Mensagem

Basta-me saber que sois jovens para eu vos amar

São João Bosco

 
Início
A alegria do Carnaval Imprimir e-mail

A alegria do Carnaval

 

Precisamos de viver com valores este tempo

 

Carnaval é tempo de alegria também para o cristão. Nem sempre esta festa foi sinónimo de desregramento, pois “Carnaval" vem de currus navalis, o que significa que entre os gregos e romanos era feito um desfile em torno de um enorme carro em forma de navio, o qual era dedicado ao deus Dionísio ou Baco. Depois dos gregos, entre os romanos e os antigos celtas e germanos havia solenidades pela entrada do ano civil.
Quando apareceu o Cristianismo, encontrou estas comemorações que tinham um carácter penitencial, ou seja, os pagãos queriam expiar faltas cometidas no ano anterior. A Igreja procurou dar uma nova mentalidade a tais festas, expurgando toda a mitologia e superstição, bem como a orgia que, muitas vezes, predominava.
A Igreja, então, colocou o Carnaval, no seu calendário, antes da
Quaresma para que, antes da penitência em que fazemos memória de Cristo, que peregrinou pelo deserto e se privou das necessidades do Seu corpo, os cristãos tenham um período de gozo e festa pelos dons da alegria e dos prazeres lícitos, dados por Deus.

O grande problema das festas de Carnaval, de hoje, não está no anseio das pessoas pela alegria, mas nos excessos e na permissividade que se praticam.
A capacidade de sentir sabores, ter sensações, o riso, a dança, a celebração, a sociabilidade... Tudo isto é lícito perante a lei do Senhor e agrada-Lhe muito ver os Seus filhos desfrutar a felicidade desta maneira. Encontramos, na Sagrada Escritura, o incentivo do Altíssimo para todos estas atividades.
Mas, o que acontece no Carnaval é quase sempre a desvirtuação dos valores e da moral, sem contar as ofensas a Deus.
Neste Carnaval, antes de decidir para onde vais ou o que vais fazer, interroga-te: “O ambiente onde pretendo ir promove, de alguma forma, a promiscuidade, o adultério e a dissolução da moral?”, “As outras pessoas que lá estarão, incluem Jesus Cristo nas suas atividades?”, “Serei tentado a desrespeitar os mandamentos do Senhor?”


O Carnaval é o tempo que a Igreja nos deu para celebrarmos o dom da alegria de forma virtuosa, encontrando toda a graça de sermos seres humanos por meio das coisas boas que trazem sabor à vida.
É bom celebrarmos agora para, depois, melhor entrarmos na Quaresma.
“Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus. Tempo para chorar e tempo para rir; tempo para gemer e tempo para dançar” (Ecl 3,1-4).
Deus abençoe o teu Carnaval!

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments