Mensagem


Deus é Amor

Papa Bento XVI

 
Início seta Mais saúde
Mais saúde
Para evitar qualquer tipo de doença Imprimir e-mail

 

7 dicas para evitar qualquer tipo de doença

 

1. Se não quiser adoecer – “Fale de seus sentimentos”

 

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

 

2. Se não quiser adoecer – “Tome decisão”

 

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

 

3. Se não quiser adoecer – “Busque soluções”

 

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

 

4. Se não quiser adoecer – “Não viva de aparências”

 

Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso… uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

 

5. Se não quiser adoecer – “Aceite-se”

 

A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

 

6. Se não quiser adoecer – “Confie”

 

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

 

7. Se não quiser adoecer – “Não viva SEMPRE triste!”

 

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.

 “O bom humor salva-nos das mãos do doutor.” Alegria é saúde e terapia.
 
Cuidados com o sol Imprimir e-mail

Cuidados com o sol

 

Especialista fala sobre os riscos da exposição ao sol, não só no verão mas durante todo o ano

 

O sol do verão

Estamos na última semana do verão, a estação mais quente do ano. Neste período, a maioria das pessoas se cuida mais. É uma estação de passeios, férias, piscina ou praia, mas pode também nos trazer riscos da exposição ao sol. Os cuidados tomados no verão devem se prolongar durante todo o ano.

A luz solar é a principal responsável pelo surgimento do câncer de pele e do envelhecimento cutâneo, pela ação direta da radiação ultra-violeta (UV). Os tipos mais comuns de lesões de pele causadas pelo sol são:

Pele seca: A pele exposta ao sol pode perder umidade e óleos essenciais gradualmente, fazendo-a parecer seca, escamosa e prematuramente enrugada, até mesmo em pessoas mais jovens.

Queimadura solar: Aparece imediatamente após a pele ter sido exposta a radiação UV. Se for leve causa só um avermelhamento doloroso da pele, mas nos casos mais graves pode produzir minúsculas bolhas cheias de líquido (vesículas) ou até bolhas maiores. Há um quadro alérgico chamado urticária solar que começa logo após a exposição ao sol e desaparece espontaneamente. Há também, uma lesão alérgica de quem teve contato com substância que aumentam a sensibilidade ao sol, como frutas cítricas, perfumes e refrigerantes. Formam-se placas avermelhadas e até mesmo bolhas, parecendo uma queimadura e depois cicatrizam como manchas escuras.

Ceratose Actínica: É uma mancha pequena e escamosa da pele que tem uma cor que pode ser rosa, vermelha, amarela ou castanha. Não desaparece a menos que seja retirada cirurgicamente ou tratada com medicamento diretamente no local. Acontece na pele que sofreu exposição repetida ou a longo prazo aos raios UV do sol, e é um sinal de advertência do risco aumentado de câncer de pele. Quase um em cada 400 lesões de ceratose actínica eventualmente irão se transformar em câncer de pele.

Mudanças no colágeno da pele a longo prazo: O colágeno é uma proteína estrutural da pele e estas mudanças incluem as lesões por envelhecimento prematuro da pele por causa da exposição ao sol e a chamada fragilidade capilar causando sangramento de vasos sanguíneos frágeis sob a superfície de pele porque a radiação UV danifica o colágeno estrutural que apoia as paredes dos vasos sanguíneos minúsculos da pele. Aparecem rugas e linhas de expressão devido à perda do colágeno.

Sabendo um pouco mais sobre os tipos de males que a luz solar pode nos causar, devemos ter sempre em mente que a melhor maneira de evitarmos danos à nossa pele é a prevenção.

Não esquecer de passar o protetor solar quando formos nos expor ao sol, mesmo que por pouco tempo, e mesmo em estações mais frescas. As crianças são mais sensíveis ainda e o cuidado deve ser redobrado.

 
A importância da atividade física para o idoso Imprimir e-mail
 A importância da atividade física para o idoso  

A atividade física regular é necessária para a promoção da saúde

Como para qualquer idade, a atividade física traz sempre benefícios, porque nos dá mais disposição, motivação, raciocínio, destreza, equilíbrio e coordenação, diminui as disfunções cardiovasculares e a osteoporose. A prática de atividade física também ajuda no fortalecimento muscular, na redução da pressão arterial e frequência cardíaca em repouso, além de auxiliar na prevenção de diabetes, depressão, ansiedade e sedentarismo.

Quando o idoso busca a atividade direcionada, tem influência em toda a sua parte física e psicológica, o que lhe dá longevidade e motivação para continuar a viver.

A atividade física regular e a adoção de um estilo de vida ativa são necessários para a promoção da saúde e a qualidade de vida durante o processo de envelhecimento.

Influência da atividade física

Isto pode-se notar na pesquisa feita e colocada no artigo: Influências da prática de atividades físicas na terceira idade: estudo comparativo dos níveis de autonomia para o desempenho nas AVDs (Atividade da vida diária) e AIVDs (Atividades instrumentais da vida diária) entre idosos ativos fisicamente e idosos sedentários. “Os resultados encontrados apontam que os indivíduos sedentários apresentam nível inferior de autonomia para o desempenho nas AVDs e AIVDs quando comparados aos indivíduos ativos fisicamente, tendo maior incidência entre os idosos avançados. Segundo Jacob Filho (2006 pg. 74), “o sedentarismo pode ser, isoladamente, responsável por grave estado de limitação da saúde do idoso, mormente os mais longevos”.

Foi possível avaliar, por meio destes dados, que a prática regular de atividades físicas favorece a manutenção de bons níveis de autonomia na terceira idade. Shephard (2003, pg. 296) afirma que “o envolvimento regular em atividade física pode retardar o período de tempo em que a capacidade funcional declina até ao limiar crítico para a perda de independência”.

Novais et al. (2005, pg. 188) relatam que, “quanto mais ativa é a pessoa, menos limitações ela tem, concluindo que a atividade física é um fator de proteção funcional não só na velhice, mas em todas as idades”. Portanto, a prática de atividade física promove, além da prevenção, a reabilitação da saúde do idoso, pois acrescenta melhoras à aptidão física e, consequentemente, facilita a manutenção de bons níveis de independência e autonomia para as atividades da vida diária (PINHEIRO et al. 2004 apud SIMÃO, 2004).

Rompa com o sedentarismo

O sedentarismo leva não só os idosos ao decréscimo das suas capacidades funcionais, mas todas as pessoas de diversas idades. Quanto mais cedo a pessoa inicia a sua atividade física, mais retardará as limitações físicas do seu dia a dia como equilibrar, andar, sentar e levantar, assim como as outras citadas acima.

Muitos, quando chegam à fase idosa, já não têm mais perspectiva de vida, e ficam à espera do seu último dia. No entanto, a nossa vida foi feita para ser aproveitada até ao último instante, onde temos de dar o máximo de nós, de acordo com a possibilidade de cada um.
 
21 conselhos de Universidades de Medicina Imprimir e-mail
 

21 conselhos das Universidades de Medicina:

 

Harvard e Cambridge publicaram recentemente um compêndio com 20 Conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual :



01- Um copo de suco de laranja
Diariamente para aumentar o Ferro e repor a vitamina C.



02- Salpicar canela no café
(mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).



03- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral
O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais Ferro que tem o pão branco.


04- Mastigar os vegetais por mais tempo.
Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham OS vegetais, melhor efeito preventivo têm.


05- Adotar a regra dos 80%:
Servir-se menos 20% da comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.



06- LARANJA o futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.


07- Fazer refeições coloridas como o arco-íris .
Comer DIARIAMENTE, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, Verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.



08- Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate.
Mas escolha as pizzas de massa fininha.  O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando OS tomates estão em molhos para massas ou para pizza .


09- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente .
As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.


10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória...
Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova...  Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto.



11- Usar fio dental e não mastigar chicletes.
Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração.  Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.



12- Rir.
Uma boa gargalhada é um 'mini-workout', um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida.
Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e OS anticorpos.



13- Não descascar com antecipação.
Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos.  Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.



14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando.
Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.


15- Desfrutar de uma xícara de chá.
O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá Verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias.  Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.



16- Ter um animal de estimação.
As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University.  Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue.
Os cães são OS melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.


17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche.
Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School; vantagens outras são conseguidas através de verduras frescas.



18- Reorganizar o congelador
As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem.  Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem em baixo ou guardar num tape ware escuro e bem fechado.


19- Comer como um passarinho.
A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes.  E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.


 20- Uma banana por dia quase dispensa o médico, vejamos: " Pesquisa da Universidade de Bekeley”.

 

A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então, é ou não é um remédio natural contra várias doenças?

 


21- e, por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:

 


- comer chocolate.
Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio.



- pensar positivamente
.
Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, que, além disso, pegam gripes e resfriados mais facilmente, são menos
queridos e mais amargos.


- ser sociável.
Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contacto com a família.



- conhecer a si mesmo
.
Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o 'ser' sobre o 'ter' têm 35% de probabilidade de viver mais tempo, e de ter qualidade
de vida...

 


'Não parece tão sacrificante, não é verdade?  Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos...
É exatamente o que diz uma certa frase de Séneca:

 'Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável'! 
"Crie bons hábitos e torne-se escravo
deles, como costumamos ser dos maus hábitos".
 
O alimento é um remédio para a saúde Imprimir e-mail
 

A nutrição considera o alimento um remédio para a saúde 

 

  Hipócrates, considerado o “Pai da Medicina”, tinha esta frase: “Que o seu remédio seja o seu alimento, e que o seu alimento seja o seu remédio”. 

A nutrição considera o alimento um remédio, pois comer de maneira adequada, além de nutrir o corpo e manter as suas funções, fortalece as defesas do organismo, protegendo-nos de várias doenças. É muito comum, nos meios de comunicação, nas conversas, academias, diversas dietas ditas milagrosas, “soluções instantâneas”, quase mágicas, prometendo ganho de massa, perda de peso, seca a barriga, e, na maioria das vezes, são regimes que podem ser prejudiciais à saúde. 

A alimentação saudável deve fornecer carboidratos, proteínas, lipídios, água, vitaminas, fibras e minerais, fundamentais para o bom funcionamento do organismo, nenhum alimento específico pode ajudar ou fornecer todos os nutrientes que são necessários para o bom funcionamento do corpo, daí a importância de uma alimentação variada e equilibrada. 

Algumas dicas e atitudes que podem ajudar a ter uma alimentação mais saudável: 

– Evite o consumo de alimentos ricos em calorias e industrializados, gordurosos e salgados; 

– Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes e cereais integrais; 

– Beba água diariamente pelo menos 8 copos de 200 ml; 

– Reduza ou evite o consumo de bebidas alcoólicas e o uso do cigarro; 

– Faça exames preventivos e consulte sempre o seu médico; 

– Faça exercícios físicos regulares, diariamente, ou pelo menos três vezes por semana, após consultar o seu médico; 

– Durma pelo menos 8 horas por dia.
 
Beber Água com Mel Imprimir e-mail
BEBER: ÁGUA COM MEL  

 

 

O QUE ACONTECE SE TOMAMOS ÁGUA COM MEL DE ESTÔMAGO VAZIO?  

 

 

Todos conhecemos os benefícios do mel e as suas aplicações tanto no âmbito da beleza como na gastronomia. O mel é um alimento muito saudável, cheio de benefícios e de múltiplas propriedades que melhoram significativamente a saúde e previnem muitas doenças. No entanto, os seus efeitos podem ser mais poderosos quando o combinamos com água e começamos a consumi-lo com maior frequência. 

Vários estudos demonstraram que o mel dissolvido na água tem muitos benefícios para a saúde, e pode ser uma excelente forma de o consumir mais vezes ao dia.

 

Alguns importantes benefícios por consumir água com mel com o estômago vazio.

 

Pode ajudar a perder peso

 

O mel é um alimento que proporciona sensação de saciedade e ajuda a controlar os problemas de ansiedade pela comida. Diluir uma colher de mel na água pode ajudar a perder peso, pois além de fazer com que nos sintamos mais saciados, também controla o mecanismo do cérebro que causa o desejo de ingerir açúcar.

 

É boa para combater a artrite

 

Um estudo realizado pela Universidade de Copenhagen demonstrou que os pacientes que consumiram água com mel sentiram um alívio das dores em questão de minutos. Por isso, se recomenda o consumo de água com mel para prevenir e combater as dores provocadas pela artrite.

 

  Ajuda a reduzir os níveis de colesterol

 

  Noutro estudo, foi determinado que os pacientes com colesterol alto podem chegar a diminuir os níveis até 10% dentro de duas horas após ingerir água com mel. Graças a este benefício, ela poderia ajudar a resolver problemas de circulação e doenças cardiovasculares. Para obter este benefício os pacientes devem consumir duas colheres de mel (50g) combinadas com 2 copos de água.

 

 Fortalece o sistema imunológico

 

O mel é um alimento com propriedades antibióticas e antibacterianas que ajudam a manter longe os vírus e bactérias causadores de infecções, gripes e constipações. A água com mel em jejum é um excelente remédio para aumentar as defesas e prevenir uma grande quantidade de doenças.

 

 Reduz a fadiga

 

 O consumo de água com mel ajuda a combater a fadiga e os seus sintomas em questão de uma semana. O mel diluído em água oferece vitalidade ao corpo, incrementa a actividade cerebral e mantém-nos mais ativos.

 

Aumenta as energias

 

  A água com mel também pode ter poderosos efeitos energéticos que conseguem melhorar o rendimento físico. Ainda que hoje em dia existam muitas bebidas energéticas no mercado, é certo que elas podem ter componentes danosos para o corpo que, a longo prazo, podem afectar à saúde. Uma boa opção é consumir água com mel com o estômago vazio, pois é uma fonte de energia natural que também inclui outros nutrientes importantes para o organismo.

 

 Outros benefícios de beber água com mel de estômago vazio

 

 ·         É um excelente remédio para colocar fim ao “intestino preguiçoso”

 

 ·         É uma grande alternativa para lutar contra problemas, como a bronquite, a asma e outras doenças respiratórias

 

 ·         Ajuda a eliminar as toxinas que se acumulam no organismo

 

 ·         Limpa o trato digestivo e combate os parasitas

 

 ·         É um aliado da limpeza do organismo, graças às suas propriedades antibacterianas e antivirais

 

·         Melhora a função do intestino e destrói os micro-organismos

 Modo de preparação 

A única coisa que deve fazer é diluir uma colher de mel orgânico num copo de água morna e bebê-lo em jejum. Esta mistura tem um sabor muito agradável que também o vai ajudar a aliviar o stress e outros problemas emocionais.

 Para levar em conta… 

Esta mistura deve ser consumida todas as manhãs com o estômago vazio, para prevenir doenças e obter ao máximo os seus benefícios. A água em jejum é muito boa para o estômago e o mel oferece um extra de nutrição que inclusive irá beneficiar a saúde da pele. Caso queira facilitar o trabalho dos rins consumindo este mesmo remédio natural, o ideal é fazê-lo logo antes de dormir, para que possa atuar no organismo durante toda a noite.

 O consumo frequente de água morna com mel em jejum pode ajudar a prevenir o envelhecimento precoce e o dano celular, já que favorece tanto a pele como os órgãos.  
 
Depressão na terceira idade Imprimir e-mail

Depressão na terceira idade:

 

6 recomendações que vão ajudar quem está a passar pelo problema.


 

Sentir-se limitado para fazer certas tarefas, solidão, perda da saúde com o avanço da idade, redução da capacidade económica;


 

Morte de amigos, falta de actividades e outros factores, podem ser as causas da depressão na velhice.


 

Os sintomas e o que fazer quem estiver nesta situação.


 

O Instituto Nacional de Saúde Mental do Chile explica em que consiste o transtorno depressivo:
“É uma enfermidade que afeta o organismo (cérebro), o ânimo e a maneira de pensar.Afeta também o modo como a pessoa come e dorme, além da auto-estima.


 

A depressão não significa fraqueza pessoal,  já que não depende da vontade própria.


 

As pessoas que sofrem de transtorno depressivo não conseguem dizer simplesmente ‘já basta, vou ficar bem’”, declara a entidade especializada.
Entretanto, graças a anos de pesquisas, hoje sabe-se que certos medicamentos e terapias são eficazes para curar a depressão.


 

A depressão na velhice


 

O transtorno depressivo pode surgir durante o processo de envelhecimento devido, em grande parte;
aos acontecimentos que atingem a terceira idade e que podem resultar numa carga emocional muito pesada para a pessoa. Apesar disso, é errado pensar que a depressão é um aspecto “normal” da velhice;Dá para ser feliz e viver satisfatoriamente nesta etapa da vida.No entanto, há pessoas que apresentam uma maior dificuldade para assimilar as mudanças na velhice e chegam a sentir-se deprimidas.


 

Mas por que é que isto acontece?


 

Em relação às causas, a Associação Americana de Psicologia (APA) explica que:

“Uma pessoa com idade avançada pode sentir uma perda de controle sobre a sua vida devido a problemas na visão, perda da audição e outras mudanças físicas;
Além de pressões externas, como os recursos financeiros limitados, por exemplo.Estes e outros assuntos geralmente podem causar sentimentos negativos;Como a tristeza, a ansiedade, a solidão e a baixa auto-estima, que, por sua vez, levam ao isolamento social e à apatia.”


 

Mas um transtorno depressivo não é o mesmo que um estado passageiro de tristeza.


 

A depressão tem intensidade e duração maiores.

Além disso, a doença contém um conjunto de sintomas próprios.


 

Sintomas comuns


 

Entre os primeiros sintomas que saltam à vista estão os relacionados com a alteração do estado de ânimo;
como a  tristeza, a perda do interesse pelas coisas que eram feitas  anteriormente e a perda da capacidade de diversão.Somando-se a isto, o Dr. Luis Carlos Arranz, médico especialista em geriatria;disse que podem surgir ideias de culpa, autocensura, pessimismo, falta de esperança, dificuldade de concentração e vontade de morrer.


 

E diz que alguns sintomas corporais ou somáticos também podem aparecer:


 

“Sendo mais frequentes a insónia, a perda de peso com falta de apetite, o cansaço e a falta de energia.
Podem existir outras queixas como: disfunções gastrointestinais, vertigem, dores e cefaleia.”Na terceira idade, os sintomas da depressão podem passar despercebidos, pois geralmente são atribuídos a efeitos secundários de medicamentos, a uma doença física ou a manifestações emocionais transitórias.Desta forma, a família ou as pessoas próximas ao paciente devem prestar atenção e, se os sintomas persistirem por um longo período, devem procurar um especialista.


 

Como os familiares e amigos podem ajudar a pessoa deprimida


 

Envelhecer é inevitável na vida.
Mas a depressão não deve fazer parte da velhice.Os pesquisadores concordam que o diagnóstico e o tratamento precoce podem diminuir e prevenir as consequências emocionais e físicas da doença.


 

A APA fornece as seguintes orientações para pessoas mais velhas com depressão:


 

Seja consciente das limitações físicas
. Encoraje as pessoas mais velhas a consultarem um médico antes de mudar a dieta ou começar uma nova atividade que possa comprometer a sua resistência.


 

Respeite as preferências individuais
.Devido ao facto de as pessoas mais velhas tenderem a ser menos adeptas às mudanças no estilo de vida;elas podem ser relutantes a adotar novos hábitos ou fazer coisas que outras pessoas da sua idade gostam bastante. Um psicólogo especialista na terceira idade pode ajudar a desenvolver uma estratégia individual para combater a depressão.


 

Seja diplomata
.Uma pessoa mais velha com baixa auto-estima pode interpretar expressões de alento e estímulo bem intencionadas como uma prova do agravamento do seu estado. Outras pessoas podem chatear-se diante de qualquer tentativa de intervenção.Um psicólogo pode ajudar os seus amigos e familiares a desenvolver táticas positivas para lidar com este e outros problemas delicados.


 

Ofereça apoio.
Isto implica compreensão, paciência, afeto, estímulo e saber ouvir.


 

É preciso ter paciência
. O tratamento não faz maravilhas da noite para o dia. Há que se levar em conta o tempo que dura todo o processo, ainda mais quando é do tipo psicológico.


 

A maioria das pessoas que sofrem de depressão pode melhorar com um tratamento adequado;


 

baseado principalmente em medicamentos e psicoterapia, ajudando a pessoa deprimida a recuperar a sua capacidade para ter uma vida satisfatória.
 
Viver Feliz na Velhice, é Possível Imprimir e-mail

Viver Feliz na Velhice é Possível

 

Há algo a se levar em consideração sobre envelhecer - o contentamento e a satisfação aumentam com a idade. Uma pesquisa descobriu que as pessoas com 90 anos são mais felizes do que cidadãos que estão próximo ou acima dos 70 anos. Mas antes de começar a comemorar, você precisa garantir que vai chegar lá. Nunca é tarde demais para ter um novo começo. Mesmo se você negligenciar hábitos saudáveis no início da vida, ainda há benefícios em mudar seu estilo de vida agora. Você pode reduzir o risco de doenças cardíacas, câncer e fraturas ósseas fazendo mudanças inteligentes com exercícios e se alimentando de forma saudável. Confira algumas dicas para melhorar a sua vida depois dos 60: 1. Use a tecnologia para rastrear seus hábitos

Quando você começar a fazer mudanças, é útil ter uma imagem mais completa da sua saúde, e traçar o seu progresso lhe motivará a continuar essa jornada. Você pode monitorar seu exercício com monitores de atividade e pedômetros. É também possível registrar os exercícios feitos no dia e a ingestão de alimentos com aplicativos de smartphone e também monitorar a sua pressão arterial com uma máquina específica para essa função em casa. Use protetor solar com no mínimo SPF30 e diga adeus a rugas, porque o sol aumenta o envelhecimento.
3. Adote um animal de estimação

Animais de estimação podem ajudar a preencher o vazio de uma casa. Estudos têm demonstrado que as pessoas com animais de estimação têm menos colesterol e doenças cardíacas, e visitam o médico bem menos. Ter um cão também lhe dá uma razão para fazer uma caminhada diária, que é uma forma excelente de exercício.

 4. Pratique exercícios para reduzir suas chances de Alzheimer

Exercícios podem ajudar a impulsionar o fluxo de sangue para o seu cérebro e facilitar o crescimento de novas células cerebrais. Estudos têm demonstrado que exercício regular na meia-idade pode diminuir o risco de degeneração da memória cognitiva em 39%. Você não precisa entrar maratonas de muitos quilômetros. Bastam 30 minutos de caminhada, ciclismo ou jardinagem cinco vezes por semana. Isso é mais do que suficiente para impulsionar o fluxo sanguíneo.5. Redescubra as relações íntimas

Só porque você está envelhecendo não significa que você tem que renunciar a isso. É importante praticá-las como uma forma de exercício e para a sua felicidade. Com a idade, a experiência pode ser diferente, e melhor - você tem mais tempo, menos interrupções e sabe exatamente o que gosta.

 6. Cuidado com o sal

A pressão arterial tende a aumentar à medida que envelhecemos, e a causa disso muitas vezes está relacionada ao sódio. O sal está presente em alimentos embalados, enlatados e muitos outros produtos. Se você quiser combater o sódio naturalmente, coma uma banana. Seu alto teor de potássio mantém sua pressão arterial baixa e ajuda a diminuir o efeito do sódio em sua dieta.

 

7. Seja mais seletivo com suas escolhas de alimento

 

Como o metabolismo diminui com a idade, você precisa de menos calorias em sua dieta. Isso significa que você tem que ser mais seletivo sobre seus alimentos, escolhendo apenas os que são cheios de nutrientes. Boas escolhas são vegetais verdes, frutas ou alimentos fortificados com vitaminas, como cereais e leite. Também é aconselhável reduzir o consumo de doces e bebidas açucaradas, como elas tendem a ter muitas calorias e não são nada saudáveis.

 

8. Inclua gorduras boas em sua dieta

 

Embora seja uma notícia já antiga de que as gorduras saturadas causam estragos em suas artérias e coração, não é tão bem conhecido o quanto elas podem danificar a sua memória e concentração. Embora seja uma boa ideia reduzir os alimentos saturados em gorduras (por exemplo, carne vermelha e manteiga), é igualmente importante adicionar gorduras boas na sua dieta. Exemplos disso são peixes, sementes e nozes. Estas gorduras têm valor adicional para o seu coração e cérebro. Outra boa fonte de gordura saudável é o abacate.

 

​9. Escolha exercícios de fortalecimento

 

Um estudo recente descobriu que o treinamento de força regular ajudou a reverter o processo de envelhecimento nos músculos das pessoas mais idosas. Certifique-se de incluir aeróbica e exercícios de construção de músculos na sua rotina diária.

 

10. Seja social e voluntário

 Estudos mostram que as pessoas que socializam com a família e amigos têm menores riscos de problemas de memória e geralmente têm mentes mais nítidas. Da mesma forma, o voluntariado tem sido associado à longevidade e taxas mais baixas de doenças cardíacas. Estudos revelam que quanto mais cedo você começar, menor será o risco para a saúde.

11. Inclua exercício de equilíbrio em sua vida

Ao escolher uma forma de exercício, considere o Tai Chi ou outros movimentos que usam o equilíbrio mental e corporal como base. Isso pode ajudá-lo a evitar futuras quedas e ferimentos. Um estudo descobriu que seis meses de Tai Chi ajuda a reduzir as chances de cair pela metade.

12. Participar na aprendizagemBuscar novas experiências mantém a mente jovem e saudável, porque elas ajudam a construir novos caminhos no cérebro. Experimente um novo idioma, um instrumento musical ou novos hobbies. Isso também pode ajudá-lo a fazer novos amigos e expandir suas opções de emoção e felicidade.
 
Vitamina D: como obter os seus benefícios Imprimir e-mail

 

Vitamina D: como obter os benefícios desta substância

Esta vitamina é um nutriente e também um hormônio, que pode ser conhecido como Calciferol. O que muitos de nós não sabemos é que podemos obter este nutriente de duas formas: a principal fonte dá-se na formação endógena nos tecidos cutâneos – dentro da pele, após a exposição à radiação solar. A outra fonte alternativa, mas que não é tão eficaz como a primeira, é a dieta, a ingestão de alimentos ou suplementação, que supre apenas 20% das necessidades corporais.

Estamos acostumados a associar como função da vitamina D apenas a sua participação ativa no metabolismo ósseo, fixando o Cálcio nos ossos e dentes. Há décadas, profissionais de saúde pensavam que esta vitamina somente seria boa para manutenção de dentes e ossos saudáveis. No entanto, recentes avanços na ciência têm nos apresentado outras faces importantes desta vitamina, ao revelar o seu papel multifuncional para o bom funcionamento do corpo humano e a sua capacidade de reduzir o risco de doenças que antes não associávamos à sua ação.

Vejamos algumas das suas ações:

1. Auxilia a produção e liberação de insulina pelo pâncreas, responsável por controlar o açúcar no sangue;
 

2. Participa do processo de produção das células de defesa do nosso organismo, melhorando a imunidade;

3. Controla as contrações do músculo cardíaco, além de prevenir a fraqueza muscular do corpo;

4. Inibe, nos rins, a produção de uma enzima chamada renina, que está envolvida na produção de hormônios que aumentam a pressão arterial;

5. Acredita-se que pode prevenir doenças como Alzheimer e cancro da mama, visto que os pacientes portadores, na maioria dos casos, possuem baixas taxas desta vitamina.

O especialista em vitamina D, Dr. Michael F. Holick, traz-nos um importante ponto de atenção: “A Vitamina D é produzida pela pele em resposta à exposição e radiação ultravioleta da luz solar natural. Os saudáveis raios de luz solar natural que geram a vitamina D na nossa pele não atravessam o vidro, por isso, o nosso organismo não a produz quando estamos no carro, escritório ou dentro casa. É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta, por isso a exposição à luz solar é a única maneira confiável para o seu corpo dispor de vitamina D”.

Mesmo sabendo que a nossa principal fonte da Vitamina D é a que obtemos via exposição solar, precisamos de estar atentos ao consumo de alimentos que são fontes deste nutriente, para nos auxiliar a manter os níveis saudáveis desta vitamina no organismo:

Fontes principais e quantidade de Vitamina D

Leite fortificado – 1 copo 100 UI
Gema de ovo – 1 unidade 26 UI
Carne de algumas espécies de peixes (cavala, arenque e salmão, sardinha e atum) – 100g 88 UI
Fígado de boi – 100g 24 UI

OBS: A necessidade diária de vitamina para adultos é de 600 a 800 UI por dia.

Vamo-nos expor ao sol pelo menos 15 minutos por dia; além de procurar consumir as fontes alimentares de vitamina D para garantir todos os seus benefícios.

É preciso ir ao nutricionista e ao médico para fazer a avaliação dos níveis da vitamina no sangue, e avaliar a necessidade de se fazer a suplementação.
 
Contemplar Cristo no irmão doente Imprimir e-mail
 Como contemplar Cristo no irmão doente?     

 

Diante de alguém doente, é preciso levar palavras de esperança e consolo A doença é uma realidade que ninguém deseja, no entanto, ela chega sem pedir licença, e muitas das suas visitas vêm para tirar a paz no lar de muitas famílias.

Contudo, mesmo na doença, nós cristãos somos convidados a fazer como Jesus Cristo, e com Ele, o caminho da cruz. Muitos foram os santos e santas que a Igreja já canonizou, que fizeram das suas enfermidades um caminho de santificação e purificação.  

 

Na família, onde se encontra uma pessoa doente, os membros dela precisam de estar imbuídos do Evangelho para, diante da doença e do tratamento, ser um sinal de esperança e consolação. Além dos cuidados médicos e o tratamento com medicação, a pessoa doente necessita de amor, carinho e atenção.  

 

Em muitos casos, há pessoas que são totalmente dependentes dos seus familiares para se movimentar, tomar banho, alimentar-se, fazer as necessidades fisiológicas; isto devido a uma doença degenerativa ou paralisia.

Todos conhecemos pessoas que têm este tipo de doença e passam por tais tratamentos, que viver assim é uma humilhação, é vergonhoso.  Pode até ser vergonhoso, que realmente se sintam assim, pois como deve ser difícil – emocional e psicologicamente – para uma mãe doente, que faz o uso de fraldas, ter que depender de um filho homem ou do próprio esposo para trocá-la e dar-lhe banho!

Para quem vive tal realidade, que esta seja uma oportunidade de se unir à cruz de Cristo e oferecer cada minuto da sua vida ao Senhor em atitude de louvor. O caminho do cristão é o mesmo que Cristo passou, um caminho de sofrimento e cruz. Pois, temos a certeza de que com Ele venceremos todas as tribulações.  

 

Se estás no outro lado, como um membro da família que cuida do irmão, do filho, pai, mãe, cônjuge, nora, genro ou qualquer pessoa que tenha outro grau de parentesco, é a tua chance de praticar o Evangelho. No “irmão doente” tu contempla o rosto de Cristo.  

 

Que bom seria se aprendêssemos que os familiares enfermos são um sinal privilegiado da presença de Jesus sofredor no meio de nós.  

 

Para vencer e superar o cansaço e a rotina, a família deve contar uns com os outros no auxílio e ajuda mútua, no cuidado com o membro enfermo. Por isso, a necessidade de diálogo e compreensão na divisão dos gastos financeiros, principalmente, na vida de oração.  Sem vida de oração e intimidade com Deus, cuidar de um membro da família que está doente torna-se um peso em pouco tempo, gera murmuração.

Devemos sempre colocar-nos no lugar do outro e perguntar: “E se fosse eu o doente, o enfermo, como é que eu gostaria que me tratassem? Jesus disse: “Orai uns pelos outros para que sejam curados”.

Diante de uma doença, a primeira coisa a fazer é procurar um tratamento médico, mas devemos ter também a coragem de reunir a família e orar pela pessoa doente. A oração é também fonte de cura e libertação.  O Papa Francisco diz: “Como eu queria que fôssemos capazes de ficar ao lado do doente da maneira de Jesus, com silêncio, carícia e oração!” Está aí o convite do nosso querido Papa: façamos o esforço de pô-lo em prática, primeiramente em nossa casa, com os mais próximos.    “’Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar?’ Responderá o Rei: ‘Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes’” (Mateus 25,39-40).
 
Enxaqueca e dor de cabeça Imprimir e-mail

 

ENXAQUECA E DOR DE CABEÇA: CAUSAS E TRATAMENTOS

  

A enxaqueca é uma dor que envolve um lado da cabeça, e daí deriva o nome do árabe, que faz a pessoa sofrer durante minutos de uma dor muito intensa, daí a característica importante. Muitas pessoas dizem ter enxaqueca, mas na maioria das vezes diz respeito a outros tipos de dores de cabeça.

Ela é muito mais frequente nas mulheres do que nos homens e costuma aparecer pouco antes, durante e depois da menstruação. A enxaqueca tem algumas características que tornam fácil o seu reconhecimento.

  

A gravidade da dor é medida se atrapalha ou não as atividades de rotina.

  

Outra característica importante é o tipo de dor. A dor na enxaqueca é latejante ou pulsátil, ou seja, em geral, ela é de um só lado da cabeça e costuma durar mais de 4 horas, podendo doer durante 2 a 3 dias. A dor aumenta quando a pessoa faz algum movimento com a cabeça, principalmente o ato de abaixar a cabeça para pegar alguma coisa. A luz, o barulho e os perfumes costumam desencadear ou aumentar a intensidade da dor.Alguns alimentos como chocolate, embutidos (salames, salsichas, etc) e vinho tinto são desencadeantes comuns de crise.

 

Para o diagnóstico da enxaqueca, é necessário que o médico conheça em detalhes a história clínica do paciente, além de fazer exame físico neurológico. Geralmente, não é necessário nenhum exame laboratorial para o diagnóstico de enxaqueca.  

A aura mais comum é a aura visual. Ela se caracteriza-se pelo aparecimento de pontos brilhantes que vão migrando ao longo do campo visual ou, às vezes, por imagens coloridas em ziguezague. Às vezes, pode acontecer temporariamente a perda da visão num pedaço do campo visual nos dois olhos. 

 A enxaqueca pode ser tratada em dois momentos: na crise aguda – no momento em que a dor começa – ou quando o paciente sente que vai ter a dor; e na prevenção de novas crises. O tratamento pode ser feito com medicamentos ou não.

 

Tratamento não-medicamentoso

  O tratamento não-medicamentoso consiste na orientação das pessoas com enxaqueca. Em geral, mudança de hábitos alimentares e do sono.

 Tratamento medicamentoso

  a) Tratamento profilático: o que é a profilaxia da enxaqueca? 

Profilaxia da enxaqueca ou tratamento profilático da enxaqueca é o uso de medicamentos com a finalidade de  prevenir as crises de dor diminuindo a sua frequência e intensidade. 

Para isto usamos:  Betabloqueadores, Anticonvulsivantes, Antidepressivos tricíclicos, e medicamentos afins.  b) Tratamento da crise aguda 

A crise leve de enxaqueca pode ser tratada somente com medicamentos para a dor como a aspirina, a dipirona, paracetamol, antiinflamatórios. Quanto mais cedo tomar a medicação, mais rápido virá o efeito. Então a medicação analgésica deve ser tomada assim que a dor começa ou, às vezes, quando a pessoa sente que vai ter a dor.Os triptanos são medicamentos que podem tratar a crise de dor já instalada. Mas são muitos caros. 

Concluindo, se você já sentiu sinais e sintomas descritos acima, procure um Neurologista e saiba que há tratamento, que o mesmo é eficaz e que pode melhorar muito a sua qualidade de vida.
 
5 Vantagens de uma caminhada diária Imprimir e-mail

 

5 Vantagens de uma caminhada diária

  1. Neutraliza os efeitos de genes responsáveis pelo aumento de  peso.
Pesquisadores de Harvard estudaram  32 genes que promovem a obesidade em mais de 12.000 pessoas para determinar quanto esses genes realmente contribuiriam  para o peso corporal. Descobriram que, entre os participantes do estudo que caminharam rapidamente cerca de uma hora por dia, os efeitos desses genes foram reduzidos  para metade.
  1. Reduz ansiedade por doces e chocolates
Estudos da Universidade de Exeter descobriram que, uma caminhada de 15 minutos por dia, pode eliminar os desejos de chocolate e até mesmo reduzir a quantidade de chocolate que você come em situações estressantes. Além disso, estudos recentes confirmaram  que a caminhada pode reduzir a ansiedade de ingestão de uma variedade de lanches açucarados.
  1. 3. Reduz o risco de desenvolver cancro da mama.
É do conhecimento científico que qualquer tipo de atividade física atenua o risco de cancro da mama. Um estudo recente, da American Cancer Society, revelou  que as mulheres que caminharam sete ou mais horas por semana tiveram um risco 14% menor de cancro da mama do que aquelas que caminharam três horas ou menos por semana.
  1. Protege as articulações
Vários estudos descobriram que a caminhada reduz a dor relacionada com a artrite, e que a caminhada de 8 a 10 quilómetros  por semana pode até mesmo prevenir a artrite. A caminhada protege as articulações – especialmente os joelhos e quadris, que são mais suscetíveis à osteoartrite – por lubrificação das mesmas e fortalecimento dos músculos que as suportam. 
  1. 5.  Protege contra gripes e resfriados
Andar a pé pode ajudar a protegê-lo durante a temporada de gripes e resfriados. Um estudo de mais de 1.000 homens e mulheres descobriu que aqueles que caminharam pelo menos 20 minutos por dia, pelo menos 5 dias por semana, tinham 43% menos dias de doença do que aqueles que se exercitavam uma vez por semana ou menos. No caso de ficarem doentes, a duração da gripe foi menor nas pessoas que caminhavam regularmente.
 
Acabar com a humidade "mofo"... Imprimir e-mail

 

ACABAR COM A HUMIDADE "MOFO"... NAS GAVETAS, ARMÁRIOS, CALÇADO...

Solução barata para combater o mofo nos armários
.
Fiz umas trouxinhas  com 5 gizes e espalhei por todas as gavetas,  repartições do guarda-roupa e olha que ajudou  muito.

Ah... e não suja, nem mancha as roupas  de branco
.

Preste atenção. Quando o  mofo acaba, para onde vai a humidade? É claro que ela fica presa no giz  que é um material altamente higroscópico (que atrai humidade). Então, ia esquecendo de dizer o seguinte: vai chegar um momento em que  o giz ficará saturado de humidade (água) e não vai mais atrair a humidade. Qual é a solução?

Coloque o giz num  forno em temperatura branda para retirar a humidade do giz e volte a usá-lo como se fosse novo.

Esta é a grande vantagem do giz, poder se recuperar.

 
3 Pontos infalíveis para o fracasso da sua dieta Imprimir e-mail

 

Três pontos infalíveis para o fracasso da sua dieta  

Hoje, existem milhares de dietas, às quais colocamos fim antes mesmo de as começar.

Se quer acabar com o teu projeto de emagrecimento de forma rápida e eficaz, lê com atenção estes três itens:

1º Conta ao maior número de pessoas possível que estás de dieta

Todos os domingos eu divulgava aos amigos que o meu projeto “Desta vez é para valer e vou provar que isto é verdade”, iria começar na segunda-feira e eu emagreceria para sempre. Como se o facto de outras pessoas saberem disso me atribuísse segurança e certeza de que iria até ao fim no meu propósito, já que teria de apresentar algum resultado para elas. Mas estava redondamente enganada. A única coisa que conseguia com isso era ter amigos, família, parentes, conhecidos, vizinhos, na minha cabeça, o tempo todo, cobrando-me pelo propósito furado e dizendo que eu precisava de emagrecer. Coisa terrível!

O problema maior, no entanto, era que, a cada nova tentativa, eu ficava ainda mais desacreditada perante o grupo e perante mim mesma, o que fatalmente atingia minha autoestima, baixando-a. Por inúmeras vezes, julguei não ser capaz de emagrecer e cheguei a pensar que seria gorda pela vida toda, e infeliz. Péssima perspectiva. Como as pessoas não entendiam o que se passava no meu interior, e muitas vezes nem eu sabia decifrar isso, elas tentavam ajudar-me como podiam, porém era sempre de forma errada. Isso mais me atrapalhava do que ajudava. Portanto, pense bem no que tem feito para ajudar alguém com problemas de obesidade. Ela precisa de se sentir acolhida por si e não testada.

2º Emagreça para provar a alguém que é capaz deste grande feito

Emagrecer não é tarefa fácil, mas é totalmente possível quando existe significado consistente e plausível para isso. A primeira exigência é que o sentido do emagrecimento esteja totalmente ligado a si.

Eu já fiz muitas dietas de evento. Já emagreci para ser madrinha de casamento, para o meu aniversário de 15 anos, para a minha formatura de segundo grau… Enfim, eu queria provar às pessoas que eu era capaz de emagrecer, especialmente em eventos sociais, onde seria vista por muitas delas. Porém, em todos esses casos, o prazo de validade do emagrecimento correspondia quase que à data do evento, já que, a partir dali, automaticamente, eu voltava a comer como se fosse uma pessoa magra por natureza e sem problema algum com a balança. Mentia a mim mesma, e acreditava que esta farsa iria funcionar.

Ah, mas não demorava muito para eu perceber que tinha inflado novamente. Cada vez que isso acontecia, eu aumentava pelo menos cinco quilos em relação ao meu peso anterior, o qual, diga-se de passagem, já estava de “ótimo tamanho”. A sensação era de total humilhação. Só quem já passou ou passa por isto sabe e compreende do que estou a falar. E o motivo era simples: Já havia “provado” às pessoas que eu era capaz de emagrecer. Portanto, o sentido do emagrecimento realmente tinha sido alcançado e eu já estava autorizada a cessar o processo.

A única coisa que você tem de provar para si mesmo é o quanto você é valoroso como ser humano exatamente da maneira como é: com as suas qualidades e talentos, as suas limitações e desacertos. Você merece emagrecer para ter qualidade de vida, saúde, um futuro saudável, para se sentir bem, belo, confortável no seu próprio corpo e no mundo, para desempenhar melhor a sua missão, para ser feliz e realizado, enfim, entre inúmeros outros motivos. Tudo isto vai muito além do factor estético que por si só é vazio e sem graça. Absorver isto permitir-lhe-á conquistar um estilo de vida capaz de mudar os seus hábitos para sempre, sem sofrimento descabido e com a possibilidade de colher muitos frutos, muito além do que você imagina.

3º Deseje ter o corpo exatamente igual ao de fulano de tal

Na época, o meu sonho era ter o corpo da atriz Cristiana Oliveira, que, por coincidência, tinha emagrecido mais de trinta quilos. Eu colocava a foto dela na porta do meu frigorífico para que me servisse de inspiração. Só a diferença de altura entre mim e ela era de vinte centímetros para menos! Além disso, queria ter o rosto da também atriz na época, Luciana Vendramini. Coisa simples e natural se, por acaso, eu fosse uma boneca de montar. Você não tem noção do tanto de energia e tempo que eu gastei nisso, masque nada mudou, é claro. Eu emagrecia, mas não ficava com o corpo igual ao dela de jeito nenhum; a não ser o branco dos olhos, que era igualzinho! Nesta lenga-lenga toda, eu acabei não por não dar atenção ao meu próprio corpo, e o emagrecimento que tinha conquistado com tanto trabalho não tinha a importância devida. Por isso, não me sentia satisfeita; daí até à decepção, era um passo. Eis que o efeito dominó piorava cada vez mais o meu quadro. Engordava, engordava, engordava…

Só emagreci de forma eficaz quando aceitei o meu corpo exatamente da forma como ele é: sou baixa, tenho pernas e braços roliços, quadril largo, barriga protuberante, celulite, estria… Enfim, este é o meu corpo, é ele que me sustenta no mundo, é o invólucro da minha alma, é ele que me leva a todos os lugares e me permite desfrutar da vida. O meu corpo contém a minha história, literalmente; ele é sagrado e, por isso, profundamente valoroso e precisa de ser tratado como tal.

Como é que você tem tratado o seu corpo? Onde, de que forma e com quem tem buscado respostas para as suas aspirações? Tire um pouco de tempo do seu dia para responder às suas próprias dúvidas. A resposta que você precisa está dentro de você, bem perto. Tenha um ótimo trabalho de descoberta!

 
Segredos das pessoas que nunca adoecem Imprimir e-mail

Segredos das pessoas que nunca adoecem

Cinco povos ao redor do mundo destacam-se pela longevidade: vivem, em média, dez anos mais do que o restante da humanidade.

Os seus principais hábitos de viver:

1. Beber água mesmo sem ter sede

A água está para o corpo humano como o combustível para o carro. Isso porque, sem manter os nossos níveis hídricos sempre abastecidos, todo o organismo sofre. O líquido ajuda a aumentar a saciedade, evitando compulsões que podem levar ao sobrepeso e ao aparecimento de diversas doenças, ao mesmo tempo que mantém a saúde do sistema renal. “É o baixo consumo de água que resulta em urina concentrada e na maior precipitação de cristais, justamente o que leva à formação das pedras nos rins”.

