Mensagem

"A Tua Palavra é Luz para os meus passos"

(Sl 119, 105)

 
Início seta Alguns Santos seta Santa Clara
Santa Clara Imprimir e-mail

   

SANTA CLARA DE ASSIS

 

"Clara de nome, mais clara de vida e claríssima de virtudes!" Clara era uma jovem inteligente e bela, que se tornou a 'dama pobre'.

Santa Clara nasceu em Assis, no ano de 1193, numa família nobre e rica, uma das mais famosas de Assis. O seu nome vem de uma inspiração dada à sua fervorosa mãe, que lhe revelou que a filha haveria de iluminar o mundo.

Destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos.

Aos 18 anos, no domingo de Ramos, foi à igreja para receber o ramo das mãos do bispo. Nesse dia aconteceu algo de maravilhoso para ela: acabaram-se as dúvidas dos meses anteriores e decidiu qual o seu futuro.
De noite, fugiu de casa e juntou-se ao grupo de Francisco, na ermida de São Damião, onde decidiu consagrar-se a Deus. Como sinal desta entrega, Francisco cortou-lhe a linda cabeleira e cobriu-lhe a cabeça com um véu branco. Clara estava desposada com Cristo. Naquela noite, levaram-na para o mosteiro das beneditinas.

No palácio dos seus pais, a família Favarone preparou-lhe um pequeno exército para a ir resgatar. Porém, Clara manteve-se firme e decidiu não regressar a casa. Apenas queria, como Francisco, imitar Jesus pobre, casto e obediente.

O seu exemplo animou as suas duas irmãs Inês e Beatriz. A sua mãe, depois de ter enviuvado, juntou-se também a elas. Nasceu o primeiro mosteiro franciscano para mulheres, mais tarde chamadas Clarissas.
Clara, que tinha sido rica, vivia agora do seu trabalho. A sua riqueza era Jesus Cristo e a vida de fraternidade evangélica. Bispos e cardeais tentaram convencê-la a suavizar essa regra rígida de pobreza, existente nos 24 conventos por ela fundados, mas não conseguiram.

Nada podendo contra a sua fé na Eucaristia, pôde ainda levantar-se para expulsar – com o Santíssimo Sacramento – homens violentos que estavam para invadir o Convento e assistir, um ano antes da sua morte em 1253, à Celebração da Eucaristia, sem precisar de sair do seu leito.

Por esta razão é que Santa Clara é aclamada como protectora da Televisão.

Morreu em 1553, dizendo: «Mil graças, meu Deus, por me terdes criado!»

As suas palavras predilectas: “Quis perder todas as coisas, para conquistar Cristo e n’Ele me encontrar”.

Por que é que Santa Clara é padroeira da Televisão? 

 Era a noite de Natal, em que a humanidade inteira comemora com os anjos o nascimento do Menino de Belém, quando todas as Irmãs foram para a Capela do Mosteiro, para rezar a oração das Matinas. Por isso, Santa Clara permaneceu sozinha, no seu leito, já que se encontrava doente nesta ocasião e não podia acompanhar a Comunidade até à Capela.    

   Então, Clara começou a meditar e a falar com o pequenino Jesus, visto que sofria por não ter podido participar dos louvores divinos:

- “Senhor, meu Deus, deixaram-me aqui sozinha”. De repente, começou a ressoar nos seus ouvidos o maravilhoso conserto que estava a acontecer na igreja de São Francisco. Clara escutava com muita alegria os irmãos, os frades, salmodiando o Ofício Divino, inclusive ouvindo até o som dos instrumentos musicais.

Se não fosse por uma intervenção divina, seria impossível que Santa Clara pudesse ouvir tais sons, pois o lugar não era tão próximo assim do Mosteiro.

Tal prodígio só era possível se a solenidade tivesse sido amplificada de forma divina ou se o ouvido da santa tivesse sido reforçado na sua audição de um modo sobre-humano.

Ainda mais fenomenal foi o facto de Santa Clara, além de ouvir, ver o próprio presépio do Senhor e assistir à Santa Missa da meia-noite, que se seguiu após o canto da salmodia.     

Quando as Irmãs foram ver Santa Clara de manhã no seu leito, ela disse-lhes:

- “Bendito seja o Senhor Jesus Cristo, que não me deixou aqui abandonada, sozinha, quando vós me abandonastes. Ouvi, por graça do Senhor, toda a solenidade celebrada esta noite na igreja de São Francisco e lá estive presente, recebendo até a santa comunhão. Agradecei comigo a Nosso Senhor Jesus Cristo, por tal graça a mim concedida”.   

      Por causa deste facto tão espantoso, o Papa Pio XII declarou Santa Clara padroeira da televisão em 1958. 

Oração   

   Minha querida Santa Clara, que seguistes de perto São Francisco, na vida de pobreza e no amor a Deus e ao próximo, olhai carinhosa para o mundo de hoje, tão necessitado da vossa protecção. Ouvi o meu pedido e concedei-me a graça que vos peço, com confiança. Como verdadeiro necessitado, rogo-vos que me alcanceis de Cristo a saúde espiritual e corporal, para mim e meus familiares. Sobretudo peço a vossa ajuda para o problema que me aflige… (coloca-se aqui a necessidade). Atendei-me, Santa Clara, pela força que tendes junto de Deus e pela fé que me faz procurar a vossa protecção. Amém.

  

- Nasceu em Assis, em 1193. Conterrânea de São Francisco, Clara foi sua discípula e fiel intérprete de seu ideal ascético. De família nobre, dotada de extraordinária beleza e possuidora de muitas riquezas, Clara, aos 18 anos, fugiu de casa para se consagrar a Deus, mediante uma vida de absoluta pobreza, a exemplo de Francisco de Assis. Juntamente com Inês, sua irmã mais jovem, e outras companheiras, Clara instalou-se no oratório de São Damião. Era o início das Clarissas. Procuravam em tudo viver o ideal franciscano da pobreza. Actualmente somam cerca de umas 19 mil religiosas, espalhadas por todo o mundo.

Contam as fioretti que um dia, Francisco mandou dizer a Clara que rezasse a Deus para que ele pudesse saber o que mais agradava a Deus: dedicar-se à pregação ou à oração. Depois de muita oração, o mensageiro levou a resposta a Francisco: "Tanto a frei Silvestre como a irmã Clara e sua irmã, Cristo respondeu e revelou que sua vontade é que vás pelo mundo a pregar, porque Ele não te escolheu para ti somente, mas ainda para a salvação dos outros!"

Com frei Masseo, São Francisco pôs-se a caminhar conforme o Espírito o movia... Pregou a muitos com muita unção... As aves do céu faziam silêncio para que o Santo pudesse falar...
São Damião foi milagre que irradiou pureza, como o sol irradia os seus raios. As mulheres queriam ser puras como Clara e os homens aprendiam a respeitar a pureza das mulheres. Santa Clara é apresentada de custódia do Santíssimo Sacramento na mão a deter os mouros às portas de Assis. Por lhe ter sido atribuído ver de longe o sepulcro de S. Francisco, foi ela declarada padroeira da televisão.

 

 FRAGMENTOS BÁSICOS DA VIDA DE SANTA CLARA 

Como herança espiritual, Clara recebeu da mãe, uma piedade fervorosa e, do pai, uma firmeza de vontade que nenhuma violência domaria.
Sabia o latim da Missa, lia a vida dos santos, trabalhava mais para os pobres do que para si, reservando as doces e guloseimas, para as crianças e mendigos. Rezava muito, de modo especial a oração que o Senhor nos ensinou.
Quando os pais lhe falavam em casamento, respondia, de modo evasivo: ‘ESPEREMOS, simplesmente para não dizer: “NÃO QUERO.”
Ao mesmo tempo perguntava a si mesma: o que queria? Que faria da sua vida? Senhor, que quereis que eu faça?
Quando São Francisco começou a pregar, a sua força misteriosa revolvente consistia em que ele falava de modo simples mas convincente, convidando os ouvintes a por em prática o que estavam a ouvir: com alegria e entusiasmo, seguindo a voz da sua consciência, fazendo a penitência e obras de caridade.
“SENHOR, FAZEI-ME INSTRUMENTO DA VOSSA PAZ.


