SABIA QUE…

Sabia que o Concílio Vaticano II publicou um documento importante sobre a Palavra de Deus, chamado Dei Verbum, uma Constituição Dogmática sobre a Palavra e as suas riquezas?
Sabia que, durante muitos séculos, não houve Bíblia escrita, mas só a tradição oral que passava de pais a filhos, e contada com fidelidade de geração em geração?
Sabia que a Bíblia é uma “biblioteca” composta de 73 livros, de tamanhos diferentes, de épocas, autores e estilos diferentes?
Que o Antigo Testamento tem 46 livros e o Novo, 27 livros?
Sabia que O Antigo Testamento foi todo escrito em hebraico, excepto o livro da Sabedoria, que foi escrito em grego? E sabia que o Antigo Testamento levou 900 anos a escrever, desde o ano 950 antes de Cristo até ao ano 50 antes de Cristo?
Sabia que o Novo Testamento foi escrito até ao fim do século primeiro, ou seja, cem anos depois de Cristo? E que o primeiro texto a ser escrito foi a Primeira Carta aos Tessalonicenses e o último o Evangelho de S. João?
Sabia que os livros da Bíblia não foram escritos em capítulos? Que foi Estêvão Langton, arcebispo de Cantuária, em 1214, que dividiu os livros da Bíblia em capítulos?
Sabia que 337 anos mais tarde, em 1551, Robert Etiene dividiu o Novo Testamento em versículos, como temos agora? E que em 1565, Teodoro de Beza dividiu o resto da Bíblia em versículos?
Sabia que os livros do Antigo Testamento não foram escritos pela ordem em que os temos hoje nas nossas Bíblias? Esta ordem é lógica, começa pelo livro das origens, o Génesis, e não é uma ordem cronológica?
Sabia que o Novo Testamento foi escrito em aramaico, a língua de Jesus, e em grego? E sabia que foi S. Jerónimo quem, por volta do ano 400, traduziu a Bíblia para latim, cuja tradução se chama Vulgata?
Sabia que já havia uma tradução de todo o Antigo Testamento para grego, chamada a tradução dos LXX (setenta), muito usada no tempo de Jesus e das primeiras Comunidades cristãs?
Sabia que a Bíblia, como Palavra de Deus, é Palavra inspirada, ou seja, o Espírito Santo agiu nos autores sagrados e os inspirou a escreverem, sem eles deixarem de usar sua cultura, suas qualidades, seus talentos?
Sabia que é da Palavra que vem a fé, o alimento espiritual, a força, a graça da conversão?

Sabia que precisamos de ler, de saborear a Palavra de Deus?