Mensagem

O Santíssimo
Sacramento
Louvado Seja
A Todo o Momento

 
Início seta Temas de Formação seta 8 motivos para amar os nossos inimigos
8 motivos para amar os nossos inimigos Imprimir e-mail

8 MOTIVOS PARA AMAR OS NOSSOS INIMIGOS

Cada um de nós tem "inimigos" na vida. Pessoas que parecem gostar de nos magoar, de nos fazer sofrer e nos ferir. Às vezes criamos inimigos por causa de diferenças de personalidade e outras vezes porque as pessoas nos odeiam sem motivo aparente.

De facto, não importa por que tens um "inimigo", a tentativa de combater mal com mal está fadada ao fracasso e, de facto, existem 8 razões pelas quais os inimigos podem ser um factor positivo na vida. Quando entendes estas razões, podes desenvolver um entendimento mútuo ou, pelo menos, um entendimento da tua parte, que te ajudará a desenvolver melhores relacionamentos em vez de continuar o ciclo de ódio e raiva.

1. Uma lição simples sobre como conter e evitar a raiva

Sendo bem honestos: os nossos inimigos são as melhores pessoas para nos ensinar autocontrole e como dominar a raiva. Embora seja verdade que os nossos "inimigos" têm maneiras de nos irritar, isso é exactamente o que nos pode ajudar a lidar melhor com a emoção negativa. Afinal de contas, não podemos ficar irritados para sempre com pessoas que são importantes para nós e que queremos amar. Além disso, muitas vezes acabamos por nos sentir culpados por causa dos sentimentos de raiva que temos por causa deles.

Para fazer isto da maneira mais eficiente, tenta entender o que te incomoda na atitude do teu "inimigo" em relação a ti e, só depois de entender conscientemente, serás capaz de lidar com a raiva de uma maneira melhor e mais saudável. Pensa nos teus adversários como terapeutas que te ajudam a lidar com as emoções negativas com as quais não queres lidar ou que não consegues lidar sozinho.

2. Aproveita a oportunidade para manter uma competição saudável

Tu podes não ver desta maneira agora, mas os teus "inimigos" estão sempre a pensar em ti como um concorrente, e se estiveres numa situação de competição, eles podem ajudar a sentires-te ainda mais competitivo. No entanto, é importante que continues a ser tu mesmo e não te tornes desagradável e rude só para entrar na competição. Não prejudiques a ti mesmo ou aos outros, e não deixes que a tua moral se manche no processo. Se vês o teu relacionamento como uma "competição" em vez de uma "rivalidade", isso pode ajudar a reduzir a raiva ou até ensinar-te a lidar melhor com ela.

3. Críticas negativas podem ajudar a crescer

Provavelmente os teus "inimigos" não têm muitas coisas boas a dizer sobre ti; na verdade eles devem falar mal a teu respeito. No entanto, mesmo que falem com más intenções, pode haver alguma verdade nas suas palavras. Sempre que ouvires algo desagradável de um dos teus "inimigos", reflecte e tenta avaliar. Há uma chance de que o teu "inimigo" esteja a dizer algo com fundo de verdade, mas de maneira errada. Então se conseguires entender o que eles estão a tentar dizer, darás um passo significativo no teu crescimento pessoal.

4. Os teus "inimigos" podem ser os teus melhores aliados

Se decidires amar os teus "inimigos", darás o primeiro passo para desenvolver um relacionamento mais saudável e pacífico com eles. Os nossos "inimigos" nem sempre querem intencionalmente ofender-nos e, às vezes, eles só se sentem feridos por nós. Em último caso, se conseguires construir um relacionamento saudável superando as lacunas entre os dois, farás um amigo em vez de um inimigo, e todos precisamos de amigos. Esta abordagem irá ajudar-te a longo prazo, e irá proporcionar-te paz de espírito, desde que possas desenvolver uma relação cordial entre ti e eles. A barreira para isso está principalmente na tua cabeça.

5. Terás a capacidade de ver a vida de uma forma mais positiva

Quando estamos preocupados com as pessoas que se opõem a nós e com o quanto elas nos ferem, é muito difícil mudarmos os nossos pensamentos e torná-los positivos, mesmo com relação à vida em geral. No entanto, se aceitares os teus "inimigos" e entenderes que todos temos esse tipo de pessoas na vida, também deixarás de te preocupar tanto com eles e terás cada vez menos pensamentos negativos inundando a tua mente. Se além disso cultivares sentimentos de amor pelos teus "inimigos", aprenderás como entender coisas ruins e frustrantes que aconteçam contigo de uma maneira mais positiva e, assim, a forma que a tua mente interpretar as coisas boas ou ruins será influenciada por essa atitude.

6. Podes perceber que o ódio é simplesmente um mal-entendido

Às vezes criamos inimigos simplesmente por causa de um pequeno mal-entendido. É muito difícil perceber quando isso acontece, mas um pequeno mal-entendido pode colocar uma pressão sobre qualquer relacionamento; e se for um relacionamento com um inimigo, isso apenas aumentará a tensão. Se tu tentares criar um diálogo calmo entre ambos e descobrir a causa do problema, logo entenderás como consertar a situação e o teu relacionamento com a pessoa. Desentendimentos acontecem a todo o momento e tu tens que desenvolver a habilidade de resolvê-los a tempo.

7. Aprende a apreciar verdadeiramente o amor

Ter a certeza de que tens "inimigos" na vida pode ajudar-te a melhorar o teu relacionamento com pessoas que ama como elas merecem. Amor e ódio não são necessariamente sentimentos opostos. De facto, pode-se dizer que o oposto de ambos é a indiferença. Portanto, em qualquer relacionamento em que o amor exista, o ódio momentâneo ou contínuo pode surgir, e se isso acontecer, geralmente mostra que há de facto um grande amor escondido.

Entende também que, assim como sempre vão existir pessoas contra ti, também existirão aqueles que te amam. Lembra-te disso, pois essas pessoas são as que merecem o teu amor de volta. Nunca deixes o teu ódio contra os teus "inimigos" afectar o teu relacionamento com as pessoas que te amam. Caso desistas de aprender a amar aqueles que não te amam, procura demonstrar mais amor às pessoas que te são queridas.

8. Entende que tu realmente não precisas do ódio

Os nossos "inimigos" injectam um veneno nas nossas vidas que lentamente vai permeando as nossas reacções com relação a outras pessoas. Se quiseres evitar isso, precisas de entender que não precisas de carregar o peso do ódio às costas. O ódio não leva ninguém a lugar nenhum, enquanto que o amor nos leva a tentar progredir e melhorar sempre. Na jornada da vida, leva sempre uma bagagem leve de amor, em vez do peso do ódio. Isto tornará a viagem muito mais fácil.

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments