrar a identidade de cristão

D. Anacleto na Abertura da Semana da Diocese de Viana

Só encontramos a nossa própria identidade como cristãos e como diocese na medida em que rezarmos para que Deus consolide a fé a fim de todos poderem atingir a glória no Senhor, declarou D. Anacleto Gonçalves na celebração que marcou a abertura da Semana da Diocese de Viana do Castelo.
O novo Prelado da Diocese de Viana, que na próxima Quarta-feira cumpre 33 anos de existência, revelou que todos os dias reza por todos os diocesanos para que Deus consolide a dignidade do chamamento «iniciado no baptismo», uma aventura de crescer em Cristo e com a Igreja, advertindo para a necessidade de cada um ter um comportamento adequado àquilo que é para que se realizem os melhores propósitos.
O grande resultado, sublinhou, é o nome do Senhor ser glorificado em cada um de nós e nós n'Ele, por isso agradeceu e pediu que também os diocesanos rezem pelo seu Bispo.
A reflexão de D. Anacleto partiu da uma resposta «original» de uma miúda que disse querer ser grande quando questionada acerca do seu futuro.
O Prelado entende que a originalidade da resposta se aplica a pequenos e grandes porque «todos queremos ser grandes» naquilo que realizamos e é «legítimo» trabalhar para este reconhecimento porque «o pior que pode acontecer é ninguém nos ligar».
A questão está no «caminho» para atingir essa grandeza. No caso da personagem do Evangelho dominical, Zaqueu, a riqueza, em vez de o tornar grande, fê-lo pequeno e desprezado aos olhos da sociedade.
«Foi a descoberta de ser tão pequeno que abriu os olhos a este homem» e o levou a descobrir a novidade do caminho que o tornaria grande.
«Começou a crescer quando se tornou pequeno, desfazendo-se dos seus bens pro acção de Cristo», comentou o Bispo Diocesano, acrescentando que «no baixo encontrou a sua grandeza passando a estar no meio dos pobres e a partilhar a sua vida com os que nada tinham».
Afinal, alertou D. Anacleto, este é o «caminho especificamente cristão para nos tornarmos grandes, para nos sentirmos realizados».
Neste início das comemorações da "fundação da Diocese", a 3 de Novembro de 1977, pelo Papa Paulo VI, o Prelado apelou a todos cristãos que realizem na sua vida «aquilo que é específico de Deus».
Estas comemorações prolongam-se até domingo próximo com um conjunto de iniciativas, desde o Fórum Sacerdotal à abertura das aulas na Escola Superior de Teologia, passando pela celebração da dedicação da Catedral, na próxima quarta-feira, e a Eucaristia de encerramento.
Paulo Gomes

Regressar