A VOCAÇÃO DE SANTA CLARA

Logo no primeiro encontro com São Francisco, na capelinha da Porciúncula, ele foi convencido e soube que, entre as mil almas facilmente entusiasmáveis da multidão não havia uma só que o pudesse compreender mais a fundo e que fosse capaz de o seguir mais corajosamente do que Clara.
Clara, vibrante de admiração pedia-lhe, ajoelhada, que a ensinasse a viver só para Deus na perfeita pobreza.
Francisco, por sua vez, falou-lhe sobre as vaidades do mundo, sobre as consequências da pobreza e sacrifícios que deveria fazer e grandes sofrimentos.
Francisco aconselhou-a também a rezar muito, a pensar e não agir depressa.
A reflexão e preparação aconselhada pelo Francisco durou um ano.
Clara afervorou-se cada vez mais ao seu propósito e demonstrou logo a afinidade espiritual, que a assemelhava ao mestre.
Alguns dias antes do domingo de Ramos de 1212, Clara dirigiu-se a São Francisco, desejando saber com certeza, quando poderia dar-se toda a Deus, abandonando de modo clandestino o lar paterno.
Na manhã do domingo de Ramos, Clara assistindo à Missa solene, trajando o seu mais rico vestido de seda e veludo, elegante, alegre e bela, recebeu das mãos do Bispo Dom Guido que sabia da sua decisão heróica, a palma especial, feita com esmero e arte. Era o sinal para todos, que a própria Igreja na pessoa do seu Bispo abençoa o novo ideal de Clara e autoriza a realizar a sua corajosa decisão.
Desde aquele dia não havia força que poderia afastá-la do caminho da sua vocação: nem obstáculos na fuga nocturna, nem renúncias, nem perseguições da família, nem austeridade da vida consagrada, nem sofrimento e morte.
E assim, pela especial graça de Deus, a humilde discípula tornou-se mestra para muitas outras almas generosas, que também como ela consagraram a sua vida a Jesus, Clarissas por seu nome monástico e claríssimas na sua fidelidade, vocação e missão, para COMPREENDER, PERDOAR E AMAR. INSTRUMENTOS DA PAZ DE CRISTO.

 

ORAÇÃO A SANTA CLARA,

PADROEIRA DA TV

ALTÍSSIMO SENHOR DEUS,

QUE CONCEDESTES TERNAMENTE

À VIRGEM SANTA CLARA DE ASSIS

OUVIR E VER DE LONGE

A SAGRADA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

DO NASCIMENTO DO VOSSO DIVINO FILHO,

EM BELÉM, MILAGRE DE SOM, DE LUZE DE IMAGEM,

QUE FEZ DE CLARA A EXCELSA PADROEIRA DA TV,

CONCEDEI QUE AS NOSSAS FAMÍLIAS,

SEMPRE BEM ATENTAS AOS VALORES DO EVANGELHO,

NÃO CEDAM À TV O DOMÍNIO E A EDUCAÇÃO DOS SEUS FILHOS,

MAS COOPEREM COM AS EMPRESAS

QUE TRABALHAM NO ESPÍRITO DA IGREJA, QUE NOS DESTES,

POR VOSSO FILHO JESUS CRISTO,NO AMOR DO ESPÍRITO SANTO. AMÉM. 

Ilumina, Santa Clara,

Todas as pessoas da TV,

Com o teu exemplo aclara

Quem a faz e quem a vê!   

 

 

NOVENA A SANTA CLARA

 

1º Dia: A ORAÇÃO PERSEVERANTE
Santa Clara procurou com seriedade imitar Jesus Cristo em todas as suas obras.
Sabemos que Jesus, era aqui na terra, um homem de oração. Em quantas oportunidades da Sua vida O contemplamos a rezar, fugindo ao bulício da multidão, para rezar só, intensamente.
Jesus legou-nos estes princípios:


“REZAI COM PERSEVERANÇA.”
“REZAI COM HUMILDADE E CONFIANÇA INABALÁVEL.”
“REZAI SEM CESSAR E SEM DESANIMAR.”
 

OREMOS

Ó Deus e Pai Nosso, que concedestes a Santa Clara o dom de buscar sempre a força na oração, e de ajudar com alegria os mais necessitados, concedei também a mim a graça de rezar sem desanimar, cumprir fielmente os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo.
Concedei-me também a graça que eu preciso se for para a vossa maior glória e a salvação da nossa alma. Amém.
 

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.


2º DIA: A FÉ
Santa Clara procurou com seriedade imitar Jesus em todas as suas obras.
Sabemos que Jesus valorizou muito a FÉ que encontrou entre os homens e, prontamente atendia os seus pedidos, dizendo:
“CORAGEM, A TUA FÉ TE SALVOU.”
“Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: transporta-te daqui para lá e ele se transportará, e nada vos será impossível.” (Mt 17, 20).

OREMOS
Ó Deus e Pai Nosso, que concedestes a Santa
Clara o dom de, com fé, seguir sua vocação e de ajudar com alegria os mais necessitados, concedei também a mim a graça de crescer sempre na fé, cumprir fielmente os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo.
Concedei-me também a graça que eu preciso se for para a vossa maior glória e a salvação de nossa alma. Amém.

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.

3º DIA: ESPERANÇA
Santa Clara procurou com seriedade imitar Jesus em todas as suas obras.
Sabemos que, sem esperança seria difícil perseverar no caminho da nossa vocação.
São Paulo escreveu na carta aos Romanos:
“A esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado nos nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.’ (Rm
5,5).
“A Esperança é para nós qual ancora da alma.’ (Hb 6,19)
Esperança é o que precisamos para que a nossa alegria seja completa.” (T. de Chardin).

OREMOS
Ó Deus e Pai Nosso, que concedestes a Santa Clara o dom de com esperança seguir a sua vocação e de ajudar com alegria os mais necessitados, concedei a mim também, a graça de crescer sempre na esperança, cumprir fielmente os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo.
Concedei-me também a graça que eu preciso, se for para a vossa maior glória e a salvação da nossa alma. Amém.

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós..

4º Dia: CARIDADE
Santa Clara procurou sempre com seriedade imitar Jesus em todas as suas obras. Sabemos que, sem caridade todas as obras perdem o seu valor perante de Deus.
Sem caridade, não há nada que agrade a Deus. A caridade é a perfeição do amor.
“A caridade jamais passará” – disse São
Paulo.
‘Agora permanecem a fé, a esperança e a caridade. A maior delas, porém, é a caridade.” (1 Cor 13,8-13).
 

OREMOS

Ó Deus e Pai Nosso que concedestes a Santa Clara o dom de com caridade seguir a sua vocação e de ajudar com alegria os mais necessitados,
concedei a mim a graça de crescer sempre na caridade, cumprir fielmente os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo.
Concedei-me também a graça que eu preciso, se for para a vossa maior glória e a salvação de nossa alma. Amém.

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.
 

5º Dia: PRUDÊNCIA
Santa Clara procurou sempre com seriedade imitar Jesus em todas as suas obras.
Sabemos que a prudência é tão necessária como a coragem na nossa vida.
Jesus Cristo disse: “Sede prudentes como as serpentes e sem malícia como as pombas.’ (Mt 10,16).
“Quanto mais humilde for cada um em si e mais sujeito a Deus, tanto mais prudente será e calmo em tudo.” (Tomas de Kempis).
 

 OREMOS
Ó Deus e Pai Nosso que concedestes a Santa Clara o dom de com prudência seguir a sua vocação e de ajudar com alegria os mais necessitados, concedei a mim também a graça de crescer sempre na virtude da prudência, cumprir fielmente os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo.
Concedei-me também a graça que eu preciso, se for para a vossa maior glória e a salvação de nossa alma. Amém.