2. Ir ao dentista regularmente

 A boca é como um espelho a refletir a saúde do organismo. Daí a importância de permitir que um profissional a examine cada seis meses. “Muitas doenças como diabetes, alterações hormonais e lesões cancerígenas podem ser detectadas numa consulta de rotina”. Além disso, o tratamento das cáries deixa o organismo protegido contra inúmeras doenças. “Cáries não tratadas podem se tornar a porta de entrada para micro-organismos, que poderão atingir órgãos nobres como coração, rins e pulmões”.

3. Ingerir mais nozes

Experimente comer duas unidades de nozes todos os dias. Este é um dos segredos dos Adventistas da Califórnia. Cerca de 25% deles comem nozes cinco vezes por semana. E diminuíram pela metade o risco de problemas cardíacos.

4. Temperar com alho

 “Ele melhora a saúde do coração, diminui os níveis de colesterol, a pressão arterial e potencializa as nossas defesas”.

5. Comprar alimentos regionais

 Se puder privilegiar alimentos produzidos na sua região, a sua saúde sairá ganhando. Isto porque os produtos da safra, que não recebem uma grande quantidade de conservantes, em geral, são muito mais ricos em nutrientes. Agora, se puder ir pessoalmente à feira ou à quita do bairro, tanto melhor.

6. Comer mais frutas

 Aumentar o consumo de produtos de origem vegetal é uma das medidas mais significativas na prevenção de doenças crónicas. “Frutas, legumes e verduras possuem uma quantidade de vitaminas antioxidantes, boas gorduras e fibras, que supera em muito a dos alimentos industrializados”.

7. Aprender a planear

 A tensão constante é extremamente prejudicial à saúde. “Ela afeta o funcionamento do sistema nervoso, hormonal e imunológico”. Uma boa maneira de controlar essas reações é não deixar todos os compromissos para a última hora. “Acostume-se a anotar as suas pendências numa lista”.

8. Fracionar a dieta

 Comer mais vezes ao dia e optar por porções menores é um modo inteligente de manter o peso estável. “Os jejuns prolongados desencadeiam uma fome tão intensa que é fácil exceder-se nas refeições”. Quando dividimos a nossa alimentação diária em cinco ou seis refeições, também estamos a dar uma força ao processo de digestão e ao intestino, evitando sobrecargas.

9. Aproveitar o contacto com a natureza

Sinta o cheiro da grama molhada, escute os pássaros, sente-se à sombra de uma árvore… Pratique esta terapia sempre que possível, já que ela é altamente relaxante. “A vegetação transfere humidade ao ar e, portanto, o ambiente fica ionizado negativamente. Isto provoca uma reação química no organismo, gerando uma sensação de muita calma”. As atividades ao ar livre também contribuem para a recuperação de pacientes: “Quando observam a natureza, eles tiram a atenção da doença”.

10. Levantar peso

 A ideia não é apenas ficar forte. “Um dos principais benefícios é o aumento da densidade óssea, auxiliando na prevenção da osteoporose e na reversão da sarcopenia (diminuição no número de sarcómero, a unidade do músculo esquelético). Isto evita a incapacidade funcional, muito comum em idades avançadas”.

11. Ser um voluntário

 Se ainda não conseguiste um tempo para isto, é bem provável que não tenhas encontrado a causa certa. “Quando se apaixonar de verdade por um trabalho social, acabará colocando-o na lista de prioridades”.

12. Celebrar a vida

 Não espere algo de extraordinário acontecer, mas acostume-se a comemorar as pequenas vitórias. Esta é a receita de longevidade dos italianos que vivem na Sardenha, uma das Blue Zones. Eles chamam a atenção pela disposição que têm para festejar tudo e todos.

13. Cultivar a sua fé

“A religião dá sentido às buscas e conquistas do ser humano, dá uma nova dimensão às vitórias e também às perdas. Além disso, orienta e ajuda as pessoas a tomar decisões difíceis”.

14. Trocar o café pelo chá-verde

 Ainda que precise do café para acordar, faça a substituição. Afinal, o chá verde também contém cafeína, que funciona como estimulante. O bom é que ele oferece outros extras. “Diversos estudos mostram que a bebida atua na prevenção e no tratamento de doenças como Alzheimer e Parkinson”.

15. Usar pouco as carnes vermelhas

 Embora sejam importantes fontes de ferro, são alimentos de difícil digestão e, portanto, retardam o funcionamento intestinal. Então, se você é do tipo que não pode viver sem um bifinho, contente-se com um filé médio por dia.

16. Praticar mais atividade aeróbica

 Pode ser uma caminhada ou uma corrida. Este tipo de exercício tem impacto direto sobre os fatores de risco associados à hipertensão, ao diabetes e à obesidade. “A prática regular melhora a força e a flexibilidade, fortalece ossos e articulações, facilita a perda de peso e diminui o colesterol”.

17. Encontrar o seu grupo de amigos

 Se você gosta de desporto, certamente irá sentir-se bem com amigos que também gostam. Portanto, faça um esforço para encontrar pessoas com quem possa partilhar e trocar ideias. “Uma das atitudes mais importantes para garantir a longevidade é cercar-se de pessoas que lhe vão dar suporte e que conectam ou reconectam você com o sentido maior que você dá à sua vida”.

18. Ser agradável

 Facilita a convivência social e cria vínculos com pessoas que poderão apoiá-lo quando necessário. Mas como tornar-se uma pessoa agradável? “Para isso, é preciso ser interessado e não apenas interessante. Pessoas simpáticas perguntam-lhe como está, em vez de falarem apenas de si mesmas”.

19. Definir os seus objetivos

 É o que os moradores de Okinawa chamam de ikigai e os habitantes de Nicoya nomeiam de plano de vida. Seja como for, o facto é que eles têm muito bem definidas as razões de viver e investem nestes propósitos.

20. Guardar o despertador na gaveta

 Dormir bem significa dar ao corpo a chance de se recompor totalmente. “Se você se deita, dorme logo e acorda bem disposto, pode dizer que tem um sono de qualidade”. Quem não tem, corre um risco muito maior de adoecer. “Aqueles que dormem pouco podem ter um aumento do colesterol e dos triglicerídeos”.

21. Apostar nos integrais

 Não basta comer pão integral. Com um pouco de criatividade, é possível incluir a farinha e aveia integrais na preparação de inúmeros pratos. Quer um bom motivo para fazer isso? Pois saiba que os alimentos não processados oferecem um aporte muito maior de nutrientes. “No processo de refinamento, o germe dos grãos são retirados, restando praticamente o amido”.

22. Pensar na sua vocação

 Fazer o que gosta é uma forma eficiente de afastar o estresse. Além disso, é interessante que o seu tipo de trabalho seja capaz de fazê-lo sentir-se realizado. Por último, saiba que aquele que se empenha numa carreira para a qual há um sentido profundo, além da manutenção da renda, sente-se mais motivado a investir na atualização dos conhecimentos. E estudar, como já vimos, é um santo remédio para o cérebro.

23. Dar os seus pratos grandes

 A população de Okinawa descobriu um modo de comer 30% menos: eles utilizam pratos de apenas 23cm de diâmetro. “Há experiências promissoras sendo realizadas por meio da restrição calórica orientada, que já se mostrou capaz de aumentar o tempo de vida de animais de laboratório em 60%”.

24. Ter atitudes positivas

“As emoções fazem parte daquilo que somos e, portanto, são capazes de provocar reações físicas muito claras. As positivas curam e determinam uma maior e melhor qualidade de vida”.

25. Emagrecer a despensa

 Na hora da compra, elimine os alimentos que possuem qualquer quantidade de gordura trans e evite os que contêm gorduras saturadas. E por um motivo simples: as chamadas gorduras ruins têm relação com o aumento dos níveis de colesterol LDL e triglicerídeos, fazendo crescer o risco de infarto e de acidente vascular cerebral. “Além dos industrializados, convém tomar cuidado com os alimentos de origem animal, como carnes gordas”.

26. Saber como usar a soja

 Em Okinawa, no Japão, o consumo de produtos da soja é o maior de todo o mundo. O resultado? Dos cerca de 1 milhão de habitantes locais, mais de 900 pessoas já passaram dos 100 anos. “O consumo frequente reduz os riscos de doenças cardiovasculares”.

27. Estudar sempre

 Manter as atividades intelectuais é uma maneira de garantir anos extras de vida e muito mais saúde, principalmente nas idades avançadas. “Exercitar o cérebro vai deixá-lo mais protegido contra doenças. Na prática, isto significa um risco menor de limitações físicas, mesmo se algo der errado porque, neste caso, a recuperação será muito melhor”.

28. Ter um dia só para você

 Os habitantes de Loma Linda, na Califórnia, recolhem-se em suas casas aos sábados e aproveitam a ocasião para meditar e orar. E este parece ser mais um bom hábito que nos poderíamos esforçar por copiar. Afinal, estas pessoas vivem de cinco a dez anos mais que o resto da população americana. “Se for impossível fazer isto, tente conseguir pelo menos 15 a 20 minutos por dia para não fazer nada, ou melhor, para pensar apenas. É como marcar uma reunião consigo mesmo”.

29. Apagar o cigarro

 Quem tem menos 40 anos e fuma até 20 cigarros por dia tem quatro vezes mais chance de sofrer um enfarte. Agora, se o consumo for maior, o risco sobe 20 vezes. A explicação é simples: as substâncias do cigarro levam à contração dos vasos sanguíneos, à aceleração dos batimentos cardíacos, além abaixar o HDL, que age como um protetor das artérias.

30. Ouvir a sua música

 A musicoterapeuta Maristela Smith, das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), tem uma receita interessante para quem quer tirar proveito da terapia da música. “Faça um CD com as músicas que marcaram positivamente a sua vida para criar a sua identidade sonora musical. Escute-o regularmente, principalmente quando estiver a precisar de melhorar o astral”.

31. Respirar com consciência

 Quando precisar de relaxar ou desacelerar o seu ritmo, faça a respiração completa. “Inspire calmamente o ar pelo nariz, contando três segundos. Então, bloqueie a respiração por um tempo, retendo o ar, e expire pela boca em seis segundos. Assim, você estará a actuar directamente sobre o sistema nervoso autónomo”.

32. Curtir os animais

 Mesmo que não possa ter um em casa, descubra aqueles com os quais possui mais afinidades e dê a si mesmo a oportunidade de tocá-los. Diz uma veterinária que a convivência com os bichos é uma rica fonte de benefícios psicológicos, físicos e sociais: “O contacto com os animais tem melhorado a vida das pessoas. Para alguns idosos, a experiência é tão positiva que eles chegam a diminuir o número de medicamentos que tomavam”.

33. Ser muito mais ativo

 Comece por descer antes do autocarro. Fazer mais atividades a pé ou de bicicleta, cozinhar, cuidar do jardim, brincar com o seu cachorro, todas essas maneiras de se mexer são válidas. “Um dos segredos da longevidade é encontrar meios de se manter sempre em movimento. De preferência, concentre-se em atividades que também lhe dão prazer, e os benefícios serão maiores”.

34. Desacelerar o ritmo

“Se você não cria um tempo para estar bem, terá que ter tempo para se cuidar quando ficar doente”. O primeiro estágio do estresse é a fase de alerta. Ele permite-nos realizar muitas tarefas em pouco tempo e aí sentimo-nos bem. Porém, quando persistimos na tensão, o organismo entra em fadiga.

35. Comer mais iogurtes

“Eles reforçam a nossa imunidade”. O que as bactérias vivas contidas nesses potinhos também fazem é melhorar o nosso humor. Afinal, é o intestino que responde pela produção de 95% da serotonina de todo o corpo.

36. Investir no ômega-3

 Peixes de água fria (salmão, arenque, sardinha, atum), sementes de linhaça moídas e óleos de peixe, de soja são ótimas fontes deste nutriente, que tem ação comprovada na redução dos níveis de colesterol e de triglicerídeos, além de ajudar no controle da pressão e de prevenir o risco de tromboses, que danificam os vasos sanguíneos. O composto ainda é coadjuvante em tratamentos neurológicos e de osteoporose.

37. Controlar o álcool

 A curto e médio prazos, o álcool pode engordar, acelerar o processo de envelhecimento e ainda aumentar a pressão arterial. A longo prazo, causa dependência e ainda compromete o funcionamento de todos os sistemas do corpo, com danos mais sérios para o fígado.

38. Brincar com as crianças

 É uma excelente estratégia para tirar o foco das preocupações, aproximar a família ou amigos e facilitar o contacto inter-geracional. E todos estes aspectos estão associados à longevidade. Porém, para funcionar, é preciso que se tenha um mínimo de afinidade com os pequenos.

39. Construir o próprio jardim

 Mexer com plantas e flores pode ser um hobby interessante e saudável, desde que você realmente consiga tirar prazer da atividade. “Este tipo de passatempo é muito válido para prevenir o estresse, tanto quanto fazer trabalhos manuais ou cozinhar. Só não pode tornar-se rotina e obrigação. Se a pessoa tem que cozinhar ou cortar a grama todos os dias, por exemplo, isso passará a representar, na vida dela, mais uma fonte de tensão. E aí os benefícios não virão”.

40. Desfrutar do sol

 Sentir na pele o calor dos raios solares não é somente uma receita para adquirir disposição e ânimo. Com cerca de 15 minutos de exposição, oferecemos ao corpo algo que só o sol pode dar: a energia necessária para a síntese de vitamina D. “O composto é importantíssimo na fixação de cálcio no organismo, prevenindo a osteoporose, além de fortalecer o sistema imunológico”.

41. Perdoar mais

“Para envelhecer bem, é preciso olhar para a nossa trajetória de vida aceitando os erros cometidos e desculpando-se por eles. Da mesma forma, é interessante perdoar aos outros, percebendo que não fomos apenas vítimas”. “Perdoar é retirar objetos pesados de uma mochila que carregamos”.

42. Dar uma chance à laranja

 Uma única unidade é capaz de prover a necessidade que o nosso corpo tem de vitamina C cada dia. “Protege contra o cancro, afasta aquela gripe chata e até ajuda a pele a recuperar mais rapidamente dos estragos promovidos pelo sol”.

43. Alongar o corpo todo

 Os problemas mais frequentes do aparelho locomotor, e que estão relacionados ao envelhecimento, são a perda da mobilidade e a osteoporose. “O alongamento, enquanto um treino da flexibilidade, é um dos principais fatores de manutenção da autonomia funcional em idosos”.

44. Descansar após o almoço

 Na Península de Nicoya, na Costa Rica, a sesta é um costume institucionalizado. E, em muitas outras partes do mundo, as pausas para um soninho também são comuns. “Para quem dorme pouco, esta pode ser uma estratégia compensatória”. É como renovar as energias, antes de recomeçar a jornada.

45. Priorizar as pessoas amadas

 Este é outro ponto comum dos que vivem nas chamadas Blue Zones. “Eles contam com famílias fortes e apoiam-se mutuamente”. As relações verdadeiras protegem-nos de situações adversas.

46. Esquecer o sal

 A redução do seu consumo é imprescindível para prevenir e controlar a hipertensão que, por sua vez, oferecem as condições favoráveis para que inúmeros problemas de saúde progridam rapidamente, tais como a insuficiência renal e as complicações cardíacas. “O sal em excesso faz o corpo reter mais líquido, o que, além de causar inchaço, também aumenta o volume sanguíneo, elevando a pressão nas artérias”. Para passar bem longe desse drama, vale cortar o sal de cozinha que adicionamos aos pratos durante a preparação, para colocá-lo apenas no momento de consumir, e sempre usando o bom senso. Outra dica é reduzir o consumo de condimentos, pratos prontos, embutidos ou enlatados.

47. Criar um tempo para a família

 A união e o apoio mútuo entre cônjuges, pais e filhos precisam de certo investimento de tempo e atenção. Mas como encontrar períodos livres para dedicar a essas pessoas todo o carinho que merecem? “Vale programar um jogo que possam fazer juntos, que permita confraternizar e trocar ideias”.

48. Usar as dicas diariamente

 Caminhar só nos fins de semana ou encontrar mais tempo para os amigos apenas nos períodos em que a rotina de trabalho sossega um pouco podem ser um bom começo, na tentativa de transformar a sua vida para melhor. É preciso, porém, garantir que mudanças pontuais se transformem em hábitos, para colher resultados significativos no que diz respeito à saúde e à longevidade.

Uma coisa importante é a disciplina; fazer da boa saúde uma prioridade, um hábito mesmo.

 
Esclerose múltipla: sintomas Imprimir e-mail

Esclerose Múltipla: o que é e quais são os sintomas?

A medicina ainda não sabe tanto sobre a esclerose múltipla. A causa não é conhecida ao certo, mas factores imunológicos e ambientais têm influência comprovada. Ainda não há cura, mas o tratamento e acompanhamento podem melhorar a qualidade de vida do paciente.

A doença age por meio da desmielinização dos neurónios (para entender, pense como se fosse um fio eléctrico desencapado) e da inflamação em diversos pontos do cérebro e medula em momentos diferentes. Cada vez que atinge uma área, produz um sintoma, uma crise. Depois, frequentemente, esse sintoma melhora e surge outro, muito diferente, em outra área do corpo.

Os sintomas mais comuns são: alterações visuais (inflamação do nervo óptico causando turvação visual, cegueira temporária, total ou parcial, e dor nos olhos); alterações na sensibilidade em alguma região do corpo como dor ou formigamento em braço, perna e tórax; dificuldade de movimento ou da força num ou mais membros; falta de controle dos esfíncteres (urina e fezes) e alterações no tronco cerebral com falta de coordenação motora, tremor, dificuldade para segurar objectos e labirintite. Há um sinal que não é muito frequente, denominado sinal de Lhermitte, uma sensação de choque que percorre a medula (espinha) quando se curva a cabeça para a frente. Este sinal, quando presente, é muito sugestivo da Esclerose Múltipla.

Por causa da grande variedade de possibilidades de sintomas e pelas características que surgem em momentos diferentes da vida, o diagnóstico pode ser difícil. Por isso é importante conhecer um pouco sobre a doença para estar atento. O acompanhamento é feito com o médico neurologista, com diagnóstico clínico, baseado nos Critérios de McDonald. A ressonância magnética cerebral e da coluna confirmam a suspeita ao mostrar lesões diversas em várias áreas.

Se percebeu em si alguns destes sintomas ou os vê em algum familiar, tenha coragem de procurar o médico. O diagnóstico precoce ajuda no tratamento e melhora a qualidade de vida. Deus está sempre próximo, vive em nós cada desafio que enfrentamos, cada vitória e cada derrota. Não há motivo para medo. Se estivermos em Deus, o que há de vir será sempre o melhor. A sua saúde é um dom que Ele lhe deu, e é seu dever cuidar do corpo da melhor maneira possível.

 
O segredo para uma vida saudável Imprimir e-mail

Boa alimentação, o segredo para uma vida saudável

Melhorar a alimentação é saída para uma vida saudável

Para falar sobre este tema, nada melhor do que começar com a frase de Hipócrates, considerado o “pai da Medicina”: “Que o seu remédio seja o seu alimento, e que o seu alimento seja o seu remédio”.

Saúde preventiva e curativa

Diante desta frase, já podemos perceber que o alimento pode exercer duas funções na nossa saúde: preventiva e curativa. A primeira tem a característica de evitar o aparecimento de doenças; a segunda já possui um efeito de tratamento para algum distúrbio ou alterações na nossa saúde, como altos níveis de Colesterol ou Triglicerídeos (que é o aumento de gorduras que circulam no sangue); Diabetes (altos níveis de açúcar circulando no sangue); Hipertensão Arterial (aumento da pressão arterial); além de alterações nos níveis de Vitaminas e Minerais, os quais, quando deficientes na alimentação, também podem provocar doenças como Anemias (quantidade insuficiente de Ferro) e até problemas de visão (por carência de Vitamina A).

Quando damos ao organismo bons nutrientes, significa que estamos a fornecer-lhe boas matérias-primas, para que funcione de forma saudável, equilibrando as nossas taxas.

Alimentação e vida saudável

Como saber se tenho uma boa alimentação e hábitos de uma vida saudável? Faça uma avaliação pessoal. Veja se consegue cumprir esta lista

1. Faço cinco a seis refeições por dia?
2. Incluo cereais integrais pelo menos uma vez ao dia no meu cardápio?
3. Consigo incluir carnes e outros alimentos fonte de proteínas (como leite e derivados, leguminosas) nas refeições pelo menos duas vezes ao dia?
4. Consumo frutas e verduras pelo menos duas vezes ao dia?
5. Evito consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras (fritos, bacon, queijos amarelos) e açúcares (doces, refrigerantes) ou consumo-os todos os dias?
6. Costumo consumir diariamente alimentos embutidos e produtos industrializados? Ou opto pelos alimentos na forna
in natura
?
7. Evito consumo excessivo de sal ou alimentos que o contenham em grandes quantidades (alimentos embutidos e de pacotes)?
8. Costumo tomar, pelo menos, oito copos de água por dia?
9. Tenho uma vida sedentária e não pratico atividade física pelo menos três vezes na semana?

Estes pontos podem nos ajudar a fazer uma auto-avaliação e perceber se temos cultivado hábitos saudáveis e identificar se temos uma alimentação equilibrada, com qualidade, que nos garanta efeitos preventivos ou curativos para a nossa saúde.

 
Transtorno bipolar: a verdade atrás dos mitos Imprimir e-mail

Transtorno Bipolar: a verdade atrás dos mitos  

Há muitos mitos sobre o transtorno bipolar, inclusive o facto de que a pessoa será fadada à tristeza.

Actualmente, ouve-se falar muito de transtorno bipolar. Há inúmeros artigos não especializados sobre este tema na imprensa. Em certo sentido, parece ser a doença dos famosos, já que muitos deles afirmam ser bipolares. A história da doença, porém, não tem brilho. Ao contrário, traz enormes prejuízos e sofrimentos aos pacientes, familiares e cuidadores, se não for bem tratada.

Há um pensamento comum de que o bipolar é a pessoa que “uma hora está triste e, logo depois, alegre, animada”. No entanto, o transtorno bipolar de humor ou espectro bipolar é caracterizado por períodos de depressão, manifestados por tristeza sem motivo, desânimo, perda do prazer nas actividades, lentidão da fala e dos movimentos, alterações do sono, pensamento negativo, ideia suicida, entre outros sintomas. Os sintomas também podem ser alternados com períodos de mania (não alegria), isto é, presença de ansiedade, agitação psicomotora, discurso e pensamentos acelerados, fuga de ideias, sentimento de poder, grandeza, irritabilidade e acções impulsivas como comprar vários carros, dar dinheiro, pular de um prédio… Este estado justifica o aumento de risco de suicídio nesses pacientes, como também o abuso de álcool e outras drogas, o que piora um quadro já bastante ruim.

Há muitos mitos sobre este transtorno. Estes três parecem ser essenciais.

1º – A pessoa bipolar vive alternando de um humor para outro?

 Não! Na maioria destes pacientes, o período de depressão prolonga-se, exceto nos “cicladores rápidos”, que geralmente são mais refractários ao tratamento.

2º – O transtorno bipolar só afecta o humor?

Isto é falso! A doença tem origem no cérebro, nas conexões entre neurónios e afeta tudo o que se faz, o que se pensa e, definitivamente, o que se é!

3º – Como não há tratamento eficaz, o bipolar está fadado a ter uma vida infeliz?

Não é verdade. Há tratamentos eficazes, unindo-se medicamentos, psicoterapia e educação familiar. Há bipolares que são um sucesso no trabalho e têm bom relacionamento familiar, embora não deixem de estar em constante estado de combate.

Conheces alguém assim? Já presenciaste o sofrimento dos que convivem com esta doença? Queres saber como ajudar? Desejas combater juntamente com eles?

Aqui deixo as armas mais atuais e as melhores estratégias para sairmos vitoriosos desta batalha. Não nos esquecendo de ver, em cada bipolar que busca tratamento, o cumprimento da palavra: mesmo enfermo eu sou guerreiro!

Quais são as armas para a luta?

Existem armas para lutar contra os sintomas da bipolaridade, o que torna melhor a vida do portador

1. Medicação – A medicação prescrita pelo médico assistente é importante e deve ser seguida criteriosamente. Ela é importante tanto para a estabilização do humor como para proteger o cérebro de degenerações e agravamentos da doença.

2. Psicoterapia – Terapia é fundamental. Uma boa abordagem pode auxiliar na harmonização de pensamentos, organização de relacionamentos e elaboração de novas estratégias para se enfrentar a enfermidade.

3. Psicoeducação – Conhecer a própria doença, entender melhor o seu padrão de humor e temperamento ajudam o paciente a enfrentar momentos de instabilidade de modo mais seguro e, consequentemente, obter maior sucesso no tratamento.

4. Hábitos de vida – A promoção de hábitos saudáveis e regulares de vida, comprovadamente, favorece a qualidade de saúde de forma geral. De modo particular, o portador de transtorno bipolar pode ser beneficiado com uma boa higiene do sono, uma rotina diária regular e a programação de suas atividades.

Unidos a estas armas há o apoio familiar que é, sem dúvida, essencial. Dentre tantas posturas e atitudes, algo muito importante que o cuidador, parente ou amigo pode fazer é ajudar na identificação de que os sinais de uma possível crise eventualmente se aproxima. A habilidade, desenvolvida a partir do conhecimento e da convivência podem muito ajudar, evitando danos e mantendo o quadro controlado por mais tempo.

Mas é preciso que o portador de transtorno bipolar tenha fé para que prossiga na luta diária pelo equilíbrio do humor. Não é fácil, mas seguindo o que o Senhor oferece a partir do conhecimento humano e da firme esperança ancorada n’Ele, é possível, depois de muito lutar, finalmente vencer. E, então, poder repetir como São Paulo o canto dos vitoriosos: “Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé” (II Timóteo, 4-7).

 

 

 
É importante e útil saber Imprimir e-mail

 É importante e útil saber.

Ir ao quarto de banho de noite:- pensei que não era bom sinal e é coisa chata mas vejam como pode ser útil....

* Estas recomendações  que seguem, não são exactamente de avozinha... MAS DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE.

* Água e noite... Conheço muitas pessoas que dizem que não querem tomar qualquer coisa antes de dormir, porá não terem o incómodo de se levantar durante a noite para ir à
 sanita.

Perguntei ao meu cardiologista porque é que as pessoas precisam de fazer chichi de noite, a resposta foi:

* A gravidade mantém a água na parte inferior do corpo quando se está de pé. (As pernas incham). Na hora de dormir, a parte inferior do corpo (pernas, etc.) está ao mesmo nível dos rins e é quando os rins
removem a água processada (suja), porque é mais fácil, pois todos nós precisamos de uma quantidade mínima de água para lavar as toxinas do corpo.

Muito importante, de acordo com Cardiologistas, o momento certo para beber água (Beber água em determinados momentos maximiza a sua eficácia no corpo):


* Dois copos de água quando se levanta - ajuda a activar os órgãos internos.
* Um copo de água 30 minutos antes de uma refeição - ajuda a digestão.
* Um copo de água antes de tomar banho, ajuda a reduzir a pressão arterial.
* Um copo de água antes de dormir, evita ataques cardíacos e derrames.

* Água, antes de dormir, também ajuda a evitar a cãibra nocturna nas pernas (coxas e barrigas das pernas) =os músculos das pernas estão à procura de hidratação, quando acontecem essas cólicas.

Beba água!

Um dos motivos da demência, em idosos, é causada por pouca ingestão de água.

A prevenção é o melhor remédio...

 
Esclerose múltipla Imprimir e-mail

 

Esclerose Múltipla: o que é e quais são os sintomas?  

Conhecer os sintomas da Esclerose Múltipla é importante para ter qualidade de vida

A Esclerose Múltipla (EM), uma doença crónica (evolução gradativa durante anos), que afeta o Sistema Nervoso Central (cérebro e medula) e interfere na capacidade de controlar áreas e funções do corpo. Seu início geralmente acontece entre 20 e 50 anos e é mais frequente em mulheres. Hoje, no Brasil, cerca de 35 mil pessoas são portadores de EM, mas o diagnóstico é difícil de ser dado, porque a doença pode ter sintomas muito variados e em áreas diferentes ao longo dos anos. Por isso, é muito importante que todos nós conheçamos um pouco sobre ela.

A medicina ainda não sabe tudo sobre a esclerose múltipla. A causa não é conhecida ao certo, mas factores imunológicos e ambientais têm influência comprovada. Ainda não há cura, mas o tratamento e acompanhamento podem melhorar a qualidade de vida do paciente.

A doença age por meio da desmielinização dos neurónios e da inflamação em diversos pontos do cérebro e medula em momentos diferentes. Cada vez que atinge uma área, produz um sintoma, uma crise. Depois, frequentemente, esse sintoma melhora e surge outro, muito diferente, em outra área do corpo.

Os sintomas mais comuns são: alterações visuais (inflamação do nervo óptico causando turvação visual, cegueira temporária, total ou parcial, e dor nos olhos); alterações na sensibilidade nalguma região do corpo como dor ou formigueiro no braço, perna e tórax; dificuldade de movimento ou da força num ou mais membros; falta de controle dos esfíncteres (urina e fezes) e alterações no tronco cerebral com falta de coordenação motora, tremor, dificuldade para segurar objetos e labirintite. Há um sinal que não é muito frequente, denominado sinal de Lhermitte, uma sensação de choque que percorre a medula (espinha) quando se curva a cabeça para a frente. Este sinal, quando presente, é muito sugestivo da Esclerose Múltipla.

Por causa da grande variedade de possibilidades de sintomas e pelas características que surgem em momentos diferentes da vida, o diagnóstico pode ser difícil. Por isso é importante conhecer um pouco sobre a doença para estar atento. O acompanhamento é feito com o médico neurologista, com diagnóstico clínico, baseado nos Critérios de McDonald. A ressonância magnética cerebral e da coluna confirmam a suspeita ao mostrar lesões diversas em várias áreas.

Se percebeste em ti alguns destes sintomas ou os vês em algum familiar, tem coragem de procurar o médico. O diagnóstico precoce ajuda no tratamento e melhora a qualidade de vida. Deus está sempre próximo, vive em nós cada desafio que enfrentamos, cada vitória e cada derrota. Não há motivo para medo. Se estivermos em Deus, o que há-de vir será sempre o melhor. A tua saúde é um dom que Ele te deu, e é teu dever cuidar do corpo da melhor maneira possível.

 
Chá de cascas de Nozes Imprimir e-mail

Chá de cascas de Nozes

 

10723264_527441884056898_1819629673_n

 

 

O excesso de colesterol será eliminado com o chá da casca de nozes, além disso, dissolve coágulo no sangue, elimina a nicotina do sangue, resíduos de remédios, ajuda a desbloquear as artérias bloqueadas e demais impurezas.

Importante que  saiba que uma artéria limpa é sinónimo de corpo saudável. Além de tomar o chá, realize uma alimentação mais saudável e balanceada que irá ajudar a eliminar o seu peso.

 

O chá terá uma acção preventiva quanto a problemas cardíacos, como:

  • Insónia;

  • Pressão Alta;

  • Bronquite Asmática;

  • Tonturas;

  • Enxaqueca;

  • Doenças Respiratórias;

  • Problemas de Sistema Nervoso;

  • Sinusite.

  •  

Ajuda no tratamento do:

  • Fígado;

  • Diabete;

  • Hepatite;

  • Gastrite;

  • Úlceras;

  • Infecção nos rins, Ovários e Bexiga;

  • Intestino Preso;

  • Feridas no Útero

Importante que  saiba que o chá de nozes é 100% natural e sem contra indicação. E encontrará nozes em qualquer loja de produtos naturais.

 

Como Fazer Chá de Nozes

Ingredientes

  • 1 colher de Sopa de Casca de Nozes ( A casca rija, aquela que se parte)

  • Se for comprar pode comprar já cascas de nozes moídas em lojas de produtos naturais, nesse caso coloque uma colher de chá de casca moída.

Como preparar

Basta ferver dois litros de água. Quando estiver fervendo coloque as cascas de nozes. Feito isto deixe ferver por cinco minutos e apague o lume. Antes de beber coe.

 

Como tomar:

Tome o chá sem açúcar
Tomar dois litros ao dia;
Pode tomar gelado ou quente. E não se preocupe se é gostoso ou ruim, pois não tem gosto.
O chá de casca de noz é especialmente recomendado para as pessoas que fuma e que vivem nas grandes cidades e estão sujeitas aos malefícios da poluição, o chá ajuda a limpas as toxinas do organismo, melhora a resistência pulmonar e aumenta as defesas do organismo.

 
Dieta da Bíblia Imprimir e-mail

Dieta da Bíblia

 

1º e 8º dia

•Manhã – 1 fatia de pão de centeio / 1 xícara de iogurte com 1 col.(sopa) aveia

•Almoço – 1 filé de peixe /prato de salada de pepino c/ cebola c/ 3 col.(sopa) de milho em conserva

•Lanche – 1 fatia de melão

•Jantar – 1 prato de lentilha cozida

•Ceia – 1 xícara de Chá de Zimbro

 

2º e 9º dia

•Manhã – 1 fatia de pão de centeio / 1 xícara de leite com 1 col.(sopa) de aveia

•Almoço – 1 bife médio de carne / 1 pepino grande cru com 3 col.(sopa) milho em conserva

•Lanche – 1 maçã

•Jantar – 1 prato de fava (vagem) cozida e 1 ovo cozido

•Ceia – 1 xícara de Chá de Zimbro

 

3º e 10º dia

•Manhã – 1 copo de suco de melão e 2 fatias de queijo

•Almoço – 1 filé de peito de ave / 1 salada de pepino c/ cebola e 3 col.(sopa) de milho em conserva

•Lanche – 5 ameixas pretas

•Jantar – 1 ovo cozido e 1 prato de lentilha cozida

•Ceia – 1 xícara de Chá de Zimbro

 

4º e 11º dia

•Manhã – 1 fatia de pão de centeio / 1 xícara de leite com 1 col.(sopa) de aveia

•Almoço – 1 bife bovino médio / 1 prato de fava (vagem) cozida c/ 3 col.(sopa) milho em conserva

•Lanche – 1 cacho de uvas

•Jantar – 1 prato de lentilha cozida

•Ceia – 1 xícara de Chá de Zimbro

 

5º dia

1.Manhã – 1 fatia de pão de centeio / 1 xícara de iogurte com 1 col.(sopa) aveia

2.Almoço – 1 filé de peito de ave /prato de salada de pepino c/cebola e 3 col.(sopa) milho em cons.

3.Lanche – 1 maçã ou/10 amêndoas / 10 azeitonas

4.Jantar – JEJUM – somente ingerir água

 

6º dia - •Manhã – JEJUM – somente ingerir água

•Almoço – JEJUM – somente ingerir água

•Lanche – JEJUM – somente ingerir água

•Jantar – prato de lentilha cozida /prato de salada de pepino c/ cebola/ 3 col.(sopa) milho em cons

•Ceia – 1 xícara de Chá de Zimbro

 

7º dia - •Manhã – 1 copo de suco de melão + 2 fatias de queijo

•Almoço – 1 filé de peixe grelhado + 1 prato de lentilha cozida

•Lanche – 5 ameixas pretas

•Jantar – 1 ovo cozido + 1 prato de fava (vagem) cozida e 3 col.(sopa) milho em conserva

•Ceia – 1 xícara de Chá de Zimbro

 
Limpe os seus rins Imprimir e-mail

Limpe os seus RINS

 

A SALSA

Os anos passam e nossos rins estão sempre filtrando o sangue, removendo o sal, veneno e tudo que seja prejudicial em nosso sistema. Com o tempo, o sal se acumula e isso precisa de um tratamento de limpeza, e ... como se livrar disso?

É muito fácil, primeiro pegue num ramo de salsa e lave muito bem, em seguida, corte em pedaços pequenos e coloque-o em uma panela e adicione água limpa (1 litro). Ferva por dez minutos, deixe esfriar, coe em uma garrafa limpa e coloque-o na geladeira.

Beba um copo por dia e você vai ver que todo o sal e veneno acumulado nos seus rins, começam a surgir ao urinar.

A Salsa é conhecida como o melhor tratamento de limpeza para os rins e é natural!

É um poderoso antioxidante: rejuvenesce a pele
• Contém beta-caroteno
• Rico em sais minerais como cálcio, fósforo, ferro e enxofre.
• Rico em clorofila: combate o mau hálito, ajuda a limpar o corpo de toxinas e excesso de gordura.

 
• Rico em vitamina C: previne o câncer, problemas cardíacos
e catarata e infecções e ajuda a fortalecer o sistema imunológico do corpo.

 
• Por ser rica em cálcio, é muito adequada nas dietas para combater e prevenir a osteoporose durante a menopausa.
É muito benéfico para as crianças e atletas.

 
• É diurética: ajuda a eliminar líquidos naturalmente. Para esse motivo, é usada em dietas para o tratamento de hipertensão e para a saúde dos rins.
• O alto teor de vitaminas e minerais faz com que seja ideal para o combate e prevenção da anemia, anorexia, fraqueza geral, cansaço, fadiga física e mental.
• Ideal para fortalecer cabelos e unhas.
• Muito bom para combater problemas de pele.
• Útil contra úlceras

 
Equilíbrio do organismo Imprimir e-mail

Equilíbrio do organismo

Nós expomo-nos a toxinas excessivamente e o nosso corpo necessita de ajuda para fazer a desintoxicação.

Uma das características que hoje trazemos nos hábitos alimentares, é o de consumirmos muitos alimentos industrializados e processados, com quantidades abusivas de açúcar, sal e gordura. Estes tipos de alimentos contêm em si muitos aditivos alimentares, conservantes e pesticidas, que podem prejudicar o organismo a curto ou a longo prazo.

Quando consumimos estes alimentos, as toxinas presentes neles, provocam um tipo de  “sufocamento” e levam ao envelhecimento e morte precoce das nossas células. E este distúrbio no bom funcionamento celular, é que traz as doenças.

Todos nós de alguma forma, estamos expostos a essas toxinas, mas o que nos cabe, é ajudar o nosso organismo a fazer o processo de desintoxicação, que ele faz naturalmente. Porém como nos expomos a essas toxinas excessivamente, podemos mudar alguns dos nossos hábitos alimentares para favorecer a desintoxicação.

Por isso é importante uma dieta que potencialize essa ação. Precisamos portanto de ingerir os alimentos corretos e abrir mão daqueles que prejudicam ainda mais o processo desintoxicante. O objetivo deste tipo de alimentação é fazer com que as toxinas sejam eliminadas no suor, na urina e na bílis, além de restaurar o equilíbrio do organismo.

Hábitos alimentares e atitudes importantes

1- Quanto mais usarmos os alimentos na sua forma integral e natural, mais teremos os benefícios e efeitos de desintoxicação. Veja os alimentos que favorecem esse processo de desintoxicação:

Folhosos verdes escuros: Agrião – Coentro – Salsa - Alface – Hortelã – Espinafre – Couve

Verduras cruas: Abóbora – Pepino – Beringela – Tomate – Beterraba – Cenoura

 Frutas ricas em fenóis: Kiwi – Abacaxi – Morango – Manga – Maçã – Pêssego – Melancia – Limão – Melão – Maracujá

Chás Claros: Erva doce – Funcho – Cidreira – Carqueja – Chá-verde

2 – Alguns alimentos devem ser evitados ou retirados das nossas refeições para diminuirmos os efeitos intoxicantes do nosso organismo:

– Alimentos enlatados e embutidos (salsicha e presunto);

– Farinhas e açúcares refinados (brancos);

– Biscoitos doces; Salgadinhos, guloseimas e excesso de doces; Sucos em pó, Refrigerantes

3- A prática de atividade física também é fundamental neste processo, pois além de favorecer o nosso metabolismo, ajuda na transpiração e eliminação de toxinas pelo suor. Da mesma forma, é muito importante o consumo de líquidos (água, sucos e chás).

 4 – Promover a saúde do fígado, que é o principal órgão responsável pela desintoxicação do corpo, evitando consumo excessivo de remédios, álcool e tendo uma alimentação equilibrada, sem excessos de açúcar, gordura ou sal.

Reeducação alimentar

Com todas estas dicas, é bom lembrar que para se ter uma vida saudável, muitas vezes é necessário fazermos uma reeducação alimentar. Significa que alguns alimentos podem ser diminuídos, substituídos ou proibidos, seguindo o princípio de equilíbrio entre quantidade e qualidade da nossa alimentação.

 
Limão congelado Imprimir e-mail

 

LIMÃO CONGELADO

Uma amiga minha da Universidade de Kirche tem um tumor no pulmão e na anca. A irmã dela, que é enfermeira, enviou-lhe um e-mail sobre o limão. Ela passou a usar o limão há algum tempo e os seus tumores foram diminuindo. O seu oncologista disse-lhe para continuar.
  
Tudo o que nós precisamos é de um LIMÃO CONGELADO.
 
Como podemos usar o limão inteiro, sem nada desperdiçar?
 
Simples. Coloque um limão bem lavado no congelador da geladeira. Quando estiver congelado, utilize o ralador de cozinha e rale o limão inteiro (sem necessidade de o descascar), e polvilhe os seus alimentos com este preparado. 
Polvilhe as suas bebidas, gelados, sopas, cereais, massas, molhos, arroz, sushi, peixe, whisky... a lista é interminável.
 
Todos os alimentos terão, inesperadamente, um sabor maravilhoso, algo que você talvez não tenha conhecido antes.  
Provavelmente, até agora, você achava que só o sumo do limão tinha Vitamina C. Mas as cascas do limão, que até agora eram jogadas fora, contêm cinco a dez vezes mais vitaminas do que o sumo. As cascas do limão são saudáveis na medida em que destroem os elementos tóxicos do corpo.

Benefícios surpreendentes do limão:
 
O limão (citrus) é um fruto milagroso para matar as células cancerígenas. Apesar de um leque variado de benefícios do consumo do limão, o mais interessante é o efeito que produz sobre os quistos e tumores.

É 10 000 vezes mais forte do que a quimioterapia. O seu sabor é agradável e não provoca os efeitos secundários do tratamento químio-terápico.

Ele é considerado também um espectro anti-microbiano contra infecções bacterianas e fungos. É eficaz contra parasitas internos e vermes, regula a pressão sanguínea quando é muito alta, é um anti-depressivo e combate o stress e os distúrbios nervosos.

Os constituintes deste fruto são 10.000 vezes melhores do que o produto Adriamycin, um medicamento utilizado no mundo inteiro como químio-terapêutico para reduzir a velocidade do crescimento das células cancerígenas.
E o mais surpreendente é que este tipo de terapia com o extrato do limão, apenas destrói células cancerígenas malignas e não afeta as células saudáveis.

 Uma informação de um dos maiores fabricantes de medicamentos do mundo, diz que após mais de 20 testes desde 1970, os resultados revelaram que o extrato do limão destrói as células malignas de 12 tipos de câncer, incluindo o do cólon, da mama, da próstata, pulmão e pâncreas.
  
Então, lave um limão, congele-o e rale a totalidade da fruta sobre os seus alimentos
e bebidas.

 
O seu corpo agradecerá.

 
Dieta mediterrânica para um coração saudável Imprimir e-mail

Dieta mediterrânica é seguro de vida para um coração saudável

A dieta mediterrânica é a mais saudável para o coração e para controlar colesterol, trigliceridos, pressão arterial e glicose, concluem 50 estudos, divulgados pela revista do Colégio norte-americano de Cardiologia.  

Demóstenes Panagiotakos, professor da Universidade ateniense Harokopio e coordenador do estudo, salientou, citado pela agência Efe, que a comunidade médica detectou que a síndrome metabólica "está a aumentar rapidamente em todo o mundo, ao mesmo tempo que a incidência crescente da diabetes e da obesidade".

Por síndrome metabólica designa-se o conjunto de doenças ou factores de risco que aumentam a possibilidade de se vir a sofrer doenças cardiovasculares. O excesso de peso é um desses factores.

Segundo os dados analisados por Panagiotakos e Christina-Maria Kastorini, a dieta mediterrânica tem um dos padrões mais conhecidos e bem estudados e demonstrou estar associada à diminuição da mortalidade devido a doenças coronárias, diabetes tipo 2 e alguns tipos de cancro.

Os peritos definem a dieta mediterrânica como correspondendo a um padrão alimentar que inclui uma dose diária de fruta, verdura, cereais integrais e lacticínios com pouca gordura, além de um consumo semanal de peixe, aves, frutos secos e legumes, com um consumo relativamente baixo de carne vermelha e moderado de álcool, normalmente às refeições.

Também está incluído no padrão alimentar o consumo elevado de azeitonas e azeite.

"Os nossos resultados somam-se ao conhecimento existente e demonstram mais uma vez o papel de protecção e a importância de factores como, principalmente, o estilo de vida e os hábitos alimentares no desenvolvimento e progressão da síndrome metabólica", avançou Pangiotakos.

 
Chá de folha de oliveira Imprimir e-mail

Chá de folha de oliveira

A folha de oliveira tem propriedades fantásticas para nossa saúde e bem-estar. A sua utilização é histórica e já o antigo povo egípcio a utilizava.

Eram utilizadas tanto para a saúde como no processo de mumificação dos faraós, após a sua morte. Para os egípcios, a folha de oliveira era também o espelho do poder divino. Para além da sua influência no povo egípcio, também na bíblia existem várias referências a esta árvore.

A oliveira é a árvore que nos dá as azeitonas que colocamos nas saladas, pizzas e massas. As azeitonas podem ser transformadas em azeite, que é um produto que se pode conservar até 2 mil anos.

São muitos os estudos que defendem os seus benefícios. Entre eles, se destacam o aumento dos níveis energéticos do nosso organismo, o combate contra o diabetes e a síndrome de Alzheimer, a manutenção da pressão arterial e a ajuda para o bom funcionamento do sistema cardiovascular e imunológico.

O extracto da folha de oliveira, dadas as suas propriedades antivirais, antibacterianas e antifúngicas, poderá ser utilizada para evitar e combater a meningite, as gripes, a candidíase, a encefalite, a hepatite B, o herpes, o dengue, a pneumonia, a tuberculose, a malária, a diarreia, a gonorreia e outro tipo de infecções em áreas como as vias urinárias, nos dentes, nos ouvidos, entre outras. Até mesmo no combate à AIDS, este

As vantagens da folha de oliveira têm feito um furor enorme na comunidade científica mundial. A University of Michigan Health System comprovou que ela é rica em oleuropeína, uma substância que ao eliminar o açúcar do nosso sangue, ajuda a combater o diabetes. Os cientistas descobriram também que ela é rica em potássio, manganês, selénio, magnésio, fósforo, zinco e cobre. Estas substâncias pertencem ao grupo dos antioxidantes e, para além de estimularem o organismo, previnem o envelhecimento das nossas células.

A forma mais indicada de consumir a folha de oliveira é fazendo um chá. Recomendamos que beba até 4 xícaras por dia, num período que não ultrapasse os 4 meses. Juntando o consumo desse chá a uma dieta saudável e a uma actividade física regular, perderá até 6 quilos.

Como fazer o chá de folha de oliveira:

            Pegue num 1 litro de água e ferva no fogão;

            Depois de a água ferver, junte 2 colheres de sopa de folhas de oliveira;

            Coloque uma tampa e reserve por 20 minutos;

            Coe a água e o chá estará pronto a consumir.

Encontrará facilmente a folha de oliveira em grandes mercados ou em lojas especializadas em produtos naturais.

 
Música de Mozart melhora a atividade cerebral Imprimir e-mail

Música de Mozart melhora a atividade cerebral

 

Pesquisadores da Universidade La Sapienza, de Roma, concluíram que a audição da música de Wolfgang Amadeo Mozart melhora sensivelmente a atividade cerebral, informou o jornal “Daily Mail”, de Londres.

Nas pessoas analisadas durante os exames foi constatado um aumento da atividade das ondas cerebrais relacionadas com a memória, a intelecção e a resolução dos problemas.

Os mesmos testes foram feitos tocando ao mesmo grupo uma música de Beethoven, porém sem resultados. As experiências sugerem que na música de Mozart há algo especial que influencia positivamente o cérebro.

“Esses resultados – explica o estudo – podem ser representativos do fato de a música de Mozart ser capaz de 'ativar' circuitos corticais neuronais no cérebro relacionados com a atenção e as funções cognitivas”.

E esclarece que os resultados “não são apenas uma consequência de ouvir música em geral”.

O estudo foi publicado na revista especializada Consciousness and Cognition (volume 35, setembro 2015, páginas 150–155), tendo os pesquisadores utilizado equipamentos EEG (eletroencefalografia) para registrar a atividade elétrica do cérebro dos participantes.

Os responsáveis foram Walter Verrusio, Evaristo Ettorre, Edoardo Vicenzini, Nicola Vanacore, Mauro Cacciafesta e Oriano Mecarelli, de diversos departamentos da universidade romana. (“The Mozart Effect: A quantitative EEG study”)

O grupo analisado incluía 10 adultos jovens e saudáveis, com uma média de idade de 33 anos, 10 idosos saudáveis em torno dos 85 anos, e 10 idosos com leves problemas na cognição e uma idade média de 77 anos.

As medições eletroencefalográficas foram feitas respectivamente antes e depois de ouvir o movimento L'allegro con spirito da sonata para dois pianos em D Maior K448 de Mozart e Para Elisa de Beethoven.

Os pesquisadores sugerem que o arranjo musical racional e altamente organizado da sonata pode suscitar um ‘eco na organização do córtex cerebral’ (responsável pelas funções mentais de alto nível).

“Uma das características típicas da música de Mozart é a repetição frequente de uma melodia; isso determina uma virtual carência de elementos surpreendentes que podem afastar a atenção do ouvinte de uma audição racional, em que cada elemento harmónico e melódico tende a fechar num ponto que confirma as expectativas dos ouvintes”, dizem os autores.

 
Toca a comer coentros Imprimir e-mail

Toca a comer coentros!

Segundo um estudo da Universidade da Beira Interior, publicado no «Journal of Medical Microbiology»,ocoentros têm um antibiótico natural

Um estudo da Universidade da Beira Interior, publicado no «Journal of Medical Microbiology» chegou à conclusão de que: o óleo de coentros é tóxico para uma ampla gama de bactérias nocivas.

O efeito do óleo de coentros foi testado em 12 estirpes de bactérias, entre as quais a E.coli ; a Salmonella entérica e a Bacillus cereus. Todas elas mostraram uma redução do crescimento, sendo que a maioria delas foi eliminada por soluções que continham até 1,6 por cento de óleo de coentros. Apenas duas resistiram ao efeito bactericida desta solução.

Fernanda Domingues, responsável pela investigação, explicou, como funciona o óleo dos coentros: - «Os resultados indicam que o óleo de coentros danifica a membrana que envolve a célula bacteriana. Isso interrompe a barreira entre a célula e o seu meio ambiente e inibe os processos essenciais, incluindo a respiração, o que acaba por conduzir a célula bacteriana à morte.
O óleo de coentros pode ser uma alternativa natural aos antibióticos comuns, já que pode ser usado como medicamento na forma de loções, anti-sépticos orais e até mesmo comprimidos para combater infecções bacterianas multi-resistentes que, de outra forma, não poderiam ser tratadas».

E não é só a indústria farmacêutica que pode «lucrar» com os coentros. Também a indústria alimentar e médica, já que «anualmente, nos países desenvolvidos, cerca de 30 por cento da população sofre de doenças transmitidas por alimentos. Esta pesquisa incentiva o desenvolvimento de novos aditivos alimentares.»

 
O que é uma alimentação saudável? Imprimir e-mail

O que é uma alimentação saudável?

 

A alimentação é um combustível para a nossa vida, por isso é necessário manter hábitos saudáveis

Já ouvimos falar muitas coisas sobre alimentação, sobre a importância de alguns alimentos para a nossa saúde, para as nossas carências e os nossos excessos. Mas eles possuem um significado maior do que apenas garantir as necessidades do nosso corpo. O ato de comer está relacionado aos valores sociais, culturais, afetivos e sensoriais. Na maioria das vezes, comer é um momento de prazer e confraternização com nossos amigos e familiares. O alimento torna-se, assim, muito mais do que uma fonte de nutrientes. Apreciamos as cores e gostamos de sentir a textura e o sabor da comida. Mas isso não é tudo! Nesse jogo de sensações, precisamos nos lembrar da importância da alimentação saudável.

O alimento é o combustível para a nossa vida, já que nos fornece todos os nutrientes necessários para a realização das nossas tarefas diárias. Se não nos alimentarmos bem, não teremos disposição para a realização dessas atividades, além de comprometermos seriamente o bom desempenho das funções vitais do nosso organismo, deixando de cuidar do nosso corpo como templo de Deus.

O que fazer, então, para nos alimentarmos bem? A resposta é muito simples: tendo hábitos alimentares saudáveis. O ideal é que nos empenhemos em ter uma alimentação balanceada, que consiste em equilibrar nossas refeições para que não caiamos nos excessos. A melhor forma de promover esse equilíbrio é colocar em prática duas palavras na nossa alimentação: quantidade e qualidade, ou seja, podemos comer de tudo um pouco, mas com moderação.

Veja, agora, as dicas que o Guia Alimentar da População Brasileira nos traz:

– Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes na semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e faz bem à saúde;

– Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina;

– Evite refrigerante e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas e outras guloseimas como regras de alimentação;

– Faça, pelo menos, três refeições – café da manhã, almoço e jantar – e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições;

– Consuma, diariamente, três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis;

– Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa;

– Beba, pelo menos, dois litros de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições;

– Pratique, no mínimo, 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo;

– Inclua, diariamente, porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos como as batatas e raízes como a mandioca nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural;

– Coma, diariamente, pelo menos três porções de verduras e legumes como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

 

Fica, aqui, o convite para termos o compromisso de cuidar bem daquilo que o próprio Deus nos deu como dom maior: a vida. Forneçamos ao nosso corpo alimentos de qualidade e na quantidade correta.

 

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (1 Coríntios 6,19-20).

 
Que alimentos usar no lanche do meu filho? Imprimir e-mail

Que alimentos usar no lanche do meu filho?

A alimentação é muito importante para garantir o desenvolvimento do corpo e da mente de uma criança

Falemos sobre a alimentação escolar dos nossos pequenos, já que uma boa alimentação é muito importante para garantir o desenvolvimento do corpo e da mente de uma criança. O alimento certo é capaz de garantir energia e nutrientes para o período de aula, proporcionando às crianças maior capacidade de concentração e memória, além de ajudá-las no alcance das necessidades nutricionais ao longo do dia. Os pais e outros educadores têm fundamental importância também neste momento, pois vão ajudar os pequenos a formar seus hábitos alimentares.

Uma alimentação balanceada

Para isso, é importante lembrar que sempre precisamos partir do princípio do equilíbrio entre quantidade e qualidade para o lanche escolar, que precisa ser simples, pois representa uma refeição intermediária, já que, logo que a criança chegar em casa, contará com uma grande refeição (almoço ou jantar).

O desafio para montarmos um lanche saudável é que precisaremos ofertar alimentos de qualidade e de forma prática, mas nem sempre o prático é o mais saudável. Abaixo, listo alguns pontos para os quais precisamos estar atentos, a fim de planejarmos lanches saudáveis para as crianças:

Varie sempre as combinações e evite repetições de alimentos. Isso garantirá ao seu filho nutrientes variados, e ele não vai “enjoar” daquilo que está sendo ofertado a ele.

Nunca envie pacotes inteiros de biscoitos. Procure criar porções pequenas de quatro a cinco unidades, para não correr o risco de a criança comer além do necessário.

Não podemos esquecer que o fato de colocarmos suco no lanche não substituiu a necessidade que a criança tem de consumir água. Portanto, mande sempre à parte a garrafinha de água na lancheira.

20A quantidade que cada criança precisa consumir depende da faixa etária dela. Para isso, consulte um profissional da área para ter o valor/quantidade correta para seu filho.
Outro ponto importante é na inclusão de chocolates, balas e doces nos lanches. Eles não são proibidos na alimentação da criança, mas devem ser evitado o consumo diário e em excesso, já que, normalmente, são ricos em açúcares e gordura, podendo ser os culpados pelo excesso de peso tão comum atualmente. O que deve ser evitado são alimentos como biscoitos recheados, bolos de pacotinhos, salgadinhos de pacotes e salgados fritos.

Dicas de como combinar os alimentos

Para combinarmos bem os alimentos, precisamos de ter como base para o lanche o uso de três pontos:

– Um líquido: sucos variados de frutas, iogurte, leite fermentado ou achocolatado.
– Uma fruta: mandar frutas que já estejam em pedaços como mamão, melão e abacaxi; mexerica e laranja, que devem estar descascadas; ou as frutas secas/desidratadas como ameixas e damascos.
– Uma boa opção de carboidrato para repor as energias são biscoitinhos integrais, barrinhas de frutas e/ou cereais, pãezinhos tipo bisnaguinha, bolos, pão de queijo e torradinhas.

Exemplos:

1) Cinco biscoitos de aveia e mel, 1 potinho de leite fermentado e 1 mexerica.
2) 2 mini-sanduíches de pão integral com queijo tipo minas + 1 garrafinha de suco de fruta + 1 fruta
3) 1 barrinha de cereais de frutas com chocolate, 1 potinho de iogurte + 1 fruta.

Nunca deixe de conversar com a criança para ajudá-la a aceitar novos alimentos e também para perceber se ela está a conseguir consumir aquele cardápio proposto. O diálogo é muito importante entre pais e filhos também aqui.

Seguindo estas dicas, o seu filho estará seguro, com um lanche saudável e equilibrado.

 
Uma bebida milagrosa Imprimir e-mail

 

UMA BEBIDA MILAGROSA

 

Se o seu objetivo é ter uma excelente saúde e um corpo cheio de vitalidade... tome nota!

 

Esta bebida milagrosa já existia há muito tempo, já que originalmente os médicos naturistas de China a recomendavam aos doentes. Conhecemo-la graças ao Sr. Seto, que não é uma celebridade pública, é um homem normal como tu e eu, que comprovou os resultados desta bebida, visto que se curou da sua doença.

O Sr. Seto tinha cancro do pulmão e diz que esta bebida lhe foi recomendada por um famoso ervanário da China.

Ele tomou esta bebida diligentemente durante 3 meses e agora a sua saúde restabeleceu-se assombrosamente, por isso quis torná-lo público para dar a conhecer as maravilhas de uma alimentação sã.

É um alimento ao alcance de todos, com um custo ínfimo. E é por isso que este Sr Seto quer chamar a atenção de quem padece de algum tipo de cancro ou qualquer outra doença para esta bebida milagrosa (que protege o corpo do cancro e de outras doenças) para que se curem. Esta bebida milagrosa, segundo ele, "trava" o desenvolvimento das células cancerígenas.

 

De que é feita?

A fórmula é muito simples, necessita somente:

1 Beterraba

2 Cenouras

1 Maçã

é tudo  o que se precisa para fazer o sumo.

 

Instruções:

Lave todas as frutas acima mencionadas, corte-as com a pele em bocados pequenos, ponha-os na "blender" (misturadora), mexa e beba o sumo de imediato.

(Ou então ponha os ingredientes na  máquina de sumos).

Se quiser, pode juntar um pouco de lima ou limão, para lhe dar um sabor mais refrescante.

 

Quando deve beber?

De manhã, em jejum.

Uma hora DEPOIS recomenda-se tomar o pequeno-almoço.

 

Para conseguir resultados rápidos

Tome esta bebida 2 vezes ao dia:

Um copo pela manhã, outro antes das 5 da tarde.

Por favor, tome a bebida imediatamente

depois de a ter triturado os ingredientes. NUNCA se irá arrepender!

 

Este milagre da alimentação será efetivo para as seguintes doenças:

1)  Para prevenir o cancro e travar o crescimento das  células cancerígenas.

2)  Para  prevenir doenças

a)  do fígado

b)  dos rins

c)  do pâncreas

d)  da úlcera.

3)  Para fortalecer e prevenir:

a)  os pulmões

b)  um ataque cardíaco e a tensão arterial alta.

4)  Para fortalecer o sistema imunológico.

5) É ainda boa para:

a) a vista

b) eliminar olhos vermelhos e cansados  ou secura nos olhos

6)  Para ajudar a eliminar a dor de:

a)  esforço (treino intensivo) físico

b)  dor muscular.

7)  Para desintoxicar:

a) ajuda a defecar

b) eliminar a obstipação (por isso fará com que a pele fique sã e radiante).

c) Ajuda no problema de acne.

8)  Para melhorar e eliminar:

a) o mau hálito devido à má digestão

b) a infeção de garganta.

9) Para diminuir as dores menstruais.

10) Para ajudar a tirar a febre do feno.

 

Não há absolutamente nenhum efeito secundário. É de alto valor nutritivo. Muito eficaz se necessita perder peso. Vai dar-se conta de que o seu sistema imunológico melhorou (devido à maçã) depois de seguir a rotina por umas 2 semanas.

 
Cuidados do idoso com a alimentação Imprimir e-mail

 

Cuidados que o idoso precisa de ter com a alimentação

Os cuidados com o idoso são sempre muito importantes e precisam de ser observados com muita atenção

Precisamos de entender o que muda no nosso organismo quando passamos da idade adulta para a idosa – mais de 65 anos.

Após esta idade, o organismo do idoso sofre algumas alterações, e dentre elas, podemos citar:

1. Mudanças fisiológicas: perdas celulares, declínio do funcionamento dos órgãos;

2. Alterações das necessidades energéticas/calóricas diárias: reduzindo de 10 a 25% do que ele precisa como energia para o seu organismo;

3. Alterações no Sistema Digestivo: o intestino perde um pouco a sua força muscular, provocando diminuição na motilidade intestinal, o que leva ao que conhecemos como “prisão de ventre”;

4. Composição corporal: o idoso perde peso e massa muscular, e tem a tendência a aumentar a quantidade de gordura corporal, principalmente na região abdominal;

5. Órgãos Sensitivos: percebe-se uma diminuição nos sentidos do paladar, do olfato e da visão, o que dificulta a alimentação e a preparação dela;

6. Alterações Hormonais: uma importante alteração é a diminuição da produção do hormónio insulina pelo pâncreas, o que pode provocar diabetes.

É importante saber também que há alguns fatores que precisam de ser observados, para que estas alterações não sejam aceleradas nem apareçam precocemente. Dentre os problemas que podem acelerar o envelhecimento estão o meio ambiente, o estilo de vida, o hábito de fumar, a alimentação, a prática de atividade física, a depressão, o estresse e, claro, a alimentação!

Algumas dicas que podem ajudar na alimentação dos idosos:

– Planear as refeições diárias. Fazer um menu bem variado e alterar também a forma de os preparar;

– Preparar refeições atrativas e saborosas. Cortar os alimentos em pedaços pequenos, moer, ralar, desfiar ou alterar a textura de forma que fiquem mais “moles”;

– Comer devagar, mastigando bem os alimentos;

– Utilizar com moderação óleos vegetais para preparar as refeições;

– Não cozinhar com gordura animal (banha, toucinho);

– Reduzir o consumo de açúcar e sal. Retirar o saleiro da mesa;

– Ter cuidado com o consumo excessivo de alimentos ricos em cafeína (café, chá preto, chocolate), pois eles são estimulantes;

– Consumir, uma vez ao dia, iogurtes ou leite fermentado, que são probióticos e ajudam no controle de bactérias do organismo.

– Incentivar o consumo de frutas e hortaliças. Usar leite e derivados desnatados, pães integrais e arroz integral;

– Estimular a ingestão de água e líquidos, dando preferência a sucos naturais de frutas e evitando refrigerantes que possuem muito sal e açúcar;

– Alimentar-se de 3 em 3 horas e não substituir refeições por guloseimas e lanches. Isto é muito importante!

Seguindo estas dicas nutricionais com atenção, vamos ter o controle do peso corporal do idoso, manter a massa muscular saudável, além de prevenir doenças pelo consumo adequado de nutrientes.

Como nos disse o Papa Francisco, na Catequese de 4 de Março de 2015, “onde não há honra para os idosos, não há futuro para os jovens”.

Cuidemos, portanto, com carinho e atenção dos nossos idosos.

 
Bendito Vinho Tinto Imprimir e-mail
Imagem Activa
 
Azeite contra barriga e doenças Imprimir e-mail

Image 

Azeite antibarriga
O azeite evita o acumular da gordura visceral, que provoca doenças cardiovasculares e a diabetes, combate a osteoporose e inflamações.

Basta um fio dourado de azeite para que aquela torrada dura e seca ganhe textura macia e sabor especial. Uma outra transformação ocorre no seu organismo, mais precisamente no abdómen, quando consomes o azeite: ele impede o depósito de gordura ali, na linha da cintura. Parece um contra-senso, já que o alimento é dos mais calóricos, cada grama oferece cerca de 9 calorias. Mas a descoberta é séria: o consumo de azeitonas evita mesmo a barriga indesejada..

Quem o afirma são cientistas de diversas universidades europeias. Eles publicaram o seu trabalho no periódico Diabetes Care, da Associação Americana de Diabetes, em que compararam exames de imagem de voluntários, antes e depois do consumo de azeite. E observaram que este bom hábito diminuiu os depósitos de banha no abdómen. Diga-se: o ideal seria consumir duas colheres de sopa por dia de azeite para obter os seus benefícios.

No fundo, o mérito é todo da gordura monoinsaturada, que predomina no azeite. Se ela já era festejada por varrer o colesterol ruim das artérias, agora os médicos têm ainda mais motivo para a cobrir de elogios. Isto porque estão empenhados em acabar com as barrigas avantajadas. A gordura da cintura, produz substâncias que dificultam a acção da insulina, o hormónio produzido pelo pâncreas que ajuda a glicose a entrar nas células.

Ou seja, barriga grande pode levar à diabetes do tipo 2, explica o endocrinologista Márcio Mancini. A diabetes, ao lado da pressão alta, do colesterol, dos triglicerídeos alterados e, de novo, da tal barriga, é o componente básico de um mal que mata a síndrome metabólica. O azeite, no entanto, ajuda a quebrar este círculo nefasto.

 

PORQUE É QUE O AZEITE FAZ TÃO BEM?

Azeite: mais benefícios

Azeite contra barriga e doenças
Azeite antibarriga

O azeite é apelidado pelos mediterrâneos, merecidamente, de “ouro líquido”.

 

NO ESTÔMAGO
Pesquisadores da Universidade de Valme, na Espanha, observaram que o azeite contém substâncias com efeito bactericida, capazes de combater a Helicobacter pylori, microorganismo por trás da gastrite. O achado foi publicado recentemente no Journal of Agricultural and Food Chemistry, um importante periódico científico americano.

 

ABAIXO A DOR
Cientistas do Instituto Monell, nos Estados Unidos, encontraram no azeite uma molécula que inibe a actividade de enzimas envolvidas em inflamações. É o oleocanthal, um composto de acção idêntica à de analgésicos e que, portanto, é infalível contra as dores. Então, é provável que o consumo regular ofereça alívio para os que sofrem de dores crónicas.

 

PARA OS OSSOS
Ele também ajudaria a afastar a osteoporose. Pesquisadores da Universidade de Jáen, na Espanha, notaram que o consumo de azeite está associado à menor incidência de fracturas. Embora o efeito tenha sido demonstrado num grupo de 334 voluntários, falta elucidar o porquê.

 

CONTRA TUMORES
Um trabalho publicado há pouco na revista da Sociedade Europeia de Oncologia mostra que a gordura monoinsaturada do azeite diminui o risco do cancro no cólon. Pesquisas anteriores já apontaram a acção preventiva noutros tumores, como o da mama.

 

 

 

 
Cuidados com a saúde Imprimir e-mail

Segundo a Organização Mundial de Saúde é considerado idoso qualquer pessoa a partir de 60 anos de idade, mas vale lembrar que tal consideração é avaliada segundo o envelhecimento fisiológico, o que não impede uma pessoa de ser social e intelectualmente activo. Saúde intelectual e física neste processo é de grande valia. Estes podem ser equilibrados através de actividades sociais e de lazer que não deixa com que o indivíduo, em fase de envelhecimento, se sinta excluído da sociedade e incapaz de exercer funções
O estilo de vida que uma pessoa leva pode contribuir bastante para o seu envelhecimento, por isso alguns ítens são essenciais para retardar o processo do envelhecimento e manter uma vida saudável:

  • Boa alimentação;
  • Boa Hidratação;
  • Bom sono.

 

 

 
A automedicação e as bactérias Imprimir e-mail

A automedicação contribui para o surgimento de super bactérias

O uso de medicamentos sem acompanhamento médico ou o abandono do tratamento aos primeiros sinais de melhoria estão entre as principais causas das proliferações bacterianas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), se não houver um controle rigoroso da utilização de antibióticos a população poderá ficar sem defesa contra as bactérias que causam infecções.

Estas práticas comuns de uso incorrecto dos antibióticos fortalecem as bactérias colocando não só o paciente, mas toda a população em risco, tornando os antibióticos disponíveis no mercado ineficazes.
"As 'super bactérias' são organismos vivos que adquiriram resistências aos antibióticos. O uso inadequado dos antibióticos – sem critério, em dose, período, ou com indicação incorrecta – acelera os mecanismos de defesa das bactérias, perdendo a eficiência do medicamento", explica o director do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP), Pedro Menegasso.

 
Cuidados com o sol Imprimir e-mail
 Image

  • Os efeitos do sol na nossa pele só são visíveis com o tempo. Geralmente, os sinais de pele ocasionados pelos danos do sol só são percebidos após os 50 anos de idade.
 
Por isso devemos pensar se vale a pena fazer procedimentos de risco (como tomar sol sem protector ou fazer bronzeamentos artificiais) para ter uma beleza instantânea, mas que com o tempo vai ser percebido sob a forma de manchas, rugas e engrossamento da pele.

DICA: 5 minutos de sol por dia é o suficiente para produção de vitamina D.

O que fazer depois de ter exagerado no sol com a pele que fica vermelha e irritada?

COMPRESSA DE CHÁ VERDE: Aquecer a água até ao ponto de formação de pequenas bolhas de água, sem que esteja a ferver. Desligar o fogo. Acrescente 1 colher de sopa de chá verde. Tapar e deixar durante 3 minutos. Utilizar este chá em temperatura ambiente como compressas para a pele agredida pelo sol.

Ingerir Chá Verde e Romã auxilia na protecção solar.

COMO PREPARAR:

  • Bater o chá verde com uma maçã ou outras frutas que sejam mais ácidas.
  • Suco de Romã → Lave e corte a romã ao meio, prepare um suco com todas as sementes inteiras e metade da parte branca, misturando 100ml de água comum e alguma fruta vermelha da sua preferência. Bata tudo no liquidificador e consuma no prazo de 24hs.

 

PINTAS E MANCHAS NA PELE Image

Atenção às pintas: as mais escuras necessitam de um maior cuidado e atenção..

Observar SEMPRE o ABCD das pintas:

  • Aspecto;
  • Borda;
  • Cor;
  • Diâmetro

Havendo qualquer alteração em algum destes aspectos, procure um médico dermatologista.

 

HIGIENE SEMPRE!

VERÃO = CALOR = AUMENTO DAS BACTÉRIAS

Image 

Lembrar que as bactérias adoram um ambiente quentinho e húmido.

Algumas dicas:

  • CALOR = aumento da multiplicação bacteriana, portanto muito cuidado no verão com os alimentos e com os ambientes mais propícios a contaminações como cozinhas e banheiros.

 ATENÇÃO REDOBRADA na higiene!!!

  • CUIDADO com produtos clandestinos! Procure saber a origem dos produtos que consome e só compre produtos rotulados!
      • Alimentos prontos devem ser mantidos no máximo 2 horas em temperatura ambiente, depois deste tempo o risco de contaminação é acima do recomendável.
      • Cuidado em consumir vegetais e hortaliças crus nos estabelecimentos de alimentação (restaurantes), prefira os cozidos que são mais seguros.
      • CUIDADO com o consumo de ostras. Só consuma ostras de cativeiro, porque as ostras silvestres podem causar intoxicação e até matar.

Não tenham vergonha, questionem mais os estabelecimentos em que fazem as refeições.

Image 

  • Pergunte como fazem a higienização das verduras,
  • Quanto tempo o produto ficou sem refrigeração,
  • Que tipo de produtos utilizam para higienização,
  • Esclareça qualquer dúvida que tiver em relação aos alimentos que são produzidos lá.

Este questionamento, com certeza, vai fazer com que eles comecem a ter mais cuidado na preparação e melhorem a qualidade do produto final, que és tu quem vai consumir!

 

 

 
HIV E SIDA Imprimir e-mail

Imagem vazia padrão1º de Dezembro
Dia Mundial de Luta contra a SIDA Imagem vazia padrão

SIDA X HIV:

O Vírus da Imunodeficiência Humana, conhecido como HIV, é um vírus pertencente à classe dos retrovírus e causador da aids. Ao entrar no organismo humano, este vírus pode ficar silencioso e incubado por muitos anos. Esta fase denomina-se assintomática e relaciona-se ao quadro em que uma pessoa infectada não apresenta nenhum sintoma ou sinal da doença. O período entre a infecção pelo HIV e a manifestação dos primeiros sintomas da aids irá depender, principalmente, do estado de saúde da pessoa

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter a aids. Significa que, no sangue, foram detectados anticorpos contra o vírus. Há muitas pessoas soropositivas que vivem durante anos sem desenvolver a doença. No entanto, podem transmitir aos outros o vírus que trazem consigo.

A aids é uma doença que se manifesta após a infecção do organismo humano pelo Vírus da Imunodeficiência Humana, mais conhecido como HIV. Esta sigla é proveniente do inglês - Human Immunodeficiency Virus.

 

COMO MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DOS PORTADORES DO VIRUS HIV OU SIDA:

  • Manter uma vida regrada;

  • Fazer uma alimentação saudável e equilibrada sempre;

  • Evitar o stress

  • Dormir bem;

  • Ser feliz (alegria ajuda a aumentar as células do sistema imunológico!);

  • Ter bom ânimo e disposição para lutar pela sua vida e seus direitos;

  • Ter fé;

  • Fugir da depressão e das tristezas.

LEMBRE-SE: O portador do vírus do HIV ou da SIDA é um ser humano como qualquer outro e deve ser tratado como tal. Assim, como toda a população ele tem direitos que devem ser respeitados.
Uma das grandes dificuldades que estas pessoas vivem é o preconceito, que faz com que eles sejam excluídos da sociedade, podendo causar tristezas profundas e até mesmo depressão.      “O QUE MATA É O PRECONCEITO”
 
Saúde no envelhecimento Imprimir e-mail

POEMA AO IDOSO E AO VELHO

Imagem vazia padrãoIdoso é quem tem o privilégio de viver uma longa vida…Velho é quem perdeu a jovialidade.
Tu és idoso quando sonhas…És velho quando apenas dormes.
És idoso quando ainda aprendes…És velho quando já nem ensinas.
És idoso quando tens planos…És velho quando só tens saudades.
Para o idoso a vida renova-se cada dia que começa…Para o velho a vida acaba cada noite que termina.
Que tu, quando fores idoso, vivas uma vida longa,
Mas que nunca fiques velho.

 

 

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 40 de 98

Webdesign Contabilidade Porto Porto Apartments