17.ª Lição - A Sagrada Comunhão
– Qual é a principal celebração festiva dos cristãos?
É a celebração da Eucaristia ou Santa Missa, nos domingos e dias santos.
 
– O que é a Eucaristia ou Santa Missa?
É a celebração da entrega que Jesus fez da sua vida a Deus Pai, para nós recebermos o perdão dos pecados e vivermos na graça de Deus.
 
– Que relação tem a Eucaristia ou Santa Missa com o sacrifício de Jesus na Cruz?
A Santa Missa torna presente no altar o sacrifício de Jesus na Cruz, de modo a podermos participar nele.
 
– Como é que a Santa Missa torna presente o sacrifício de Jesus na Cruz?
Foi Jesus que, na Última Ceia com os Apóstolos, tornou presente o sacrifício que ia oferecer e disse aos Apóstolos que fizessem o mesmo, no futuro.
 
– Como é que, na Última Ceia, Jesus tornou presente o seu sacrifício na Cruz?
Jesus tomou o pão, deu graças a Deus, partiu-o e entregou-o aos Apóstolos para comerem, dizendo que era o seu Corpo que ia ser entregue; pouco depois, fez o mesmo com o cálice com vinho, dizendo que era o seu Sangue que ia ser derramado.
 
– Que relação há entre a Última Ceia e a Santa Missa?
Na Santa Missa, o sacerdote que celebra faz o mesmo que Jesus fez na Última Ceia, porque Jesus lhe deu esse poder.
 
– Qual é momento mais importante da Santa Missa, em que Jesus e o seu sacrifício na Cruz se tornam realmente presentes?
É o momento da Consagração, em que o pão e o vinho passam a ser o Corpo e o Sangue de Jesus oferecidos a Deus na Cruz.
 
– Na Santa Missa, como podemos viver com Jesus o seu sacrifício na Cruz?
Unindo-nos a Jesus com fé e com amor durante a Santa Missa e, se estivermos bem preparados, recebendo a Jesus na Sagrada Comunhão.
 
– É preciso comungar o pão e o vinho consagrados, para recebermos Jesus na Sagrada Comunhão?
Não; basta recebermos a Hóstia consagrada, porque Jesus ressuscitado está tanto no pão como no vinho consagrados.
 
– Por que é que se guarda no Sacrário a Hóstia consagrada?
Como Jesus está presente na Hóstia consagrada, ela fica guardada no Sacrário para poderem comungar os doentes e os que não puderam ir à Missa; e também para podermos acompanhar a Jesus sempre que quisermos, experimentando o seu imenso amor. 
 
– Por que se celebra a Santa Missa nos domingos e dias santos?
A Santa Missa celebra-se todos os dias; mas os cristãos têm obrigação de participar nela nos domingos e festas de guarda, porque nesses dias se recorda a Ressurreição de Jesus e as festas cristãs mais importantes.
 
– O que nos manda o primeiro mandamento da Santa Igreja?
Manda-nos participar na Santa Missa e abster-se de trabalhos desnecessários nos domingos e festas de guarda.


17.ª Lição - A Sagrada Comunhão
 
– Qual é a melhor maneira de participar na Santa Missa?
É receber a Sagrada Comunhão com fé e amor a Jesus.
 
– Em que consiste receber a Sagrada Comunhão?
Comungar na Missa consiste em receber Jesus na Hóstia consagrada, como nosso alimento espiritual. 
 
– O que é a Hóstia consagrada?
Antes da Missa, a Hóstia era pão de trigo; depois da Consagração passou a ser o Corpo de Jesus, assim como o vinho consagrado passou a ser o Sangue de Jesus.
 
– Para comungar na Missa, é preciso receber a Hóstia e o Vinho consagrados?
Não; basta receber a Hóstia consagrada, porque Jesus ressuscitado está tanto no pão como no vinho consagrados.
 
 – O que significa receber a Sagrada Comunhão?
Quando se recebe a Sagrada Comunhão com fé e amor, a nossa alma une-se mais a Jesus e a nossa vida torna-se mais cristã.
 
– Quando podemos receber a Sagrada Comunhão?
Podemos receber a Sagrada Comunhão na Santa Missa, duas vezes por dia, desde que estejamos bem preparados.
 
– O que é necessário para estarmos bem preparados para receber a Sagrada Comunhão?
São necessárias três coisas: 1) estar na graça de Deus; 2) guardar o jejum eucarístico; 3) saber que Jesus está na Hóstia consagrada.
 
– O que é estar na graça de Deus?
Está na graça de Deus quem está limpo de pecado grave (pecado mortal). O pecado grave opõe-se a Deus.
 
– É preciso confessar-se sempre antes de comungar na Missa?
Quem pensa que tem pecado grave precisa de confessar-se antes de comungar, para Deus lho perdoar.
 
– E quem pensa que não tem pecado grave?
Nesse caso, basta que se arrependa dos seus pecados leves (pecados veniais) antes de comungar; no entanto, é bom que se confesse de vez em quando, para ter a alma mais limpa.
 
– O que é o jejum eucarístico?
Consiste em não comer nem beber (excepto água) uma hora antes de comungar. Esta delicadeza ajuda a ter presente que a Sagrada Comunhão é um alimento espiritual.
 
– Por que devemos receber a Sagrada Comunhão?
Foi Jesus que nos disse, para estarmos muito unidos a Ele, do mesmo modo que o alimento se une ao nosso corpo.
 
– Devemos comungar sempre que vamos à Santa Missa?
Não há obrigação; mas é bom comungar na Missa com frequência.
 
– Quando temos obrigação de comungar?
O terceiro mandamento da Santa Igreja manda-nos comungar ao menos uma vez ao ano, se possível pela Páscoa da Ressurreição (Tempo pascal).
 
– O que podemos fazer depois de receber a Sagrada Comunhão?
Podemos ficar uns momentos a falar a sós com Jesus, agradecendo a sua presença e pedindo o que quisermos.
 
– Antes da Comunhão, podemos dizer:
Senhor, eu não sou digno de que entreis na minha morada, mas dizei uma  palavra e serei salvo.
 
– Depois da Comunhão, podemos dizer:
Eu quisera, Senhor, receber-vos com aquela pureza, humildade e devoção com que Vos recebeu vossa Santíssima Mãe, com o espírito e o fervor dos Santos.