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.

6º Dia: JUSTIÇA
Santa Clara procurou sempre com seriedade imitar Jesus em todas as suas obras.
Sabemos que a justiça é a verdade em acção. A justiça é para a alma humana o cunho indelével da sua nobreza.
“Justiça e paz se abraçam.” (Sl 85,11).
‘Os justos brilharão como o sol no Reino de seu Pai.” (Mt 13,43).

OREMOS
Ó Deus e Pai Nosso, que concedestes a Santa Clara o dom de com justiça seguir a sua vocação e de ajudar com alegria os mais necessitados, concedei a mim também a graça de crescer fielmente na virtude da justiça, cumprir os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo.
Concedei-me também, a graça que eu preciso, se for para a vossa maior glória e à salvação de nossa alma. Amém.
 

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.

7° Dia: TEMPERANÇA
Santa Clara procurou sempre com seriedade imitar Jesus em todas as suas obras.
Sabemos que a temperança e a pureza é no homem inteligente o que a santidade é
em Deus.
A mais forte de todas as forças é o coração puro.
A temperança ensina-nos a dominar os desejos desordenados e a usar com moderação dos bens sensíveis, particularmente na alimentação.
“Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. (Mt 5,8).
 

OREMOS
Ó Deus e Pai Nosso, que concedestes a Santa Clara o dom admirável de com grande coragem, força e pureza do coração a sua extraordinária vocação, concedei a mim também a graça de crescer nestas mesmas virtudes, cumprir os deveres de cada dia e ajudar eficazmente o próximo, especialmente o mais necessitado.
Concedei-me também a graça que eu preciso agora, se for para a vossa maior glória e à salvação de minha alma. Amém.

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.

8° Dia: FORTALEZA
Santa Clara procurou sempre com decisão e coragem imitar Jesus em todas as suas obras, que Nosso Senhor realizou para nossa salvação.
Foi uma missão dificílima, tanto é verdade que, em certo momento Jesus rezou a seu Pai, dizendo:
O Pai, a Ti tudo é possível: afasta de mim este cálice; porém, não o que eu quero, mas o que tu queres.” (Mc 14,36).
Sabemos que a fortaleza dá-nos coragem para não sucumbirmos nas dificuldades e tribulações e para afrontarmos a própria morte pela causa do bem.

 

OREMOS
Ó Deus e Nosso Pai, que concedestes a Santa Clara o dom admirável da fortaleza inquebrantável, concedei a mim também, a graça semelhante, cumprir os meus deveres e ajudar eficazmente o próximo, especialmente o mais pobre e abandonado por todos.
Concedei-me a graça que agora preciso, se for para a vossa maior glória e à salvação de minha alma. Amém. 

 

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.

9º Dia: PERSEVERANÇA FINAL
Santa Clara procurou sempre com humildade e paciência imitar Jesus em toda sua vida.
E esta sua vida foi cada vez mais difícil. Sem a graça especial de Deus seria impossível perseverar até o fim.
Jesus Cristo disse:
Aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. (Mt 10,22)
“É pela perseverança que mantereis as vossas vidas.’ (Lc 21,19).
São Paulo Apóstolo, também nos lembra:
‘É de perseverança que tendes necessidade, para cumprirdes a vontade de Deus e alcançardes o que Ele prometeu. (Hb 10,36).

OREMOS
Ó Deus, que na Vossa Misericórdia atraístes Santa Clara ao amor da pobreza e lhe concedestes a graça da perseverança final no caminho da perfeição heróica, dai-nos também a nós, que seguindo Cristo, Vos contemplemos um dia no Vosso Reino. Amém.

Pai-nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Santa Clara, rogai por nós.


BÊNÇÃO DE SANTA CLARA

O Senhor Todo-poderoso te abençoe; volte para ti os seus olhos misericordiosos e te dê a sua paz. R. Amém.
Derrame sobre ti as suas graças em abundância, e, no céu, te coloque entre os seus santos. Amém.
O Senhor esteja sempre contigo e que tu estejas sempre com Ele. Amém.

 

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments