Mensagem

O Santíssimo
Sacramento
Louvado Seja
A Todo o Momento

 
Início seta O Homem seta Ainda existem homens de Deus
Ainda existem homens de Deus Imprimir e-mail

 

Ainda existem homens de Deus? 

 

Mesmo que pareça raridade, existem sim homens tementes a Deus

Esta pergunta é geralmente feita por mulheres que desejam namorar e casar com um homem que seja diferente da maioria que se vê hoje. Entendamos “homens de Deus” como os que assumem compromissos e responsabilidades, que sejam cavalheiros. Resumindo: dons masculinos que estão intrínsecos no ser, por isso, são naturais (podemos até dizer que são obrigações do homem, já que todas estas qualidades são desdobramentos do amor). E se existe a capacidade de amar, existe a necessidade de eles serem assim. E realmente está difícil encontrá-los hoje em dia.

Se pensarmos em tudo isto que é o natural, ainda acrescido de intimidade com Deus, amor às Suas Leis e desígnios, um rapaz que tenha a sensibilidade de perceber as realidades eternas, sobrepondo-se às suas circunstâncias e aos planos humanos, pode parecer ainda mais impossível.

Às vezes, tu, menina, até achaste que estavas a pedir demais, não é? Contudo, este é o desejo do Altíssimo para ti, mulher de Deus. Não te deixes conformar com menos! Ainda existem homens de Deus? É claro que existem homens tementes ao Senhor! Mesmo que te pareça raridade, não há dúvidas de que há muitos rapazes por aí que são de Deus, que são homens de oração e levam uma vida coerente com o Evangelho. Alias, só pertencem mesmo ao Senhor os que demonstram estas características com atitudes e com a vida.

Então, pode pensar: “A resposta não parece ser tão simples assim! Se existem homens de Deus, porque é tão difícil encontra-los?”

Realmente, a mentalidade do mundo veio corromper toda a beleza do amor, tanto em homens como em mulheres. Mas, fica aqui um segredo: também não é fácil encontrar uma mulher de Deus.

O primeiro ponto que “pega”, quando o rapaz quer ser fiel ao Senhor e começa a namorar, é a castidade. Muitas vezes, e digo muitas mesmo, são as namoradas que não querem viver a castidade, são elas que provocam o rapaz. Mas não estamos aqui para discutir o que um sexo faz de errado e o outro também, nem para medir quem tem mais culpa. O importante é que homens de Deus são atraídos por mulheres de Deus e vice-versa.

Pessoas convertidas de verdade não se deixam levar só por um rosto, um corpo, um sentimento de fogo de palha ou outra superficialidade. É aí que já filtramos muitos candidatos. Sim, é um processo racional, o qual tens de aprender a fazer ou então te vais deixar levar por qualquer um. Não diminuas as tuas chances, és tu quem deve escolher melhor. Em todo o início de relacionamento devemos encontrar afinidades na outra pessoa, e que estas afinidades sejam à volta das coisas do Senhor.

Menina, sê de Deus; assim, os homens que Lhe pertencem te encontrarão! Que a tua vida seja um testemunho do amor divino. O rapaz reconhecerá em ti uma beleza diferente, sem os apelos da sensualidade. Presta atenção às tuas roupas, de verdade! Quando nós homens nos encantamos com as curvas de uma mulher, os nossos instintos sexuais são provocados, e não o nosso interesse no que há na sua alma. Percebemos uma beleza que vem mais pela aparência do que somente pela doçura.

Depois, quando nos aproximarmos mais, a sua fidelidade sugestiona-nos uma mulher forte. Então, somos impulsionados a ser ainda mais fiéis e fortes, não para competir, mas para fortalecer a nossa relação com o Senhor e com nós mesmos. Esta fidelidade e força relembra-nos e reafirma o nosso dom de vos proteger a vós mulheres. Sabemos que estes dons (protecção, fidelidade e força) só os encontraremos em Deus, e queremos buscá-los ainda mais. A mulher torna-se sustento do homem por aquilo que ela é, sem forçar nada.

Por último, quando temos a certeza de que aquela mulher é de Deus, convencemo-nos de que não temos o direito de extrair nem tocar no que nela pertence exclusivamente ao Senhor. Neste ponto, já nos comprometemos a respeitá-la e amá-la para sempre, porque vemos que ela tem algo sagrado.  O seu corpo, os seus dons, as suas aspirações, a sua dignidade e alma, antes de serem nossos, são de Deus. O Senhor antecipou-se nela para nos encontrar e, agora, Ele põe-nos como guardião do nosso sagrado. O homem aprende a salvaguardar a sensibilidade, a feminilidade, a sexualidade das mulheres e até aquilo que não entendem em vocês. Assim, sentimo-nos homens ainda mais completos. Isto expressamos não só na castidade, mas, em grande parte, por meio dela, desde o namoro até no casamento (também na castidade própria de casados).

Não estou, com tudo isto, a deitar a responsabilidade para as mulheres, apenas digo que vocês são um grande sinal da essência da verdadeira beleza, a qual é sustentada por uma fidelidade que gera força, uma força que vem daquilo que é sagrado: o amor. Os homens de Deus precisam deste amor.

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments