Sereis baptizados no Espíirto Santo

“Sereis baptizados no Espírito Santo…” (Act 1,8)

É bom que fique claro que não se trata do Baptismo sacramental, mas de uma experiência da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, como diz o pregador do papa, frei Raniero Cantalamessa: “A efusão do Espírito Santo é o Baptismo em acção”. O que ele quer dizer com isto, que a experiência da efusão traz para fora tudo que recebemos no Baptismo Sacramental, é A Pessoa do Espírito Santo agindo em mim e em ti: “Mas recebereis o poder do Espírito Santo que virá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra” (Act. 1,8).
O baptismo no Espírito é o Pentecostes hoje: “Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído como de um vento forte, que encheu toda a casa em que se encontravam. Então apareceram línguas como de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia expressar-se” (Cf. Act. 2,1-4).
A promessa do Pai, Jesus é o baptizador no Espírito: João Batista respondia a todos: “Eu baptizo-vos com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desatar a correia das suas sandálias. Ele vos baptizará com o Espírito Santo e com fogo” (Cf. Lc 3,16).
Ezequiel 36,25-26: “Derramarei sobre vós água pura e sereis purificados. Eu vos purificarei de todas as impurezas e de todos os ídolos. Eu vos darei um coração novo e porei em vós um espírito novo. Removerei do vosso corpo o coração de pedra e vos darei um coração de carne”.
Jesus fala a Nicodemos de uma Nova Vida: Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, te digo: se alguém não nascer do alto, não poderá ver o Reino de Deus!…se alguém não nascer da água e do Espírito, não poderá entrar no Reino de Deus” (Cf. Jo 3,3-5).
“Mas recebereis o poder do Espírito Santo que virá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra”. (Act. 1,8).
A promessa é para todos, não só para os inícios da Igreja, esta promessa é para hoje, para mim e para ti. O que devemos fazer? Pedro respondeu: “Convertei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo. Pois a promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe, todos aqueles que o Senhor, nosso Deus, chamar”. (Act. 2,38-39).