Mensagem

"Assim como Eu vos amei, amai-vos uns aos outros"

(Jo 13, 34)

 
Início seta Espiritualidade seta Uma conversa sincera com Deus
Uma conversa sincera com Deus Imprimir e-mail

Uma conversa sincera com Deus

Deus: Sentei-me aqui para conversar um pouco. Sei que tenho andado distante ultimamente. Reconheço que mil coisas têm rondado os meus pensamentos e tomado o lugar que deveria ser o teu por direito. Entre os incontáveis assuntos com os quais me tenho ocupado, a prioridade deveria ser aproximar-me de Ti.

Sei que não tenho parado para te escutar, embora eu te acuse inconscientemente algumas vezes. Chego a pensar que não me tens ouvido como me ouvias antes. Bem lá no fundo, eu sei que fui eu quem ficou insensível aos teus apelos de amor.

Mas, embora eu ande distante, ainda acredito no teu poder. Por isso mesmo eu te peço: faz-me voltar e andar nos teus caminhos. Conduz-me com o teu braço forte e com a tua paciência infinita e faz-me perceber que nunca me deixaste caminhar só.

Senhor, permite-me ver a tua providência divina a amparar-me nos momentos difíceis; permite-me sentir o teu calor quando as dificuldades desolarem o meu coração. Restaura o meu coração, Senhor.

Faz-me um coração inteiro, novamente. Permite-me compreender e superar todas as dores e angústias que tenho vivido.

Dá-me a força necessária para que eu possa sorrir e alegrar-me, apesar da incerteza que paira sobre os meus pensamentos. Sei que conheces os caminhos para onde me dirijo e pretendes ir comigo. E embora eu possa parecer indiferente, não desistas destes teus planos de permaneceres ao meu lado.

Concede-me Senhor, a sabedoria necessária para que eu te escolha antes de tudo e acima de tudo; que eu possa seguir em paz, na tua presença consoladora. Livra-me da descrença, do descuido e da falta de fé que porventura me possam afastar de Ti.

Que eu saiba ser firme e persistente; que eu possa agir com coragem e determinação, encarando os obstáculos que surgirem. Que eu enfrente tudo, por amor do teu nome.

Que eu veja a tua mão estendida e segure os teus dedos; que eu me aninhe nos teus braços. Quero poder aconchegar-me no teu colo e sentir bem de perto o amor que sentes por mim. Desejo retribuir, não à altura, porque isto me é impossível, mas com toda a sinceridade dos sentimentos que existem dentro de mim.

Que eu saiba reconhecer que, de todas as companhias possíveis, a tua é a mais agradável entre todas elas. Que possamos caminhar juntos, com amizade e intimidade, e seguir unidos e inseparáveis. A Tua presença é a minha maior necessidade. E embora eu não sinta que mereça, te peço: cuida de mim!

Jesus, eu confio e espero em Ti!

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments