Mensagem

"A Tua Palavra é Luz para os meus passos"

(Sl 119, 105)

 
Início seta Temas de Formação seta O orgulho . A Arma secreta" do diabo para nos destruir
O orgulho . A Arma secreta" do diabo para nos destruir Imprimir e-mail

O ORGULHO - A arma “secreta” do diabo para nos destruir

O diabo tem uma arma secreta para imobilizar aqueles que lhe tiram as almas e colaboram para a salvação delas. Ele tem armadilhas subtis e usa a sua estratégia mais efectiva: a “descrença”.

Assim, ele faz com que a palavra das pessoas perca o valor. Ninguém mais as ouvirá.

De alguma maneira, ele deixa as pessoas desacreditadas diante do mundo. E, assim, tira-as do combate. Deixa-as sem palavras, para que elas não se tornem uma moléstia para ele e para os seus planos de acabar com as nossas almas.

Como acontece isto? É muito simples. Quando um sacerdote ou um leigo começa a destacar-se no caminho da santidade, atraindo muitas almas para Deus, isso torna-se impensável para o demónio, que fará tudo para que estas pessoas fiquem em suas mãos.

Como ele é esperto, quando começa a perder almas, puxa pela sua arma preferida: tornar descrente a pessoa que faz um belo apostolado. Ele esforçar-se-á para fazê-la cair em pecado, por meio de subtilezas e armadilhas quase invisíveis. Ou simplesmente tratará de semear o que temos latente em nossos corações: o orgulho.

O orgulho é capaz de ofuscar a tua fé e te destruir facilmente.

Conta-se a história de um frade muito santo, sobre o qual todos falavam. O Papa, ao conhecer a sua santidade, quis conhecê-lo e convidou-o para que o viesse visitar. O pontífice sentou-se ao lado do frade, para o ouvir melhor. Entretanto, ao voltar para casa, o frade encheu-se de orgulho e descuidou-se da vida de oração. E passou a queixar-se que as pessoas não o tratavam com a dignidade que ele merecia, por ter estado ao lado do Papa. Com o tempo, ele abandonou a sua ordem religiosa e morreu negando a sua fé.

Ao longo da vida nós aprendemos que “o orgulho é um mau conselheiro”. Mas como blindar-se dele? Esforçando-se para manter uma vida santa, permanecendo no amor de Jesus: confissão frequente, fazer muita oração e receber os outros sacramentos são como um muro que te protege dos ataques diários do maligno. Ele é muito subtil. E tu deves ficar sempre alerta. O diabo é mais do que mau, é péssimo!

Eu conheço casos recentes de pessoas que escalavam a montanha de Deus e, de repente, tropeçaram, rolaram por aí abaixo. Duas senhoras que requentavam aqui as tardes de oração, mas que se perderam pelo orgulho: uma saiu e começou a dizer que ela era deusa. A outra dava conselhos a toda a gente. E dizia que era uma santa. Mas uma amiga apanhou-a porque viu que ela falava muito, levou-a para o espiritismo e agora é um tormento em casa para o marido e para a família. Ninguém a segura. Estas pessoas caíram porque não lutaram para se levantar novamente e descuidaram os seus apostolados. Como o demónio conseguiu fazer isto? Muito simples: desanimando-os. Quando tu ficas desanimado (a), deixas logo de caminhar, separas-te do grupo, abandona a oração e isolas-te.

Já aconteceu isto contigo? Eu penso muito nisto. Em momentos assim, difíceis, deves rezar, rezar mais e pedir a Deus o discernimento para compreenderes o que está a acontecendo contigo, descobrir a vontade do Senhor e encontrar uma saída rápida.

Pede ao Espírito Santo que renove a tua vida, que te devolva a alegria do apostolado, essa paz sobrenatural que te preenchia e te fazia levar o seu testemunho aos outros.  E te sentias feliz e realizada.

Luta! Não permitas que a tua voz se cale. Não deixes de levar um abraço fraterno, um prato de comida, uma palavra de alento a quem precisa.

Não tenhas medo. Resiste! Deus está contigo. E espera muito de ti.

E tu, sempre com humildade, confia muito no Senhor e avança.

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments