Mensagem

Basta-me saber que sois jovens para eu vos amar

São João Bosco

 
Início seta Espiritualidade seta Ai de vós...
Ai de vós... Imprimir e-mail

Ai de vós... (cfr. Mt 23,14)

Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, foi a palavra dura dita por Jesus, àqueles que eram sepulcros caiados de branco, por fora, mas por dentro cheios de imundície, de inveja, de injustiça, de vaidade, hipocrisia, de falsidade.

Ai de vós, porque continuais a rezar, a ter práticas devocionais, a celebrar Eucaristias, mas não amais o próximo com sinceridade, não servis com humildade, não vos dais sem reservas, não abris o coração ao verdadeiro amor.

Ai de vós, porque continuais a querer iludir-vos, pensando que valeis por aquilo que os homens vêem e esqueceis que só Deus vê e conhece o coração, que valeis segundo as boas obras, que o que Deus sabe e conhece de vós é que é importante.

Ai de vós, porque com a mesma língua com que louvais a Deus, com que rezais e cantais os louvores do Senhor, com que dizeis Pai Nosso e professais o Credo, continuais a criticar, a murmurar, a ser agressivos, ofensivos, difamadores e caluniadores.

Ai de vós, porque não entendestes que só serão "benditos" aqueles que amam, que servem os outros, que dão de comer a quem tem fome, que descobrem o rosto de Cristo em cada pessoa, de um modo particular em cada pobre, doente, marginalizado.

Ai de vós, porque tendes tempo para tudo menos para Deus e para a Oração, para a leitura meditada da Palavra, para, no silêncio e recolhimento, escutar o Senhor e entrar na intimidade com Ele, para ouvir os seus apelos e as suas exigências.

Ai de vós, que continuais a não querer ouvir que os últimos é que são os primeiros, que Deus Se revela aos humildes, que os que estão dispostos a perder é que ganham, que para Deus sobe-se descendo em humildade, em esvaziamento, em pobreza.

Ai de vós, porque continuais a cometer injustiças, a explorar o pobre, a não pagar salários justos, a não vos preocupardes com os desempregados, os que estão sós, os que não têm casa, pão, amor, os que vivem sem meios de cultura, e os que não podem tratar da saúde.

Ai de vós...

 

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments